Até dia 15 de novembro, as instituições financeiras devem selecionar alguns clientes para terem acesso ao PIX

Nesta terça-feira (3), o PIX entra em operação em sua fase de testes, isto é, até dia 15 de novembro as instituições financeiras vão poder usar a nova ferramenta de forma limitada por volumes e por horários.

No entanto, após 16 de novembro, o sistema passa a funcionar de forma plena, para todas as instituições e para todos os clientes sem restrições de datas e horários.

Além disso, de acordo com o Banco Central, o PIX entra em operação com 762 instituições financeiras autorizadas a fornecer a ferramenta aos clientes. O número de chaves cadastradas já chegou a 55,5 milhões.

Veja também – Faça uma cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

Quais são as restrições da fase de testes do PIX?

Como dito anteriormente, o PIX vai entrar em fase de operação restrita. Isso acontece entre os dias 3 e 15 de novembro. A maior restrição se dá quanto ao horário de funcionamento, isso porque a regra geral é das 9h às 22h. No entanto, o PIX apresenta três exceções nessa fase:

  • quintas-feiras: das 9h às 0h;
  • sextas-feiras: 0h às 22h – testar dinâmica do sistema.

Além disso, outra restrição é na parte de volumes, sendo:

  • entre 3 e 8 de novembro – 1% a 5% da base de clientes;
  • entre 9 e 15 de novembro – aumento gradual.

Em coletiva de imprensa, o chefe adjunto do Departamento de Competição e Estrutura de Mercado Financeiro, do Banco Central, Carlos Eduardo explicou que “as instituições poderão executar todas as funcionalidades do PIX de forma gradual, com número reduzido de usuários, para que os clientes comecem a se familiarizar com a novidade”.

É importante ressaltar que na fase restrita do PIX, somente os clientes selecionados pelos bancos e pelas empresas vão poder fazer pagamentos. No entanto, qualquer pessoa que já tenha sua chave cadastrada vai poder receber as transferências.

Leia também – Procon-SP notifica Nubank e Mercado Pago por reclamações do PIX

Quem decide o volume de clientes?

Segundo o Banco Central, cada instituição financeira vai poder escolher quais clientes vão poder participar da fase restritiva do PIX. No entanto, a proporção deve seguir o perfil de clientes da instituição.

“A responsabilidade por escolher efetivamente quais clientes vão compor essa etapa inicial é de cada uma das instituições participantes do PIX. O Banco Central apenas direcionou esse processo”, ressaltou Carlos.

Além disso, cada banco ou empresa precisa informar aos clientes sobre a fase de teste do PIX, isso independente se foram ou não escolhidos. Por isso, cada cliente cadastrado deve receber nesta semana se foi ou não selecionado para fazer parte dos testes na fase restritiva.

Quando vai liberar o uso para todo mundo?

A partir de 16 de novembro, o PIX vai funcionar normalmente para todos os clientes. Além disso, as operações vão poder acontecer 24 horas por dia, durante todos os dias do ano, incluindo feriados e finais de semana.

Por que o PIX tem fase restrita?

Até dia 15 de novembro apenas alguns clientes das instituições financeira vão poder realizar operações com o PIX. Isso porque o Banco Central busca dois objetivos com isso:

  • verificar o funcionamento da nova ferramenta no ambiente de produção dos bancos;
  • testar todos os casos de uso disponíveis do PIX para lançar de forma integral.

Saiba mais sobre o PIX em – PIX: pagamento instantâneo. O que é e como funciona?

Ficou com mais alguma dúvida sobre a fase restritiva de funcionamento das operações do PIX? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.