Bolsa do povo: o que é, como se inscrever no programa, como consultar e quais cidadãos têm o direito de receber o benefício

A pandemia do Covid-19 causou grandes consequências na economia mundial e principalmente na brasileira, por isso muitos programas foram elaborados pelo Governo a fim de contribuir e amparar com famílias em situações de vulnerabilidade. Segundo o governo federal, no Estado de São Paulo são em média 1,44 milhão de famílias em situações de pobreza ou extrema pobreza.

Pensando nisso, o Governador João Dória (PSDB) cria o projeto bolsa do povo, que visa amparar metade da população vulnerável de São Paulo. O programa conta com alguns benefícios que possuem características e condições distintas. Por isso, abaixo estão algumas questões gerais sobre o projeto a fim de sanar eventuais dúvidas que possam surgir na população.

Impostos para motoristas de app: veja as regras e como recolher

O que é bolsa do povo?

Bolsa do povo é um benefício estipulado pelo governo de São Paulo que entrou em vigor no dia 26 de maio de 2021. O programa tem como objetivo amparar famílias em situações de vulnerabilidade durante a pandemia do Covid-19 e espera contribuir com 500 mil pessoas do Estado de São Paulo. O bolsa do povo conta com 11 benefícios e cada um pretende amparar os cidadãos em áreas diferentes, por isso as inscrições, valores e demais questões variam para cada um deles.

Como se inscrever no bolsa do povo?

Como comentado, o bolsa do povo possui alguns programas e cada um apresenta suas características e condições. Por isso, cada um deles possui um modo de inscrição diferente que deve ser revisto pelos cidadãos no momento de interesse. Abaixo estão listados os benefícios e as opções de inscrição de cada um:

  • Bolsa trabalho: as inscrições para o bolsa trabalho já estão encerradas, ocorreram do dia 24 a 30 de agosto;
  • Via rápida: os cidadãos poderão se inscrever para o benefício por meio do site www.viarapida.sp.gov.br/home;
  • Novotec expresso: as inscrições para esse benefício também acontecem por meio do site www.novotec.sp.gov.br/;
  • Prospera família: a participação para esse benefício acontece por meio de um Centro de Referência e Assistência Social (CRAS);
  • Bolsa talento esportivo: no bolsa talento é preciso que o cidadão se cadastre pelo site www.esportes.sp.gov.br/bolsa-talento/inscricoes/ e faça uma valiação;
  • Bolsa do povo educação: as incrições para o bolsa do povo educação acontecem por meio do site www.bolsadopovo.sp.gov.br/Seduc/educacao;
  • Ação jovem: as inscrições ocorrem por meio do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS);
  • Renda cidadã: assim como o benefício anterior, o renda cidadã pode buscado por meio de um Centro de Referência e Assistência Social (CRAS);
  • Vale Gás: para esse benefício não é necessário realizar a inscrição, apenas conferir no número do NIS a possibilidade de participação;
  • SP acolhe: assim como o benefício anterior o SP acolhe só necessita da verificação do número do NIS;
  • Aluguel social: ainda não existem inscrições para esse benefício;

Qual será o novo valor do auxílio Brasil?

Como consultar a bolsa do povo?

As consultas dos benefícios podem ser feitas por meio dos sites respectivos de cada um ou por meio dos atendimentos presenciais nos Centro de Referência e Assistência Social (CRAS). Assim como as consultas de demais informações sobre as condições que são exigidas de cada participante.

Quem tem direito ao Bolsa do povo?

Cada benefício que compõem a bolsa do povo possui condições diferentes em relação aos seus participantes por serem destinados a públicos diferentes, áreas e situações distintas. Abaixo estão as informações gerais sobre os indivíduos que podem participar de cada um dos programas:

  • Bolsa trabalho: indivíduos desempregados que moram em São Paulo a mais de 2 anos;
  • Via rápida: cidadãos a partir dos 16 anos que desejam ingressar no mercado de trabalho;
  • Novotec expresso: jovens de 14 a 24 anos estudantes de escolas públicas estaduais;
  • Prospera família: famílias monoparentais com renda de até R$ 89 por pessoa;
  • Bolsa talento esportivo: atletas que pretendem representar São Paulo;
  • Bolsa do povo educação: responsáveis por estudantes de escola pública estadual, com idades entre 18 e 59 anos;
  • Ação jovem: jovens entre 15 e 24 anos, com famílias que recebem até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Renda cidadã: vulnerabilidades causadas por desemprego, subempregos, dependências químicas e outras questões;
  • Vale Gás: famílias com renda mensal de até R$ 178, inscritas no CadÚnico;
  • SP acolhe: famílias em vulnerabilidade que perderam um ente e que recebem até 3 salários mínimos (R$ 3.300)
  • Aluguel social: famílias de baixa renda que tiveram suas residências afetadas por chuvas ou outros intervenções urbanas/ambientais;

Vale ressaltar que o indicado é que o cidadão interessado deve acessar os canais disponíveis para consultar a elegibilidade de cada programa, já que informações mais específicas estarão dispostas em sites e divulgações oficiais do Governo de São Paulo.

Quais são as novas regras do Pix?

E então, restou mais alguma dúvida sobre quem tem direito ao bolsa do povo? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.