Um dos maiores aliados dos brasileiros na concessão de crédito, o score é uma pontuação que indica as chances do consumidor pagar suas contas em dia

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) realizada no final de 2020 pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número de consumidores endividados no país já ultrapassou a margem dos 65%. Em comparação ao ano anterior, o indicador registrou o aumento de 0,7 ponto percentual.

A hipótese, é que o aumento no número de inadimplentes esteja atrelado a crise econômica causada pelo covid-19. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil encerrou 2020 com 14 milhões de desempregados, por isso, grande parte dos cidadãos acabaram acumulando dívidas que estavam em aberto e não conseguiram arcar com suas despesas mensais.

Nesse sentido, o levantamento feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) apontou que 55% dos entrevistados passaram a buscar empréstimo para manter seus negócios. Contudo, 60% dos entrevistados que buscaram empréstimo no período da pandemia tiveram esse crédito negado. Um dos fatores determinantes para essa negativa do empréstimo é o score, por exemplo. Portanto, reunimos nesse post as principais informações sobre esse índice.

Clique aqui e faça sua solicitação de empréstimo com a FinanZero!

O que é análise de crédito?

O score é uma das principais ferramentas utilizadas na análise de crédito, então, antes de entendermos o que é o score, é necessário compreender o que é a análise de crédito. Em resumo, a análise de crédito é um procedimento interno que as instituições financeiras aplicam para saber se o cliente é um bom pagador ou não. Na prática, esse processo assegura aos bancos que o valor concedido tem grandes chances de ser restituído.

Conforme mencionado, o score é uma das ferramentas utilizadas na análise de crédito, já que, essa operação é aplicada em quase toda transação bancária. Assim sendo, quaisquer solicitações financeiras passam pela análise de crédito e política interna dos bancos. Entre os serviços que utilizam a análise de crédito, podemos destacar:

  • Pedido de cartão de crédito;
  • Solicitação de empréstimo;
  • Financiamento de imóveis ou veículos;
  • Limite de cheque especial;
  • Abertura de conta bancária.

Desse modo, é possível verificar que a análise de crédito é utilizada em grande parte das solicitações bancárias. Mesmo as operações mais simples – como abertura de conta, por exemplo – contam com a política da análise de crédito. Por essa razão, é imprescindível que o consumidor entenda a importância da influência dessas políticas em todas as operações bancárias.

Como renegociar a conta de luz?

O que é o score?

O score é uma pontuação que determina os hábitos de pagamento do consumidor. Dessa maneira, para que a aplicação de crédito seja feita, há consulta no score do cliente que vai indicar se ele é um bom ou mau pagador. A pontuação do score varia de 0 a 1000, e quanto mais próximo do 1000, mais bom pagador o consumidor tende a ser. Por outro lado, se a pontuação está próxima do 0, isso significa que o perfil do cliente é de inadimplente.

Também é válido ressaltar que a mensuração dessa pontuação é feita pelos bureaus de crédito (os “birôs”) e que de modo geral, ela é definida a partir da coleta de diferentes dados pessoais do consumidor. Entre os principais bureaus de crédito podemos destacar o Boa Vista e o SPC que levam as seguintes informações em consideração para definir o score:

  • Quantidade de cartões de crédito;
  • Histórico de pagamento;
  • Comprometimento da renda;
  • Vínculos profissionais;
  • Solicitações de empréstimos e financiamentos.

Dessa forma, os órgãos de proteção ao crédito conseguem consultar o CPF dos consumidores e estipular a pontuação baseando-se nas informações citadas. Em seguida, os bancos e financeiras tendem a analisar o perfil do cliente utilizando o score como ferramenta e a partir disso, decidem se o cliente está apto para concessão de alguns serviços financeiros.

Como se cadastrar no auxílio Vale Gás 2021?

Para que serve o score?

Conforme mencionado, o score serve para auxiliar os bancos e as instituições financeiras a entender qual o tipo de perfil do cliente e se há chances de inadimplência ao conceder uma transação bancária. Além disso, o consumidor também consegue ter um controle das suas finanças pessoais, pois, ao acessar os bureaus de crédito é possível entender em quanto está a sua pontuação.

Isto é, o acesso aos órgãos de proteção ao crédito é gratuito e através deste, o consumidor consegue entender como está a sua vida financeira. Caso a pontuação do score aumente ou diminua é possível verificar pelo histórico quais foram os dias que essas alterações foram feitas e quantos pontos foram acrescentados ou retirados. Nesse sentido, o consumidor também consegue fazer um diagnóstico do seu score.

Assim sendo, com um acompanhamento de rotina no histórico do score, o consumidor consegue ficar atento as movimentações de suas operações bancárias e monitorar as mudanças na sua pontuação. Se qualquer dívida ou pagamento for detectado em atraso, é possível se antecipar e resolver o problema para que a pontuação do score seja regularizada o quanto antes.

Índice FinanZero de Empréstimo (IFE): O que é? | Blog FinanZero

O que fazer para aumentar o score?

Para manter as contas em dia e deixar o score com uma pontuação alta, os consumidores podem adotar alguns hábitos no seu dia a dia. Por isso, listamos abaixo algumas opções que podem contribuir para o aumento do score e menores chances de inadimplência para o cliente:

Pague suas contas em dia

O primeiro passo para manter o nome limpo e o score alto, é não estar negativado e nem atrasar dívidas. Além de precisar fazer o pagamento de juros em faturas atrasadas, os bureaus de crédito entendem que essa é uma conduta ruim. Isso porque, esses órgãos supõem que o consumidor tende a atrasar suas contas e por isso, não é um bom pagador.

Evite consultas para crédito sem necessidade

Quando diferentes financeiras consultam o CPF do cliente (não considera-se consultas de operadoras de telefonia ou seguradoras), isso afeta negativamente o score do consumidor. Por isso, o ideal é fazer simulações de crédito somente quando o cliente for usar. Nesse, fazer consulta “apenas para saber quanto seria aprovado” não é o recomendado.

Mantenha seus dados atualizados

A princípio, essa pode parecer uma dica superficial, contudo, ela é de extrema importância. Manter os dados atualizados nos órgãos de proteção ao crédito não implica em pequenos erros ou desatualizações que também podem diminuir a pontuação do score. Desse modo, as modificações podem ser feitas sempre pela internet ou em alguma agência presencial.

Prefira o débito automático

Concentrando as dívidas no débito automático, por exemplo, os consumidores evitam o esquecimento do pagamento de alguma conta e o valor sempre será debitado na data do vencimento. Ou seja, não haverá risco de atraso no pagamento pois o valor sempre será retirado da conta no dia correto. Também é válido ressaltar que não há cobrança de tarifas para esse tipo de operação.

Como funciona o refinanciamento de veículos financiados?

Por fim, ficou com dúvidas sobre o score? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero está à disposição.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.