morte

Solicitantes da pensão por morte conseguem fazer consulta simples e rápida pelo site do Meu Inss, ou pelo telefone 135

É possível realizar a consulta de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pelo Cadastro de Pessoa Física (CPF) na internet ou por telefone. Para isso, é preciso ter em mãos a data do dia em que o pedido foi processado, e no caso da pensão por morte, a data de morte do segurado.

A consulta pode ser feita da seguinte forma:

  • na página do INSS;
  • clique no campo “Consulta de Situação de Benefício”;
  • caso já possua cadastro no site do INSS, clique em “Entrar”;
  • depois digite o próprio CPF e a senha de acesso.

Pessoas que ainda não possuem cadastro, precisam cadastrar uma senha. Para isso, é preciso informar:

  • CPF;
  • nome completo;
  • telefone celular para receber SMS;
  • e-mail.

Após realizar o login na plataforma digital do INSS o usuário precisa clicar em “Meus Benefícios”. Logo em seguida irá aparecer todos os benefícios vinculados ao CPF e o andamento dos mesmos.

Veja também – O que é, quem tem direito e quais os requisitos da pensão por morte?

Como consultar a pensão por morte pelo telefone?

No caso de a consulta pelo site apresentar algum problema, ou parecer que os dados são inconsistentes, a outra alternativa é solicitar a consulta pelo telefone do INSS, por meio do número 135.

O funcionamento desta Central de Atendimento do INSS é realizado de segunda a sábado, de 7:00 até 22:00. As ligações feitas por telefone fixo ou telefones públicos (orelhões) são gratuitas. Entretanto, as ligações de aparelhos celulares possuem o custo de uma ligação local da operadora do smartphone.

Nesse caso, também será necessário informar os dados pessoais e CPF para a atendente passar as informações solicitadas referente ao pedido da pensão por morte.

Se houver problemas sobre a documentação de óbito o atendente passará as devidas diretrizes para que haja o ajuste pelo site ou pessoalmente.

Como consultar a pensão por morte por app?

Uma outra alternativa é consultar a situação da pensão por morte através do aplicativo “Meu INSS”, o qual está disponível para instalação nos sistemas: Android e iOS. Por meio do app é possível consultar:

  • a situação do benefício solicitado;
  • acompanhar as informações sobre as contribuições previdenciários;
  • possíveis erros no cadastro.

Após fazer o download do app será preciso fazer um cadastro para iniciar a navegação. Para isto, é preciso fornecer:

  • nome completo;
  • CPF;
  • data de nascimento;
  • estado de nascimento;
  • nome completo da mãe.,

Veja também – Qual o valor da pensão por morte?

Como consultar a pensão por morte nas agências do INSS?

Por fim, a última opção é fazer a consulta da situação da pensão por morte em uma das agências de atendimento do INSS. Entretanto, antes é necessário fazer o agendamento de uma visita a unidade pelo sitem aplicativo ou telefone.

Pessoalmente só serão atendidos pessoas que tiveram o benefício travado por algum erro, como por exemplo:

  • óbito irregular;
  • documentação dos dependentes errada;
  • problemas de registro.

Caso o solicitante não esteja de acordo com as regras para solicitar a pensão por morte, o mesmo deverá receber uma notificação de auxílio negado. Entretanto, a agência do INSS poderá dar mais informações sobre os motivos de ter o pedido em si negado.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Quem pode solicitar a pensão por morte?

Pessoas nas seguintes condições podem pedir a pensão por morte:

  • Cônjuge: companheira ou companheiro que possa comprovar a relação por meio de uma união estável ou certidão de casamento. E, que possua filhos não emancipados menores de 21 anos.
  • Filhos que possuam deficiência mental, física ou intelectual.
  • Herdeiros menores de 21 anos.
  • Pais dependentes da renda do segurado.
  • Irmão não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 anos;
  • enteados ou menores tutelados pelo segurado mediante declaração que comprove a relação de dependência econômica da pessoa falecida.

Além disso, os cônjuges sem filhos também podem realizar o pedido da pensão por morte. Mas, para isso é necessário apresentar uma das seguintes comprovações para o INSS:

  • impossibilidade de trabalhar para garantir o próprio sustento;
  • ser dependente do cônjuge de forma integral;
  • possuir alguma deficiência mental, física ou intelectual, com laudo grave.

Veja também – Meu INSS: veja quais são os benefícios disponíveis

Quais os requisitos da pensão por morte?

Caso o dependente se encaixe em uma da características citadas acima, ainda é preciso que estar de acordo com três requisitos essenciais para desfrutar do benefício. São eles:

  • O óbito ou a morte presumida do segurado, confirmada via documentos judiciais.
  • Documentação do falecido, com as informações do local de trabalho que comprovem a sua remuneração mensal.
  • Existência de dependentes que possam ser habilitados como beneficiários junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Ficou com mais alguma dúvida sobre como consultar o pedido da pensão por morte? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.