Nessa quarta (21), Caixa paga novas parcelas do Auxílio Emergencial, no valor de 300 ou 600 reais

A Caixa Econômica Federal paga novas parcelas do Auxílio Emergencial nessa quarta (21). O pagamento será não só para nascidos em agosto, como também pessoas do Bolsa Família com NIS de final 3.

Enquanto os nascidos em agosto recebem entre a primeira e a sexta parcela, os beneficiários do bolsa família, por outro lado, recebem a sétima parcela.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Quanto vou receber nessa nova parcela?

Em resumo, o auxílio tem cinco parcelas de R$ 600 e pode ter mais quatro de R$ 300. Para que possa consultar quantas parcelas já recebeu, ou qual será o valor da próxima, consulte o site da Caixa.

Beneficiários do Bolsa Família, entretanto, recebem parcelas de R$ 300. Mães chefes de família, por sua vez, recebem parcelas de R$ 600. Elas, da mesma forma, receberam parcelas diferenciadas da primeira a quinta, no valor de R$ 1.200.

Confira aqui todas as novidades sobre o auxilio emergencial.

Quando posso usar minha nova parcela?

Se você recebeu Auxílio Emergencial nessa quarta, já pode usá-la para pagar contas, mas para saques terá que esperar o dia 28 de novembro.

Mas se tem conta no Mercado Pago ou Nubank não precisa esperar tanto. Você pode:

  • No Mercado Pago, ir em “adicionar dinheiro”, em seguida em “cartão virtual caixa” e “usar cartão virtual”
  • No Nubank, ao abrir o app, vá em “depositar”, no menu inferior, então gerar boleto e use-o para depositar o dinheiro na sua Nuconta.

Confira também: Auxílio emergencial não caiu no Nubank e no PicPay, e agora?

Como saber se tenho direito às parcelas extras?

Em setembro, o governo anunciou que pagaria mais quatro parcelas do auxílio. Sendo assim elas seriam pagas até dezembro de 2020. Essas parcelas são pagas ao passo que as primeiras terminam.

Embora tenha recebido as primeiras, você pode não ter direito às parcelas extras se:

  • Conseguiu emprego logo após o pagamento das cinco parcelas iniciais;
  • Recebeu algum auxílio, por exemplo o auxílio desemprego, com exceção do Bolsa Família;
  • Tem renda per capita acima de meio salário mínimo;
  • Renda familiar superior a três salários;
  • Mora no exterior;
  • Não teve isenção de Imposto de Renda em 2019;
  • Menores de 18 anos, exceto mães adolescentes;
  • Tem filho em escola superior ou de ensino técnico;
  • Estiver em regime fechado.

Conforme aconteceu nas primeiras parcelas, o pagamento também será na conta digital da Caixa. Além disso, se você se enquadra nos pré-requisitos, não precisará pedir de novo.

Leia em seguida: Auxílio emergencial: aprovado pela Dataprev e negado no aplicativo. E agora?

Recebeu o auxílio e quer devolver?

Se você recebeu o auxílio e quer devolver, ou não precisa mais, você pode acessar o site da Caixa. Lá pode escolher qual, ou quais, parcelas devolver e, em seguida, gerar um boleto.

Caixa Tem não funciona: o que fazer?

Ficou com alguma dúvida depois que leu esse artigo? Me pergunte nos comentários!

Para mais informações e novidades, acompanhe a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.