Beneficiários têm recorrido ao Twitter e ao Google atrás de respostas sobre o Caixa TEM

O auxílio emergencial é uma medida econômica que visa minimizar os danos da crise econômica provocada pela quarentena do coronavírus. Conforme dados do Ministério da Cidadania, os R$ 600 já foram pagos a mais de 50 milhões de brasileiros.

De acordo com o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) que sancionou o Projeto de Lei do benefício, o auxílio emergencial têm mantido o Brasil “longe de saques e da violência”.

Entretanto, desde que o processo do auxílio emergencial pela Caixa Econômica Federal (CEF) foi lançado, muitas pessoas encontraram dificuldades. Tanto no cadastro no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, que visa selecionar os beneficiários, quanto no app Caixa TEM, que paga o valor para os correntistas aprovados que não tem conta na Caixa ou no Banco do Brasil.

Confira abaixo o que fazer caso encontre dificuldades em transferir os R$ 600 para uma conta bancária de um banco não estatal. As dicas são válidas para quem já possui o benefício aprovado.

Veja também – Não consigo me cadastrar no aplicativo da Caixa, o que fazer?

Para saber o status da solicitação do auxílio emergencial, acesse o site da Caixa ou o novo site do Ministério da Cidadania.

3 soluções para transferir o dinheiro do Caixa TEM

Horário não comercial

Apesar da rotina ter mudado drasticamente com a quarentena e o isolamento social, o horário comercial continua. Assim, mesmo em home office, muitas pessoas estão operativas entre as 9h e as 18h, o que torna este o horário de pico para os acessos no Caixa TEM: principalmente durante o almoço.

Vale tentar acessar o app em outro horário, como antes das 8h e após às 20h. Para quem tiver disposição, o período da madrugada também tem sido favorável para alguns usuários. Afinal, muitas pessoas estão dormindo.

O alto número de acessos no aplicativo Caixa TEM gera uma sobrecarga no sistema do banco federal. Deste modo, o app apresenta falhas, pois a operação não suporta tantas conexões simultâneas. O servidor da Caixa nunca foi testado desta forma no passado, e por isso não estava preparado.

Limpeza do cache

Uma técnica que pode ser empregada para conseguir acessar o aplicativo e fazer a transferência bancária dos R$ 600 é forçar a parada do app. Simplificando, o cache é uma espécie de download do site, para que ele seja mais facilmente acessado no futuro.

No entanto, o acúmulo de dados no cache pode tornar aplicativos e sites mais lentos, além de não apresentar ou retardar a apresentação de atualizações.

Para limpar o cache do app Caixa TEM siga o passo-a-passo abaixo caso seu sistema operacional seja Android:

  1. Acesse as configurações do celular;
  2. Selecione “Aplicativos” ou “Gerenciador de Aplicativos”, dependendo do aparelho smarphone;
  3. Encontre o app Caixa Tem na lista e clique em cima dele;
  4. Selecione a opção “Armazenamento”.
  5. Clique em “Limpar Cache”;
  6. Por fim, volte à tela anterior e clique em “Forçar Parada”;

Veja também – “Dados inconclusivos” no auxílio emergencial: o que fazer?

Atualize o Caixa TEM

É importante ressaltar que o aplicativo Caixa TEM ainda está em desenvolvimento e sofre constantes alterações para atender melhor os usuários. A última atualização conta com um cronômetro que funciona como uma fila de atendimento.

Caso a versão do Caixa TEM não apresente este relógio após informar os seus dados pessoais, provavelmente é uma versão sem atualização. Assim, verifique na Apple Play ou na Playstore do Google se existem atualizações a serem feitas.

Também é válido desinstalar o app e instalar novamente, pois a versão reinstalada será a mais recente disponível.

Ficou com mais alguma dúvida sobre Caixa TEM? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.