Cartão Merenda: São Paulo continua o programa de alimentação para crianças que perderam a merenda escolar

O programa Merenda em Casa é uma medida emergencial utilizada desde abril para substituir a merenda que era oferecida nas escolas municipais. O objetivo do benefício é ajudar financeiramente as famílias enquanto as aulas seguem suspensas por conta pandemia do novo coronavírus.

No início da quarentena, o programa foi criado para oferecer alimentação exclusivamente aos estudantes que têm família em situação de extrema pobreza e que está cadastrada no Bolsa Família.

No dia 30 de julho, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou que todos os alunos da rede escolar municipal terão direito a solicitar o Cartão Merenda, também conhecido como Cartão Alimentação.

As famílias que ainda não estão recebendo o benefício têm até domingo, dia 09 de agosto, para realizar o cadastro e solicitar o Cartão Merenda. De acordo com o prefeito, o cartão será enviado às escolas que farão o contato com as famílias dos alunos.

Veja também – Bolsa Família vai aumentar?

Qual valor do benefício do Cartão Merenda?

Os valores do benefício podem variar dependendo de qual nível escolar a criança estiver matriculada:

  • Crianças matriculadas em Centros de Educação Infantil (CEIs) recebem R$101 por mês;
  • Estudantes de Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) ganham R$63 mensalmente,
  • Alunos de Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs) devem receber R$55 mensal.

Como solicito o Cartão Merenda?

O cadastro do aluno pode ser feito no site da Secretaria Municipal da Educação. Para realizar a solicitação é necessário preencher um formulário com alguns dados do aluno, como:

  • Nome completo do estudante;
  • Código EOL do aluno – caso a família não tenha, é possível se informar com a escola;
  • Etapa em que a criança está matriculada;
  • Nome completo da escola que a criança estuda – sem abreviações;
  • Data de nascimento do estudante;
  • CPF da criança,
  • entre outros.

Importante ressaltar que o cadastro deve ser preenchido com calma, e todos os dados devem ser informados corretamente, já que informações erradas e cadastros incompletos serão desconsiderados. Os dados serão verificados pela Secretaria Municipal de Educação e encaminhados para a empresa responsável pelos cartões.

Veja também – Auxílio emergencial: calendário para contestações aprovadas ou reavaliados

Quando vou receber o Cartão Merenda?

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, os novos cartões serão enviados às escolas municipais a partir de setembro.

Tenho mais de um filho. Vou receber dois cartões?

Não. Cada cartão é gerado por responsável. Em casos que a família tiver mais de uma criança matriculada em escola municipal irá receber apenas um cartão e o valor creditado será a somatória dos valores de correspondentes ao estágio escolar dos alunos.

Por exemplo, caso a pessoa tenha um filho matriculado no ensino fundamental (EMEF) e uma filha matriculada em uma EMEI, a família receberá R$118 todo mês, sendo R$63 da menina e R$55 referente ao menino.

Veja também – Como recorrer na Justiça o auxílio emergencial?

Onde posso utilizar o Cartão Merenda?

O pagamento é uma alternativa para a merenda escolar. De acordo com a prefeitura, o benefício deverá ser utilizado exclusivamente para compra de gêneros alimentícios nas redes de supermercado, mercearias, padarias, açougues, peixarias e semelhantes.

Por quanto tempo vou receber o Cartão Merenda?

Os valores serão pagos mensalmente enquanto o Município continuar enfrentando a pandemia do coronavírus (covid-19). Ou seja, não há, até a data deste post – 03 de agosto -, uma data limite para receber o benefício.

Veja também – Faça a cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

Ficou com mais alguma dúvida sobre como recorrer ou contestar o auxílio emergencial? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.