O Brasil já é um dos países que mais perde água durante a sua distribuição, por isso, reunimos nesse post as principais dicas para economizar na conta

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), cada indivíduo precisa de aproximadamente 110 litros de água por dia para atender as necessidades de consumo e higiene. Isto é, cerca de 3,3 mil litros de água por mês. Contudo, de acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), no Brasil, os cidadãos tem consumo diário de em torno de 200 litros por dia.

Assim sendo, os brasileiros consomem quase 100 litros de água a mais do que é previsto pela ONU. Divulgada em 2020 pelo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB) apontou que cerca de 389 litros de água são perdidos no Brasil antes de chegar ao consumidor final. Na prática, isso significa que Brasil perde 4 a cada 10 litros de água durante sua distribuição.

Por essa razão, reunimos algumas dicas para que os consumidores possam economizar no pagamento da conta de água. Além de pagar um valor menor na fatura, por exemplo, ainda há uma contribuição para o racionamento d’água em nosso planeta de forma geral. Nesse sentido, os consumidores finais economizam na conta de água e ainda contribuem para uma melhor distribuição d’água: elemento fundamental para a sobrevivência humana.

Clique aqui e faça sua solicitação de empréstimo com a FinanZero!

Banhos curtos

Uma das formais primordiais para economizar na conta de água é diminuindo o tempo no banho. O ideal é que o tempo no chuveiro não ultrapasse os 10 minutos, mas se o consumidor conseguir tomar banho em 5 minutos, por exemplo, já são cerca de 90 litros de água economizados. Além disso, é importante que o chuveiro esteja fechado enquanto o indivíduo estiver se ensaboando.

A mesma regra se aplica a lavagem de cabelo, já que, o chuveiro também pode ser desligado enquanto a limpeza dos fios é feita. Também é válido ressaltar que a escolha de um bom chuveiro pode contribuir para a economia durante o banho. Nesse sentido, os consumidores podem optar por comprar chuveiros econômicos, ao invés de utilizar o chuveiro a gás que em geral, consome muito mais água que o necessário.

E por fim, se não houver necessidade de tomar mais de um banho por dia, essa também é uma opção muito rentável. Ainda de acordo com a Sabesp, uma ducha utiliza cerca de 135 litros de água, por isso, se o cidadão toma dois banhos por dia, por exemplo, são 270 litros de água utilizados diariamente apenas em banho. Quando o indivíduo opta por tomar apenas um banho por dia, o consumo é menor e a economia de gastos é feita na conta de água.

Cartão de crédito: é bom ou ruim?

Limpar antes de lavar

É muito comum que as pessoas costumem fazer a lavagem de determinadas áreas ou cômodos, por exemplo. Todavia, a recomendação para esses casos é que antes de fazer uma lavagem com água diretamente, os indivíduos façam uma limpeza no local. Dessa forma, quando a lavagem for feita, o ambiente já terá menos sujeira e a quantidade de água utilizada para a limpeza será menor.

Só para exemplificar, podemos destacar o caso da lavagem de carro ou de calçadas. No primeiro caso, se antes de despejar água efetivamente no veículo, o cidadão priorizar um pano úmido para a limpeza da “camada grossa” de sujeira, a parcela de água que for despejada posteriormente não será tão grande. E ao invés de utilizar uma mangueira para a lavagem do carro, o indivíduo pode priorizar os baldes.

Em contrapartida, no segundo caso, os consumidores podem varrer as calçadas antes de utilizar água na lavagem. Os principais órgãos de saneamento recomendam que nesses casos, a utilização de água nem seja feita. O ideal é que utilizando apenas a vassoura, a pessoa consiga fazer a limpeza total da região. Sendo assim, não haverá nenhum gasto de água para a lavagem dessa região.

O que é PIX em processamento?

Atente-se aos vazamentos

Outra dica muito eficaz é verificar em tempos periódicos as instalações nas residências. Isso porque, um estudo do Instituto Trata Brasil obtido pelo G1, apontou que aproximadamente 40% d’água tratada no país é perdida por causa de vazamentos nas tubulações, ligações clandestinas e erros de medição. Então, os vazamentos tornam-se um dos fatores determinantes pelo desperdício de água no Brasil.

Dessa maneira, o mais adequado são as avaliações constantes para confirmar que não há nenhuma irregularidade na residência do consumidor. As ponderações podem ser feitas pelo próprio morador, que ao detectar algum vazamento ou erro nas tubulações deve recorrer ao conserto o mas rápido possível. Assim sendo, haverá economia na água que seria desperdiçada e na conta de água, que por sua vez, sairá mais barata.

Meu score de pessoa física é o mesmo de pessoa jurídica?

Desligue as torneiras

Além dos casos de desligue no chuveiro enquanto o indivíduo se ensaboa, é importante contemplar que o desligue das torneiras contribui para uma economia significativa na conta de água. O primeiro caso que podemos contextualizar é quando há limpeza dentária, visto que, enquanto os dentes são escovados, os consumidores podem fechar a torneira ao invés de deixa-lá aberta. O recomendado é que a torneira só seja aberta nesses casos, quando houver o enxágue.

Nesse sentido, também podemos destacar os casos em que as louças são lavadas. As pessoas podem priorizar a ensaboação completa de toda louça, por exemplo, para que o enxágue seja feito posteriormente. Então, a dica é que o consumidor não lave pequenas peças e vá enxaguando aos poucos, mas que esse processo seja feito uma única vez após a limpeza completa dos objetos.

Utilizando hábitos como esse e outros – como o desligue da torneira enquanto as mãos são lavadas – , os consumidores podem economizar cerca de 400 galões de água por ano. Desse modo, há uma economia muito significativa não só na conta de água, mas também na de energia. Para o planeta, o retorno é ainda maior, visto que, o desperdício será muito menor.

O que é um pré-contrato de empréstimo pessoal?

Reutilize a água

Por fim, uma dica excelente para a economia de água é optar pela reutilização da mesma. Atualmente, é possível fazer o reaproveitamento de forma 100% caseira e adotar hábitos que estimulem um consumo consciente e racional da utilização d’água. Por isso, listamos abaixo algumas medidas que podem contribuir para que esses costumes sejam colocados em prática:

  • Reutilize a água da máquina de lavar roupas;
  • Reaproveite a água do descongelamento ou cozimento de alimentos;
  • Regue as plantas com água do aquário (nos casos de quem possui peixes em casa);
  • Colete água da chuva (para limpezas no quintal ou descarga, por exemplo);
  • Insira um aerador na torneira.

Então, essas são algumas dicas que podem contribuir para a reutilização d’água. Existem outras possibilidades que podem ser colocadas em prática, como o reuso de água da piscina para os que a possuem casa. Nesse sentido, é importante que cada consumidor entenda o que está dentro de suas possibilidades e comece a mudar sua rotina. Todas as medidas citadas nesse post contribuem não só para a economia da conta de água, mas para um planeta mais sustentável e benéfico.

Como negociar dívidas com a CAIXA?

Por fim, ficou com dúvidas sobre como economizar na conta de água? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero está à disposição.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.