O Tesouro Selic é um investimento de renda fixa que está diretamente conectado a Taxa Selic, que é a taxa básica de juros da economia brasileira.

Investir no Tesouro Selic pode ser atrativo para os iniciantes, já que pode-se começar com um valor mais baixo. Os títulos desta modalidade tem sua rentabilidade alterada a depender do valor da Taxa Selic, já que ele rende 100% dela. Se a taxa de juros está baixa o rendimento dos títulos do Tesouro Selic serão menores, já em alta, serão maiores.

O Tesouro Selic rende mais que a caderneta de poupança e é indicado para objetivos com qualquer prazo. Com sua liquidez diária não é preciso aguardar até a data de vencimento para resgatar o dinheiro. Além disso, é um título público, o que oferece segurança, já que são vinculados ao Governo Federal.

Neste momento em que a Taxa Selic está alta e tem previsões de um aumento ainda maior, vale a pena investir no Tesouro Selic, ademais, como quase não há riscos, investir nestes títulos é ótimo para quem deseja ter uma rentabilidade maior do que a poupança sem correr perigo de perder dinheiro.

Para os iniciantes em investimentos, o Tesouro Selic com certeza é uma boa pedida e até para os que tem mais prática, investir nestes títulos é interessante, seja para criar uma reserva de emergência ou realizar objetivos de curto prazo. Outra vantagem é o fato de que se houver necessidade de um resgate antecipado, não ocorrerão grandes prejuízos. É possível realizar uma simulação de investimento no Tesouro Selic, através do site oficial do Tesouro Direto.

O que é taxa Selic

Como funciona o Tesouro Selic?

Investir no Tesouro Selic neste momento, com a taxa de juros alta, vale a pena, mas afinal, como funciona este investimento? Ele é um título pós-fixado, emitido pelo Tesouro Nacional. O funcionamento é fácil, ocorre um empréstimo de determinada quantia para o Governo Federal, que pode utilizar os investimentos feitos para, por exemplo, melhorar a educação no país, e depois de um tempo, é possível resgatar esse dinheiro com juros, estes equivalem a rentabilidade.

Como dito anteriormente, o Tesouro Selic está ligado a taxa básica de juros da economia brasileira e tem sua rentabilidade alterada de acordo com a sua variação. Próximo da data de vencimento, são pagos os juros do Tesouro Selic. O processo de investimento é considerado simples, pois ocorre apenas a aplicação e o resgate, por isso é mais indicado para os iniciantes.

O Tesouro Selic apresenta baixa variabilidade, o que permite uma boa previsibilidade, sendo que o valor investido é corrigido pela variação da Taxa Selic. A somatória do valor investido e do rendimento é chamada de valor de face, este, evita o retorno negativo, sendo assim, o valor inicial aplicado mantido.

Para iniciar os investimentos, basta apenas o CPF e ter uma conta em alguma Instituição Financeira.

Quanto rende o Tesouro Selic?

O rendimento do Tesouro Selic será correspondente as variações da Taxa Selic e no momento da aplicação será definido um percentual adicional de rendimento ao valor investido.

É importante destacar que a Taxa Selic é atualizada a cada 45 dias pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (COPOM), como forma de controlar a inflação.

Quanto rende um CDB por mês?

Quais os riscos do Tesouro Selic?

O Tesouro Selic é considerado um dos investimentos mais seguros, apresentando riscos baixos, pois um problema que poderia acontecer é o risco de crédito, que corresponde ao não pagamento dos rendimentos estabelecidos por parte do credor ou falência do emissor, como este é representado pelo Governo Federal, o risco de falência é menor do que o de todas as outras Instituições Financeiras no Brasil, por isso também, não há a necessidade de cobertura pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Como investir no Tesouro Selic?

Antes de começar a investir, é importante realizar um planejamento financeiro, a fim de organizar as finanças. Feito o planejamento, como investir?

É possível investir através de bancos ou corretoras de Investimentos que sejam habilitadas pelo Tesouro Nacional.

O que deve ser feito primeiro é a abertura de uma conta em determinada Instituição Financeira, caso ainda não exista uma. Após isso, é viável comprar títulos através dessas empresas ou pela plataforma do Tesouro Direto. Depois, é só acompanhar os investimentos feitos via o Portal do Investidor.

Simule agora seu empréstimo pessoal: Empréstimo Pessoal: Simule e contrate online – FinanZero

Ficou com mais alguma dúvida sobre investir no Tesouro Selic? Deixa nos comentários. Além disso, acompanhe a FinanZero nas redes sociais, para ficar por dentro desse e outros assuntos: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.