Normas de seguros para automóveis devem mudar para diminuir a burocracia e tornar o processo mais barato

Um automóvel é um bem caro e que pode ter prejuízos altos, mas para esses momentos você pode recorrer ao seguro de automóveis. É item praticamente obrigatório para qualquer um que tenha um carro.

Só no Brasil acontecem cerca de 1 milhão de acidentes e 45 mil mortes por ano por conta deles. Sendo assim as chances de sofrer esse tipo de acidente, seja por sua culpa ou de outros são de 1 em 103.

A Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão do governo responsável pelo controle e fiscalização dos seguros e esse órgão anunciou que vai mudar regras de seguro de automóveis. Começando pela desregulamentação, essas mudanças tem o intuito de diminuir a burocracia e tornar todo o processo mais barato para a população.

De acordo com as mudanças, seguradoras terão liberdade total para ofertar combos. Ou seja, a empresa poderá te oferecer , em uma mesma apólice, vários tipos de cobertura, o que não era possível porque precisava aprovação prévia da Susep.

Com as mudanças, você poderá usar contratação intermitente para imóveis por exemplo. O modelo já existe para carros e com as mudanças está disponível para outros seguros.

Para ter as melhores condições no seu empréstimo confira o simulador da FinanZero!

Quanto custa seguro de automóvel?

Esse tipo de informação não tem uma resposta exata, os fatores que influenciam no preço de um seguro de automóveis são:

  • O uso do veículo, se você só usa o carro para passeio, aos finais de semana, vai pagar mais barato, por exemplo;
  • Em seguida vem a idade, do motorista e dos filhos, pessoas entre 18 e 25 anos pagam mais caro. Isso acontece porque o número de sinistros nessa faixa etária é maior. Além disso, o tempo de carteira pode influenciar, mas no geral quanto mais jovem o motorista, mais caro. E, se seus filhos estão entre os 18 e 25, mesmo que você não esteja, seu seguro fica mais caro;
  • Outro fator que influencia no valor é o sexo do motorista, isso acontece porque 75% dos acidentes são causados por homens, logo eles pagam mais caro;
  • Logo depois entra o estado civil, pessoas não casadas tendem a se envolver mais em acidentes;
  • Assim como as pessoas com filhos menores de idade pagam menos também;
  • O lugar onde você mora também pode deixar seu seguro mais caro ou mais barato. Por exemplo, morar em prédio com garagem e não em casa, pode deixar seu seguro mais barato. Bem como o seu bairro ser menos seguro, ter maior índice de furtos de carro, tornam seu seguro de automóvel mais caro;
  • O tipo de carro é outro fator, se o modelo é mais visado por ladrões ou não. Além disso carros blindados ou importados com mais de cinco anos dificilmente serão cobertos;
  • Não ter pontos na certeira também de ajudar a conseguir preços melhores no seguro de automóvel;

Leia: Como economizar no home office? FinanZero responde

Seguradoras para simular

Se você acabou de comprar um automóvel e está procurando um seguro mas quer pesquisar os preços, vamos te dar umas dicas de onde procurar isso. Você consegue achar simulações de seguro de automóveis e de diversas outras coisas em muitos sites de sefuradora.

A Porto Seguro oferece serviços para automóveis, imóveis, para empresas e para pessoas. No menu superior do site, em Produtos, ao clicar em para veículos você encontra desde seguro para bicicleta até consórcio de veículos.

Ao pedir uma cotação lá, você deve fornecer, em primeiro lugar, seu número de cpf. Logo depois disso você precisa fornecer alguns dados pessoais, como nome, e-mail, data de nascimento, sexo, telefone e endereço. Em seguida você vai informar dados do carro, e nesses dados você inclui modelo, se você já possui, se vai financiar, se é adaptado para deficiente físico, blindado, se tem kit gás, se a cobertura também é para o kit, etc.

Outra seguradora em que você pode buscar uma cotação é a Pier, ela é 100% digital e ela oferece os seus serviços em forma de assinatura. Por exemplo, você pode assinar o seguro de automóveis por assinatura mensal, pagando por Pix ou cartão de crédito.

De acordo com o site eles cobre somente roubo e furto, mas você pode usar os serviços deles quando quiser. O serviço de guincho deles leva seu automóvel para um local em até 200 km do local em que você está. Em caso de pane elétrica ou mecânica eles enviam um mecânico ou reboque até você, entre outros serviços.

Para cotar o seguro de automóveis deles, você deve preencher alguns dados começando pela placa do carro. Logo depois deve preencher modelo, fabricante e ano. Em seguida deve responder se seu carro é 0 km, se você o usa para trabalhar ou não, o seu CEP e CPF.

Como imprimir o boleto do IPVA?

Simular em bancos

Você também pode cotar esses valores em sites de bancos como o Bradesco, o banco, diferente das seguradoras, vai comparar os preços em alguns lugares. No caso do Bradesco ele compara entre Allianz, HDI, Liberty, Sompo, SulAmérica, Tokio Marine e Zurich.

Mas existem simulações em outros bancos também, como Banco do Brasil e Itaú. Praticamente todos os bancos oferecem seguros, mesmo que por parcerias com seguradoras, e eles costumam oferecer condições melhores para seus clientes.

Mas se você quer comparar empréstimos, não esqueça que aqui na FinanZero fazemos isso para você. Peça sua cotação hoje mesmo no nosso site.

Veja: O que é Day Trade?

Se acaso você quiser saber mais, pode nos perguntar nos comentários.

Além disso, veja mais dicas lá nas nossas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.