O saque emergencial de até R$ 1.045,00 do FGTS foi aprovado pelo governo por conta da pandemia do coronavírus, mas beneficiários já deram falta da liberação

Os trabalhadores com direito ao saque de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) cujos meses de nascimento são janeiro, fevereiro e março, já deveriam ter recebido o depósito na conta da Poupança Social Digital do aplicativo Caixa TEM.

Contudo, usuários do Twitter com direito ao benefício e com os aniversários nos meses referidos foram surpreendidos pela mensagem da Caixa Econômica Federal (CEF) informando que o depósito será feito posteriormente.

Para conseguir sacar o FGTS emergencial é necessário habilitar a abertura da conta Poupança Social Digital no aplicativo Caixa TEM, caso ela nunca tenha sido utilizada. Somente habilitando a abertura da poupança, por meio do aplicativo do FGTS, será possível receber o valor de até R$ 1.045,00.

Quem já recebeu o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) ou o auxílio emergencial já possui a poupança habilitada. Nestes casos, não é necessário dar a permissão pelo app FGTS e o valor cai no Caixa TEM automaticamente.

Veja também – Calendário de depósitos e saques do FGTS emergencial 2020

Meu FGTS emergencial não caiu. O que fazer?

De acordo com o site da Caixa, “o pagamento do saque emergencial do FGTS será realizado exclusivamente por meio de crédito em Poupança Social Digital”. Assim, os depósitos são feitos pelo aplicativo Caixa TEM, mas a consulta do status e do saldo total é feita pelo aplicativo FGTS.

Outras informações referentes ao andamento do processo também só ficam disponíveis no app FGTS, e não no Caixa TEM. Para baixar o app do FGTS acesse:

Assim, antes de tomar qualquer atitude diante da demora para receber o FGTS emergencial é necessário verificar o que está acontecendo com o valor, se ele já saiu do fundo, ou se ainda consta no saldo.

Existem dois fatores principais que impedem o depósito de até R$ 1.045,00 na Poupança Social Digital do Caixa TEM:

  • Dados incompletos;
  • Pedido em processamento;

FGTS emergencial adiado: dados incompletos trava pagamentos

Segundo o relato de alguns usuários da rede social, o não recebimento do FGTS é informado pela Caixa da seguinte forma: “O crédito foi reprogramado para o calendário seguinte, condicionado à complementação dos dados no app FGTS”.

Desta forma, para conseguir acessar o saque emergencial, o cidadão deve fazer a atualização de seus dados por meio:

  • do app do FGTS;
  • do site do FGTS;
  • ou do telefone 0800 726 0207;

Veja também – Faça a cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

FGTS emergencial adiado: pedido em processamento

Em outros casos, o relatado é que o valor do saque emergencial do FGTS consta como retirado no saldo visualizado no aplicativo do fundo. Entretanto, o dinheiro ainda não caiu na conta da Poupança Social Digital. A mensagem que aparece é a seguinte: “A liberação do valor do saque emergencial de sua(s) conta(s) do fgts está em processamento”.

Nesta situação, trata-se de um erro da instituição financeira Caixa Econômica Federal (CEF). Até a publicação deste post, o banco não havia se posicionado ou dado esclarecimentos sobre o processamento.

Com a simultaneidade dos pagamentos do FGTS, auxílio emergencial e do BEm, o sistema do Caixa TEM vem apresentando diversas falhas na execução do app e nos pagamentos.

Ficou com mais alguma dúvida sobre o FGTS emergencial? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.