Grande quantidade de usuários do Twitter relatam que valor já saiu da conta do fundo, mas que FGTS emergencial não foi compensado no Caixa TEM

Desde o início desta semana, a hashtag #FGTS figura entre as mais comentadas no Twitter. Em paralelo, a hashtag #FGTSNaoCaiu também apresenta crescimento, juntamente com a insatisfação dos trabalhadores.

Em suma, apesar dos calendários de depósito em conta e de saque em espécie terem sido disponibilizados pela Caixa Econômica Federal (CEF) de acordo com os meses de nascimento dos cidadãos, muitos destes estão frustrados com o atraso da compensação do valor de até R$ 1.045,00 no aplicativo Caixa TEM.

Acontece que o saldo da conta total do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) pode ser acessada pelos beneficiários no aplicativo de mesmo nome, “FGTS”. Lá, os trabalhadores identificaram que a parcela já foi retirada, quando visualizam o extrato do fundo.

Entretanto, o pagamento está sendo feito exclusivamente pela Poupança Social Digital do Caixa TEM. E, nesta poupança, as pessoas estão dando a falta do depósito pela instituição financeira.

O erro identificado pelos trabalhadores não é sempre o mesmo. Confira a seleção que fizemos, e como proceder em cada caso.

Veja também – Faça a cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

“Procure uma agência da Caixa…”

Caso a mensagem “Procure uma agência da Caixa com o seu documento de identificação para regularizar o seu cadastro” tenha aparecido, a conta do FGTS do cidadão está bloqueada.

O problema só pode ser resolvido pessoalmente em uma agência ou posto de atendimento da Caixa. É recomendado que o trabalhador tenha em mãos, além do documento de identificação (RG ou CNH) a Carteira de Trabalho e de Previdência Social (CTPS) e o CPF.

As principais razões para a conta do FGTS ser bloqueada e não conseguir o saque emergencial são:

  • atraso de pagamento da pensão alimentícia;
  • inconsistência de dados informados;
  • dívidas com instituições bancárias;

“Verifique sua solicitação”

Neste caso, esta mensagem pode ocorrer por vários motivos:

  1. A Poupança Social Digital do Caixa TEM não foi ativada;
  2. A data do depósito em conta para o mês de aniversário do beneficiário não chegou;
  3. Inconsistência de dados no cadastro do aplicativo FGTS (geralmente, a desatualização dos dados);
  4. Falha operacional da Caixa;

Ativação da Poupança Social do Caixa TEM

No primeiro caso, a ativação da poupança deve ser feito por meio do app FGTS. As pessoas que já receberam ou foram aprovadas para receber o auxílio emergencial ou o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) já possuem a poupança ativa. No caso dos demais trabalhadores, basta seguir o passo-a-passo:

  • Fazer o download e instalar o app FGTS em seu smartphone;
  • Inserir o login, com CPF/e-mail e senha, ou criá-lo caso seja o primeiro acesso;
  • Com o usuário logado no aplicativo, a opção “Saque Emergencial do FGTS” deve ser encontrada;
  • Por fim, basta permitir a criação da Poupança Social Digital nesta área;

Calendário dos depósitos em conta e dos saques

Os pagamentos da parcela de até R$ 1.045,00 do FGTS emergencial são feitos de acordo com o mês de aniversário. Além disso, existem datas diferentes para o depósito em conta e para a liberação do saque em espécie do valor. Clique aqui para ver os calendários.

Veja também – FGTS emergencial: sem contas vinculadas ao CPF no Caixa TEM, o que fazer?

Inconsistência de dados no FGTS

A desatualização dos dados pessoais pode travar a liberação do saque emergencial. A atualização dos dados pessoais do trabalhador é feita no app FGTS, e não no Caixa TEM.

Falha operacional da Caixa

Se o perfil estiver atualizado e a Poupança Social Digital do Caixa TEM já estiver ativa, o problema pode ser uma falha operacional da Caixa. Resta aguardar as diretrizes e correções da instituição bancária, que tem apresentado erros tanto na distribuição do auxílio emergencial, quanto do FGTS emergencial e do BEm.

“Quantidade máxima de dispositivos atingida”

A redação da FinanZero comentou este problema em um post específico, de forma detalhada. Veja o passo-a-passo do que fazer neste caso clicando aqui.

Ficou com mais alguma dúvida sobre o FGTS emergencial? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.