Empréstimo: como conseguir com juros baixos, qual o banco com menor taxa e a possibilidade de solicitar um crédito sem juros

Com as consequências da pandemia do Covid-19 na economia brasileira a taxa de desemprego no ano de 2021 atinge 14,4% segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE). Diante disso, os pedidos de empréstimo aumentam, ainda segundo o instituto, no ano de 2021 foram solicitados mais de 6 milhões.

Com isso, abaixo estão as questões relacionadas ao assunto, a fim de solucionar as principais dúvidas que podem surgir na população. Será abordada a relação entre a taxa de juros e os pedidos de crédito, além das modalidades existentes e o golpe que pode ser aplicado mencionando as cobranças de juros.

O que é decore e para que serve

Como conseguir um empréstimo com juros baixo?

Existem muitas modalidades de empréstimo e cada possui suas especificidades, como taxas de juros, tempo de quitação do crédito solicitado e entre outras questões relevantes sobre o empréstimo. Além disso, são muitas as instituições que oferecem o empréstimo como produto para os seus clientes e cada banco pode contar com condições e pré-requisitos para que ocorra a liberação do crédito.

As condições determinadas sobre o crédito oferecido para cada indivíduo são definidas pelos bancos aos seus clientes por uma série de análises. Ainda que muitas instituições ofereçam as modalidades de empréstimo, o indicado é que os cidadãos busquem e analisem todas as opções existentes para ele, pois assim é possível encontrar as melhores condições.

Como comentado, as modalidades de crédito possuem características diferentes e é preciso analisar cada uma para fazer a melhor escolha. Dentre as principais modalidades, as características que as diferem são:

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal é a modalidade de crédito mais conhecida e mais solicitada, na FinanZero ela representa cerca de 94% dos pedidos realizados no ano de 2021. Nessa opção de empréstimo o indivíduo consegue o valor desejado de forma rápida e por isso o crédito pessoal é indicado para situações de emergência.

Refinanciamento de veículo

O refinanciamento de veículo é uma modalidade que também é conhecida como empréstimo com garantia de veículo, isso porque ao escolher essa opção o indivíduo utiliza o bem móvel que possui como garantia do valor emprestado pelo banco. Sendo assim, é necessário que o solicitante possua um carro, moto ou caminhão em seu nome, com as documentações e vistorias em dia. Essa modalidade possui juros mais baixos e é indicado quando o solicitante se encaixa nas condições solicitadas.

Refinanciamento de imóvel

O refinanciamento de imóvel possui quase as mesmas características gerais do empréstimo com garantia de veículo, com a diferença do bem utilizado, que nesse caso é um bem imóvel. Com isso, a modalidade também apresenta taxa de juros menores e a obrigatoriedade de uma casa, apartamento ou terreno no nome do solicitante para que o empréstimo seja liberado.

Não tenho condições de devolver o auxílio emergencial, e agora?

Qual o banco com menor taxa de juros para empréstimo?

Como comentado, as taxas de juros e demais condições que são determinadas sobre o empréstimo solicitado são definidas pelas instituições que possui a modalidade disponível. Para que as decisões sejam tomadas, tanto sobre as condições quanto sobre a liberação, os bancos fazem algumas análises relacionadas aos dados do solicitante e principalmente histórico financeiro.

Análise de crédito

A análise de crédito é feita pelas instituições para conhecer o solicitante do empréstimo e assim possam oferecer serviços e opções mais personalizadas. Esse tipo de análise leva em consideração os seguintes aspectos:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Profissão;
  • Grau de escolaridade;
  • Quantidade de dependentes;
  • Renda;
  • Histórico de residência;
  • Quantidade de veículos, quitados ou não;
  • Bens imóveis;
  • Histórico de pagamentos;
  • Cartão de crédito;

Score

Score é uma pontuação que demonstra o risco de inadimplência do indivíduo, ou seja, por meio dela o banco consegue analisar se o solicitante é um bom pagador ou não. A pontuação é medida nos pedidos de empréstimo da seguinte maneira:

  • Abaixo de 300 pontos, o cliente possui alto risco de inadimplência;
  • De 300 a 700, o risco de inadimplência é médio;
  • Acima de 700, a inadimplência é baixa;

Com isso, para a escolha do banco também é indicado é que o indivíduo solicitante busque por várias opções, pois cada instituição pode dar preferência a aspectos diferentes e assim oferecer taxas de juros distintas.

É possível fazer empréstimo sem juros?

Conseguir um empréstimo sem a taxa de juros não é comum, isso porque o dinheiro emprestado em um serviço de crédito é da instituição financeira que está oferecendo o serviço e a taxa de juros é o valor cobrado pelo empréstimo do dinheiro. Dessa forma, a grande maioria das instituições cobram essa taxa em seus serviços de crédito, algumas cobram valor maiores e outras podem cobrar taxas menores, mas sempre cobram pelo empréstimo do dinheiro.

Segundo o Serasa Experian apenas nos 6 primeiros meses do ano de 2021, foram registrados cerca de 1,9 milhão de tentativas de golpe, o que indica que a cada 8 segundos um brasileiro sofre uma tentativa de golpe. Diante disso, é preciso estar alerta com propostas de empréstimo sem juros pois como comentado não é comum e existe uma grande possibilidade de ser uma tentativa de golpe.

Além disso, vale ressaltar que nos pedidos de empréstimo não são cobrados valores antecipados e essa é mais uma forma de golpistas enganarem os indivíduos que desejam solicitar um crédito. Para evitar cair em golpes, o indicado é sempre conferir os canais oficiais de atendimento das instituições financeiras.

MEI: como funciona e quais são as regras

E então, restou mais alguma dúvida sobre o empréstimo sem juros? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.