Caso tenha direito a restituição do imposto de renda e o valor não tenha sido creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil

Para saber se teve a declaração do imposto de renda liberada, o contribuinte deverá acessar o site da Receita Federal em busca de comprovações. Também é possível checar pelo aplicativo Pessoa Física, disponível para os sistemas Android e iOS.

O dinheiro da restituição fica disponível no banco por um ano para ser acessado pelo contribuinte. Após esse prazo, o resgate só é possível com o Formulário Eletrônico – “Pedido de Pagamento de Restituiçã”o, ou diretamente no “e-CAC”, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

No caso de o pagamento não ter sido efetuado e o site da receita demonstrar que o contribuinte tem direito ao crédito que deve ser entregue em conta bancária, é necessário que o mesmo recorra. Os lotes de pagamento desse ano serão totalizados em 5, e o último foi pago ao término do mês de setembro.

Com isso, quem não teve acesso ao dinheiro irá precisar contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento:

  • 4004-0001 (capitais);
  • 0800-729-0001 (demais localidades);
  • 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Saiba mais em: Receita Federal abre programa de renegociação de dívidas

Quem deve receber a restituição do imposto de renda?

Ao fazer a sua declaração, todos os dados de ganhos e despesas devem ser informados corretamente, cada centavo precisa aparecer. Uma vez declarado o seu Imposto de Renda, este passará por uma análise para você também não acabar caindo na malha fina do Governo.

Para receber a restituição, é necessário preencher os dados bancários antes da transmissão da declaração para a Receita Federal, de maneira que, quando chegar a hora, o dinheiro dessa restituição será automaticamente enviado para a conta.

Caso constem dados errados na informação da conta corrente, o contribuinte tem até um ano para ir atrás desse dinheiro antes de ele voltar para a Receita Federal.

Logo no momento em que você faz a sua declaração do IRPF, você recebe a confirmação de qual o valor da restituição, caso tenha direito a esta. Na primeira folha da declaração haverá o campo “Imposto a Restituir” ou “Imposto Devido” para você poder consultar e se planejar fina.

Caí na malha fina?

Caso passem todos os lotes e você não receba a sua restituição, é possível que você tenha caído na malha fina, que é quando uma pessoa não declara corretamente os seus gatos e entrada de dinheiro. Isso pode acontecer caso haja pendências na sua declaração, o que pode facilmente ser resolvido .

Basta preencher e enviar uma declaração retificadora para corrigir quaisquer erros feitos na primeira declaração que eventualmente possam acarretar nesse problema com a receita. As situações que você pode encontrar ao consultar a situação da sua declaração são:

  • Em processamento;
  • Processada;
  • Em análise;
  • Retificada;
  • Cancelada;
  • Tratamento manual;
  • Contudo, se a Receita encontrar erros, o contribuinte poderá levar uma multa de 75% mais juros em cima do valor do imposto.

Como consultar a restituição do Imposto de Renda?

Para contribuintes que receberão neste e em lotes anteriores, a consulta pode ser realizada em alguns canais disponibilizados pela Receita Federal, como:

  • Aplicativo da Receita – disponibilizado para smartphones e tablets;
  • Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC);
  • Número de telefone 146,
  • Página da Receita Federal na internet.

Veja mais – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Ficou com mais alguma dúvida sobre não receber a restituição do Imposto de Renda esse ano? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.