O consumidor negativado é aquele que não realizou o pagamento de uma dívida em aberto. Assim sendo, os órgãos de proteção ao crédito detectam essa pendência e vincula uma restrição ao seu CPF

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), até dezembro de 2020, 66,3% dos consumidores encontravam-se endividados. O balanço anual apontou um aumento de 0,7 ponto percentual, isto é, houve um crescimento de 0,3 ponto percentual em relação ao mês anterior, novembro.

Além disso, dados divulgados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) apontaram que 43% dos endividados no país não sabem exatamente o quanto devem. Por isso, reunimos nesse post as principais informações sobre como estar endividado pode afetar nas concessões bancárias e o que pode ser feito para mudar essa situação. Afinal, estar negativado significa ter um perfil inadimplente.

Clique aqui e faça sua solicitação de empréstimo com a FinanZero!

Restrição no CPF e estar negativado é a mesma coisa?

Sim, estar com restrição no CPF e negativado é a mesma coisa. Isso porque, em ambos os casos, significa que o consumidor não fez o pagamento de alguma dívida que está em seu nome e essa ação, foi registrada pelos órgãos de proteção ao crédito. Atualmente, o Brasil conta com alguns bureaus de crédito – como SPC ou Boa Vista – que são responsáveis por essas informações de adimplência e inadimplência dos clientes.

Além de termos como “restrição no CPF” e “estar negativado”, muitos consumidores utilizam a expressão “nome sujo” para se referir aos consumidores que possuem alguma pendência financeira em seu nome. Portanto, existem algumas ações que podem ser levadas em consideração para que o CPF dos indivíduos são caia na lista da inadimplência. Entre elas, podemos destacar:

  • Pagar as contas em dia;
  • Manter os dados atualizados nos órgãos de proteção ao crédito;
  • Se possível, quitar dívidas antecipadamente;
  • Evitar parcelamentos.

Em resumo, essas são algumas medidas que podem contribuir para que o nome do consumidor esteja sempre regularizado perante os órgãos de proteção ao crédito. Vale frisar que todas as informações levadas em consideração pelos bureaus tratam-se de um somatório do histórico de pagamento do cliente. Então, o hábito constante de pagamentos e dívidas dos clientes é levado em consideração.

O que é uma matrícula de imóvel?

Como estar negativado afeta meu pedido de empréstimo?

Conforme mencionado, os órgãos de proteção ao crédito – ou bureaus de crédito, os birôs – são os grandes responsáveis pelo perfil adimplente e inadimplente dos consumidores. Na prática, isso significa que quando o cliente faz uma solicitação de empréstimo, por exemplo, as financeiras irão analisar o seu histórico de pagamento por meio dos bureaus de crédito.

Essa etapa é popularmente conhecida como “análise de crédito”, e caso você queira entender com mais detalhes sobre esse processo, basta clicar aqui. De modo geral, a análise de crédito é definida como a fase em que os bancos e instituições financeiras vão analisar qual a segurança em fazer a concessão do empréstimo ao cliente. Nesse sentido, a análise de crédito garante que o valor concedido será pago posteriormente.

Por isso, estar negativado é algo que impacta diretamente na solicitação de empréstimo do consumidor. Isto é, se os bancos analisam o histórico de pagamento por meio dos órgãos de proteção ao crédito e detectam que há uma restrição, eles entendem que o cliente possui um perfil de inadimplência. E então, há grandes chances da solicitação de empréstimo ser negada ou cancelada.

O veículo precisa estar quitado para refinanciar?

Como saber se estou negativado?

A consulta dos CPF’s, por exemplo, podem ser feitas através dos órgãos de proteção ao crédito e são 100% gratuitas. O consumidor deve, primeiramente, escolher em qual órgão ele deseja fazer a consulta. Logo após, basta acessar o site e fazer o cadastro (em casos de acesso pela primeira vez) ou inserir login e senha para entrar na plataforma. Uma vez dentro do sistema, é só procurar pela opção “Consulta de CPF”.

No site do Boa Vista, por exemplo, o consumidor consegue consultar o CPF através deste link e localizar não só os débitos pendentes em seu nome, mas também a empresa que a dívida está associada. Além disso, é possível fazer a negociação das contas através do próprio site, ou seja, o Boa Vista já contempla a opção de quitar o pagamento em aberto e o consumidor consegue limpar o próprio nome.

Se preferir, o cliente ainda pode fazer a consulta em mais de um bureau de crédito, visto que, esses órgãos listam dívidas de diferentes origens. Desse modo, o consumidor consegue fazer um balanço e entender se alguma dívida listada no órgão X, também é apresentada pelo órgão Y, por exemplo. Assim sendo, é possível ter um panorama sobre diferentes dívidas e fazer a comparação entre elas.

Como receber o BEm do Governo?

É possível pedir empréstimo mesmo estando com restrição no nome?

Sim, mesmo estando negativado o consumidor pode fazer a solicitação de um empréstimo. Anteriormente foi mencionado que essas restrições podem, de fato, implicar no cancelamento ou negação da proposta. Contudo, esse não é um fator primordial para os bancos ou financeiras não aprovarem o empréstimo e diversas fintechs já fazem a concessão para quem está negativado, por exemplo.

Isso porque, atualmente as instituições financeiras começaram a disponibilizar opções de crédito pessoal que também contemplam as pessoas com algum tipo de restrição. O empréstimo via conta de luz ou com o celular como garantia foram opções viáveis que os bancos implementarem para ter maior segurança que o valor concedido aos negativados, será devolvido no futuro.

Só para exemplificar, no primeiro caso, as parcelas são descontadas diretamente na conta de energia, ou seja, se a conta não for paga, a energia da residência do cliente será cortada. Em contrapartida, a segunda opção diz respeito ao celular do cliente onde os bancos instalam um aplicativo e se as parcelas não forem pagas, o aparelho poderá ser bloqueado pelo banco. Dessa forma, as financeiras conseguem fazer a concessão do empréstimo e garantir a devolutiva do dinheiro em ações simples: como no celular do cliente ou na conta de luz.

Como economizar na conta de água?

Como fazer para tirar restrição do nome?

Além das negociações feitas nos próprios órgãos de proteção ao crédito, os consumidores podem entrar em contato diretamente com a empresa onde a dívida está em aberto para tratar referente a quitação do pagamento. Dessa maneira, as negociações dependem exclusivamente das condições que serão ofertadas pela empresa e os bureaus de crédito não possuem autonomia para intervenção.

Então, cabe ao cliente e a empresa chegarem numa conclusão mútua do que é vantajoso para ambos os lados. A empresa, porque precisa receber o valor da dívida que está em aberto, e o cliente, por sua vez, que deve comprometer-se com um pagamento que ele consiga arcar. Após a quitação completa da dívida, as empresas tem cerca de 5 dias úteis para retirar o nome do consumidor do banco de dados dos bureaus.

DUT do veículo: o que eu preciso saber?

Por fim, ficou com dúvidas sobre estar negativado? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero está à disposição.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.