Sistema de nota fiscal eletrônica indica aumento nas vendas de agosto, na comparação com o mesmo mês de 2019

Um bom sinal de recuperação econômica foi divulgado nesta terça (22) pela Receita Federal: o sistema de nota fiscal eletrônica (NFE) indicou aumento de 13,4% nas vendas de agosto deste ano em comparação a agosto de 2019.

Segundo a Receita, o resultado de agosto também foi superior ao de julho deste ano, com um aumento de 4,4% nas operações diárias.

O Fisco destacou, na divulgação das vendas com nota fiscal eletrônica, a “recuperação progressiva” durante todo o mês de agosto, com volumes semanais ficando sempre superiores a R$ 175 bilhões.

Além disso, a Receita ainda indica um pico de R$ 210 bilhões na última semana do mês.

Peça uma cotação grátis e receba ofertas de empréstimo pessoal de até 10 parceiros FinanZero!

Quais vendas incluem nota fiscal eletrônica?

Uma nota fiscal é a formalização de transações de vendas entre empresas ou entre uma empresa e uma pessoa física. Por ser válida como um recibo, ela pode ser usada para o recolhimento de impostos sobre a venda.

No caso de sua versão eletrônica, ela é a versão digital dessa formalização.

O sistema de nota fiscal eletrônica mensura vendas físicas e online entre empresas e vendas online de empresas para pessoas físicas. Lojas físicas do varejo, por sua vez, não são captadas, já que são contabilizadas pelos Estados.

Veja mais em: Balança Comercial: 3ª semana de setembro registra superávit. O que isso significa?

Alta de vendas pelo terceiro mês consecutivo

Com o resultado de agosto, o país registra há três meses seguidos melhora nas vendas com nota fiscal eletrônica.

Desde junho, mês seguinte ao considerado pico da economia de coronavírus, o comércio online vem crescendo, auxiliando na recuperação do patamar de vendas do ano.

Recuperando-se de desempenhos abaixo da média nos meses anteriores, a indústria registrou o maior volume médio de vendas por dia em agosto, com R$ 14,2 bilhões, segundo o sistema de NFE. A média diária representa um aumento de 5,4% em relação a julho e uma alta de 9,8% na comparação com agosto de 2019.

Vendas pela internet também tiveram aumento representativo, de 48,6%, em relação a agosto do ano passado. O mês representa, por ora, o maior patamar mensal de vendas em 2020.

O comércio, por sua vez, marcou movimentação média de R$ 10 bilhões para vendas com nota fiscal eletrônica. O número representa alta de 1,7% em relação a julho. O segmento atacadista sozinho teve movimento diário de R$ 7 bilhões no mês passado, com um aumento de 1,5% ante julho.

Leia mais: Dia do Contador: o que faz esse profissional?

E aí, como tem sido o seu consumo neste ano? Você sentiu impacto financeiro por causa do coronavírus? Comente!

Ah, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.