A decisão de solicitar um empréstimo muito é algo importante, por isso, os consumidores devem saber o que avaliar antes de fazer a cotação

Desde o início da pandemia, as buscas por empréstimo cresceram significativamente. De acordo com dados internos da fintech FinanZero, o volume de solicitações aumentou em quase 15% de 2020 para 2021. O relatório anual do buscador de empréstimos apontou que durante 2020, foram feitas 82,49% solicitações de crédito pessoal via mobile. Por outro lado, os mesmos dados em 2021 já chegam a 96,7%.

E mesmo com o aumento nessas solicitações, muitos clientes não sabem o que ponderar antes de fazer a solicitação. A tomada de empréstimo é uma decisão importante e crucial, portanto, se um planejamento financeiro não for estabelecido, os clientes podem acabar se endividando. Por essa razão, separamos nesse post alguns tópicos que devem ser levados em consideração antes do pedido de empréstimo ser feito.

Clique aqui e faça sua solicitação de empréstimo com a FinanZero!

Estabeleça um objetivo para seu empréstimo

A primeira medida que deve ser tomada quando o consumidor for solicitar um empréstimo, é a definição de um objetivo. A princípio essa dica pode parecer supérflua, mas ela é fundamental para que o cliente possa compreender qual tipo de empréstimo é mais vantajoso para si. Isto é, hoje o mercado financeiro dispõe de diversas opções de crédito para os clientes possam escolher.

Além do popular crédito pessoal, também é possível optar pela solicitação do consignado ou do refinanciamento de imóveis e veículos. Essas duas últimas modalidades, por sua vez, estão associadas ao cliente que deseja colocar algum bem como garantia do empréstimo. Dessa maneira, as taxas costumam ser mais baixas e o prazo para pagamentos maior. Por isso, algumas perguntas devem ser levadas em consideração antes da solicitação ser feita, e entre elas podemos destacar:

  • Para mim, o pagamento no boleto bancário é mais vantajoso que o débito em conta?
  • Prefiro ter juros mais altos e um prazo maior para o pagamento?
  • A menor taxa de juros é um fator primordial para minha solicitação?
  • Preciso de um valor alto pré-aprovado para fazer um grande investimento?
  • Tenho margem consignável para dar continuidade na minha solicitação?

Esses são apenas alguns exemplos de perguntas que devem ser levadas em consideração, para que, os consumidores consigam traçar um objetivo. Se o pagamento no boleto bancário for mais vantajoso, por exemplo, o empréstimo consignado não é uma opção rentável ao cliente. Por outro lado, se o consumidor pretende ter uma das menores taxas de juros do mercado, optar pelo refinanciamento de imóveis pode ser muito benéfico.

O que é estar negativado?

Nunca pague valores antecipados

Após estabelecer qual tipo de empréstimo pode ser melhor para si, o cliente precisa ter em mente que nunca haverá solicitação de quaisquer valores antecipados para concessão do empréstimo. Seja no empréstimo pessoal, ou no refinanciamento de veículos, por exemplo, nenhuma financeira possui autonomia para pedir o pagamento de qualquer valor. Afinal, essa prática é considerada ilegal.

Isto é, o próprio Banco Central (BC), órgão responsável pelo sistema financeiro no Brasil, possui diretrizes que contemplam as solicitações antecipadas na concessão de empréstimo como uma ação criminosa. Em outras palavras, essas práticas não são permitidas por lei e devem ser denunciadas, pois, pedir qualquer tipo de valor antecipado para conceder um empréstimo, é crime.

Por isso, se ao tentar fazer a solicitação de empréstimo em quaisquer financeiras, o cliente for orientado a pagar algum valor para o crédito ser liberado, o mais adequado é fazer a denúncia imediatamente. Nesse sentido, o consumidor pode comparecer a delegacia mais próxima de sua residência e fazer a abertura de um boletim de ocorrência para que as autoridades locais possam cuidar do caso.

Como receber o BEm do Governo?

Compare diferentes ofertas de empréstimo

Uma alternativa muito eficiente que os consumidores podem adotar, é fazer a comparação entre diferentes ofertas. E para isso, não há necessidade de sair de casa e fazer a cotação em diferentes bancos. A FinanZero, por exemplo, é um buscador de empréstimos que reúne num único lugar diferentes ofertas e condições a partir de uma única solicitação. A cotação com a FinanZero pode ser feita através deste link.

Em resumo, no empréstimo pessoal com a FinanZero o cliente pode solicitar de R$500 até R$40.000 e parcelar entre 6 até 24 meses. As taxas disponíveis estão a partir de 1,49% ao mês e o cliente possui a liberdade de escolha para optar pela proposta que ele entender ser mais vantajosa para si. Entre as condições apresentadas na oferta e que o cliente pode estudar para definir se vai dar continuidade, podemos destacar:

  • Valores;
  • Prestações;
  • Juros;
  • Forma de pagamento;
  • Instituição financeira.

O que é uma matrícula de imóvel?

Busque informações sobre a empresa contratada

Por último, antes de bater o martelo e fechar a proposta com a empresa que a oferta foi mais vantajosa, é importante que o consumidor busque as devidas informações sobre a mesma. Isso porque, caso seja necessário entrar em contato com a financeira para tirar quaisquer dúvidas, o cliente tem a certeza que conseguirá contato para a resolução das questões. Desse modo, as informações podem ser localizadas através dos seguintes canais:

  • Redes sociais;
  • Sites de reclamação;
  • Avaliações do Google;
  • Site institucional;
  • Telefones disponibilizados.

Então, através desses canais é possível estabelecer se os canais de comunicação funcionam regularmente e qual foi a experiência que outros clientes tiveram ao fazer o fechamento de empréstimo com a empresa. Dessa forma, é possível garantir que não somente a oferta é benéfica, mas a empresa é confiável e o cliente conseguirá negociar eventuais questões, caso seja necessário.

DUT do veículo: o que eu preciso saber?

Por fim, ficou com dúvidas sobre o que avaliar antes de contratar um empréstimo? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero está à disposição.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.