Opção viável para quem deseja comprar um bem em conjunto, o consórcio atualmente possui uma das taxas mais baixas do mercado

Em 2020, o setor de consórcios no Brasil aumentou significativamente. O levantamento foi feito pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac), mostrou que o faturamento desse tipo de negócio ultrapassou a casa dos R$160 bilhões. Em sequência, os investimentos mais feitos foram em: veículos leves, motocicletas e imóveis.

Entretanto, muitas ainda são as dúvidas acerca do consórcio. Por se tratar de um tipo de financiamento em conjunto com um grupo de pessoas, alguns consumidores não sabem por onde começar e nem se esse tipo de negócio é o mais ideal para alcançar seu objetivo. Por isso, reunimos nesse post as principais informações sobre essa modalidade.

Como solicitar o empréstimo pessoal online com a FinanZero?

O que é um consórcio?

Conforme mencionado, em linhas gerais, o consórcio funciona como um “financiamento em conjunto”. Desse modo, o consumidor faz parte de um grupo que é composto por outras pessoas que possuem interesse em comprar bens de mesma categoria que ele.

Mensalmente, todos os integrantes do grupo contribuem para um fundo de reserva em comum. A ideia é que o resultado dos lances sejam divulgados durante as assembleias quando todos estão reunidos. Então, o consórcio pode ser definido como uma espécie de “autofinanciamento”.

O que é previdência privada e como funciona?

O que é o fundo de reserva?

O fundo de reserva do consórcio nada mais é do que o local onde os consumidores vão depositar suas contribuições. Isto é, uma determinada quantia que deve ser destinada para proteger eventuais despesas e custos gerados pelo grupo que contribui para a aquisição do bem.

Ou seja, o fundo de reserva é imprescindível para auxiliar de forma eficaz com as contribuições que são feitas. Visto que, a reserva financeira é fundamental para que os consumidores possam alcançar seus respectivos objetivos. Mesmo em casos de imprevistos, o fundo de reserva garante que o montante siga inalterado.

É confiável fazer compras pelo celular?

Como funciona o consórcio?

Na prática, durante as assembleias ocorre um sorteio entre os consumidores para que os mesmos saibam quem poderá utilizar o crédito contratado. Nesse sentido, o grupo concorre em igualdade ao direito de utilizar o crédito disponível no fundo de reserva. Vale ressaltar que a contemplação pode ocorrer desde o primeiro, até último mês, então não é possível prever a data.

Além disso, caso o consumidor não queira esperar até o final do sorteio para receber o dinheiro, é possível dar lances. Portanto, essa etapa funciona como uma espécie de leilão e o consumidor que der o maior valor, adquire o direito de levar a carta de crédito.

Como configurar pagamentos pelo WhatsApp?

Como funciona o pagamento das parcelas?

Antes de mais nada, é fundamental entender que quanto mais o consumidor investiu no fundo de reserva do consórcio, menos prestações ele terá que pagar em relação ao bem adquirido. As taxas costumam ser muito baixas, mas nelas estão embutidas os seguintes serviços: administração, seguro e o valor da reserva financeira.

Os boletos são recebidos via e-mail ou na própria residência e o cliente pode efetuar os pagamentos no caixa eletrônico, ou através de aplicativos bancários. Em seguida, caso queira antecipar os pagamentos ou quitar o saldo total, o consumidor também consegue. Para isso, basta definir quais serão as condições dessa operação juntamente com o banco.

Quais bancos começaram a aceitar pagamentos por WhatsApp Pay?

Por fim, ficou com dúvidas sobre o consórcio? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero te ajuda.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.