O sumiço do FGTS nos diferentes bancos, infelizmente vem acontecendo com frequência. Trabalhadores já manifestam suas insatisfações pelas redes sociais

Desde o ano passado, o número de hashtags ligadas ao sumiço do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) aumentou consideravelmente na web. A insatisfação vem sendo manifestada com frequência pelos trabalhadores através de redes sociais.

Além disso, o erro não se dá exclusivamente em contas da Caixa Econômica Federal (CEF). Correntistas dos bancos Itaú e Bradesco também utilizaram as redes para reportar o problema. Portanto, esse post reúne as principais informações acerca dessas queixas.

O que é o FGTS?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi criado com o intuito de proteger o trabalhador que é demitido sem justa causa. Isto é, no início de cada mês o empregador faz um depósito na conta vinculada ao FGTS do empregado e o valor correspondente em média, a 8% do salário.

Por isso, o FGTS é construído a partir desses depósitos mensais e o trabalhador pode utilizá-lo em momentos específicos. Como por exemplo, nas seguintes situações: aquisição de casa própria, demissão sem justa causa, casos de doenças graves e entre outros.

Desse modo, o FGTS que é assegurado pela Lei Nº 8.036 contribui beneficiando os trabalhadores não só em situações de dificuldades, mas também no financiamento de moradias dignas. Além disso, vale ressaltar que contratos de menores aprendizes também contabilizam o FGTS, entretanto o percentual do depósito é de aproximadamente 2%.

Como corrigir erros no empregador web?

Erro na Caixa

Para a Caixa Econômica Federal (CEF), podem haver dois erros que culminam no sumiço do FGTS: instabilidade no aplicativo ou tentativa de fraude. Em relação ao primeiro caso, devido ao grande números de usuários que passaram a utilizar o aplicativo “Caixa TEM”, o app pode apresentar erros com frequência.

Nesse caso, a redação da FinanZero já comentou sobre este problema em post específico, de forma detalhada. Clique aqui para conferir o que fazer quando o aplicativo da Caixa não funcionar.

Por outro lado, diante do segundo caso, os trabalhadores precisam comparecer em uma agência física juntamente com o documento de identificação com foto. Isto é, devido a um grande número suspeito de fraudes, o próprio banco optou por bloquear algumas contas.

Então, a Caixa tomou essa medida de bloqueio visando a proteção de dados dos verdadeiros donos da conta. A ideia é que o valor do FGTS não seja movimentado por golpistas e o trabalhador consiga resolver o problema pessoalmente na agência da Caixa mais próxima.

Vai ter Pronampe em 2021?

Erro em outros bancos

Caso o trabalhador tenha cadastrado alguma outra conta no próprio aplicativo do FGTS para receber o valor, e o dinheiro tenha sumido após o depósito da Caixa o trabalhador pode tomar algumas medidas.

Primeiramente, entrar em contato diretamente com o próprio banco (Itaú, Bradesco, Santander etc) pelos canais de atendimento disponíveis. Além disso, também é possível relatar o problema na internet.

Os bancos estão cada vez mais utilizando as redes sociais como uma medida de “SAC 2.0” e resolvendo os problemas de seus clientes por meio dessas mídias. O twitter é uma opção viável para quem está enfrentando algum tipo de dificuldade, conforme o exemplo abaixo:

Também é válido ressaltar o site do “Reclame Aqui” como uma opção. Recentemente o cliente Wallace do Banco Itaú, relatou na plataforma a seguinte reclamação: “Meu FGTS Aniversário Não Caiu na Conta Itaú que Cadastrei No App da Caixa , sendo que a Caixa Já efetuou o Depósito do meu Dinheiro a quase 1 mês, me Ajudem !”.

Em 2 dias úteis, o banco respondeu a reclamação de Wallace alegando que já havia enviado um e-mail para o cliente a fim de resolver o problema em questão.

Renda Básica Emergencial 2021: Como funciona?

Por fim, ficou com dúvidas sobre o que fazer se seu FGTS sumiu? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero te ajuda.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.