Financiamento de carro: como funciona o financiamento de carros usados, quais são os tipos, valor de entrada e quais documentos são pedidos

A compra de um veículo pode ser a realização de um sonho para muitas pessoas e essa aquisição pode ter inúmeras vantagens. Porém, a maior parte da população não possui condições de comprar um carro a vista do dia para a noite. Segundo a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (ANEF), os recursos liberados para financiamento de veículos no ano de 2020 foram de R$ 156,7 bilhões e a expectativa é que o valor aumente no ano de 2021.

O financiamento pode ser uma ótima opção para a aquisição de um veículo de forma simples e rápida. Por meio dele é possível que seja feito o financiamento não só de carros novos como também de carros usados. Estão listadas abaixo as informações mais relevantes sobre o assunto.

2ª parcela do Auxílio Emergencial 2021: como vai funcionar?

Como funciona o financiamento de carros usados?

O financiamento de carros usados funciona da mesma forma que o financiamento para carros novos. Dessa forma, é concedido um valor por uma instituição financeira, podendo ser pública ou privada, que quitará o carro desejado. O pagamento do carro quitado será feito por meio de parcelas pagas a instituição financeira que liberou o financiamento desejado.

A forma de pagamento e as condições (como juros, valor das parcelas e entre outras) serão estabelecidas por meio de um contrato. Cada banco tem as suas circunstâncias que serão informadas no momento de solicitação do financiamento.

Quais são os tipos de financiamento de carro?

Existem 3 tipos de financiamento de carro, são eles:

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

Esse é o tipo mais comum de financiamento pois é o mais simples e fácil de ser aprovado. Nesse tipo de financiamento as parcelas podem ser pagas em até 60 meses. Caso o cliente consiga antecipar as parcelas, os valores dos juros ficam mais baixos e o tempo do financiamento diminui.

Com o CDC a instituição financeira tem direito de apreensão do carro caso o cliente não efetue as parcelas de forma correta. Ou seja, quando o pagamento não é feito o carro pode ser retirado do dono, mesmo estando registrado no seu CPF.

Leasing

Esse tipo de modalidade consiste em alugar o veículo por um determinado período de tempo. No caso, não seria um financiamento, no primeiro momento. Entretanto, ao final do contrato o cliente pode optar por comprar o veículo.

Logo após a decisão de compra, estaria sendo realizado um financiamento pelo Leasing, conhecido também como arrendamento mercantil. O financiamento nessa modalidade é liberado de forma rápida, apenas tendo que esperar o vencimento do contrato do carro alugado.

Consórcio

A modalidade de consórcio não é a mais rápida de ser liberada. Isso porque ele funciona por meio de espera de sorteio para obter o crédito desejado, com pagamentos mensais para a participação de grupos onde serão sorteados os contemplados. Sendo assim, não existe uma data estabelecida para a aquisição do carro desejado.

Contudo, com esse tipo de financiamento não existem taxas de juros, sendo apenas encargos e a taxa de administração. Ainda que o processo seja mais longo do que os demais, é possível dar lances com valores mais altos e tentar ser contemplado antes. Já que lances mais altos tendem a ser contemplados mais rapidamente.

Quais são as vantagens do financiamento de carro?

Quanto dar de entrada em um financiamento de carro usado?

A quantidade mínima do valor de entrada para um financiamento de carro usado, assim como para carros novos, dependerá de cada Instituição financeira. Isso acontece pois cada uma delas têm as suas próprias condições em relação aos financiamentos.

O que podemos afirmar é que quanto maior o valor pago de entrada menos parcelas irão compor o financiamento. Então, é vantajoso pagar um valor alto de entrada. Além disso, com as parcelas menores, o tempo de pagamento também diminui, assim como os juros que são impostos em cada Instituição.

Quais documentos são necessários para o financiamento de carros usados?

Os documentos necessários para a realização de um financiamento de carro usado são os seguintes:

  • CPF;
  • RG;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de estado civil;
  • Extrato ou algo que possa comprovar a renda;

Além disso, é preciso ter mais de 18 anos para a solicitação de um financiamento e os documentos obrigatórios podem variar de uma instituição para outra. O indicado então é entrar em contato para verificar quais informações são necessárias na instituição escolhida.

Financiamento de carro: CDC, consórcio ou leasing?

E então, restou mais alguma dúvida sobre como fazer financiamento de carro usado? Se sim, deixe aqui o seu comentário que a FinanZero te ajuda.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.