Confira como funciona um financiamento e quais documentos e procedimentos são necessários para financiar um imóvel

Diversos bancos e financeiras oferecem financiamentos imobiliários. Basicamente, financiar um imóvel permite ao cliente pagar o bem em diversas parcelas, podendo estender o prazo de pagamento por anos.

As instituições financeiras elaboram as condições de financiamento de acordo com o perfil de cada cliente. Por isso, você precisa se atentar às condições, como:

  • valor mínimo de compra;
  • taxa de juros;
  • prazo mínimo e máximo para pagamento;
  • limite de crédito,
  • por fim, custos adicionais do financiamento.

Peça uma cotação grátis e receba ofertas de empréstimo de até 10 parceiros FinanZero!

O que é financiamento de imóvel?

No momento em que uma pessoa decide comprar um imóvel, seja: casa, terreno ou apartamento, ela pode solicitar financiar o valor.

Basicamente, o financiamento é feito por bancos ou financeiras. Essas instituições pagam o valor do imóvel ao vendedor. Por isso, ao longo dos meses (determinados entre o cliente e a instituição), o comprador deve pagar esse valor em parcelas mensais.

No entanto, as condições de pagamento, taxa de juros e o número de parcelas podem variar de acordo com o perfil do cliente e com as regras da instituição financeira.

Leia também – Como financiar um apartamento?

Quais documentos preciso ter para financiar um imóvel?

Basicamente, para conseguir financiar um imóvel é preciso ter em mãos:

  • Documento de identidade – pode ser a Carteira de Identidade (RG) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • CPF;
  • Comprovante de estado civil;
  • Comprovante de renda – holerites, extratos bancários;
  • Declaração do Imposto de Renda;
  • Comprovante de endereço;
  • Carteira de trabalho.

Quais são os requisitos para financiar um imóvel?

Os requisitos para financiar um imóvel podem variar entre as instituições financeiras. No entanto, normalmente, os requisitos mínimos para fazer um financiamento são:

  • Ter no mínimo 18 anos;
  • Não ter restrição ao crédito, isto é, não estar com nome sujo nos órgãos de cadastro de inadimplentes, como SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e Serasa;
  • Conseguir comprovar renda.

Leia também – Financiamento com imóvel de garantia: o que é?

O que devo considerar na hora de financiar um imóvel?

Algumas variáveis podem variar de banco para banco. Por isso, o primeiro passo é conferir quais são as condições da instituição financeira.

Entenda, por exemplo, quais são:

  • as condições de pagamento do financiamento;
  • as taxas que a instituição cobra;
  • qual o prazo do contrato.

Além disso, é importante lembrar algumas questões, como:

  • O financiamento é um projeto de longo prazo. Por isso, é importante ter uma organização financeira para conseguir arcar com os gastos;
  • É necessário dar uma entrada – todo financiamento de imóvel exige que o cliente pague uma entrada ao banco, isto é, um valor inicial maior d que as parcelas. Por isso, alguns bancos podem exigir entre 15% a 30%;
  • O imóvel não é seu até que esteja quitado! Isso significa que ao longo do contrato, o imóvel ainda pertence ao banco.

Qual valor mínimo de entrada para financiar um imóvel?

Como dito anteriormente, não há um valor mínimo de entrada. Isso vai depender das regras da instituição financeira e do perfil do cliente.

No entanto, em geral, temos que a entrada precisa ser entre 15% e 30% do valor do imóvel.

Além disso, é importante lembrar que é raro um banco permitir que o financiamento aconteça com 100%. Mas isso pode depende muito da decisão do banco.

Saiba mais em – Financiamento sem entrada: o que é e como funciona?

Por fim, ficou com mais alguma dúvida sobre financiar um imóvel? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.