Refinanciamento de imóvel: como fazer, casa financiada como garantia, quitação do imóvel, posse do banco e a venda do imóvel refinanciado

Segundo levantamento feito pela BizCapital houve um aumento de 16% no número de pedidos de empréstimos no primeiro trimestre de 2021 em comparação com o ano passado. O dado nos mostra as consequências da pandemia do Covid-19, que por causar uma crise econômica mundial afeta significativamente a vida financeira da população brasileira.

Com isso, as buscas e dúvidas em relação as modalidades de empréstimos aumentam. Abaixo estão as principais questões sobre o refinanciamento de imóvel, que também é conhecido como empréstimo com garantia de imóvel e Home Equity, principalmente sobre a relação do imóvel após a solicitação do pedido de crédito.

Qual é o melhor site para comprar passagens aéreas?

Como faço para refinanciar um imóvel?

O refinanciamento de imóvel é uma modalidade de empréstimo que consiste em usar o imóvel como garantia do empréstimo solicitado. Por essa razão, para optar por esse tipo de crédito o cidadão precisa ter um imóvel, sendo casa, apartamento ou algum outro tipo de imóvel, que necessariamente tem que estar em seu nome. Ou seja, para que o refinanciamento possa ser aceito pelas instituições financeiras, o imóvel usado como garantia precisa estar no nome do solicitante.

Além disso, é necessário que o imóvel em questão esteja parcialmente quitado para poder ser usado como garantia. Para fazer o empréstimo com garantia de imóvel o indivíduo pode precisar pesquisar em várias instituições e para isso pode contar com a FinanZero. A solicitação para o empréstimo na FinanZero pode ser feito da seguinte maneira:

  1. Entre no site da FinanZero;
  2. Escolha o valor que deseja emprestado no simulador encontrado ao abrir o site, o valor pode ser escolhido ao movimentar a linha ou nos botões de (-) para diminuir ou no (+) para aumentar o valor;
  3. Após a escolha do valor clique em “Avançar”;
  4. Informe os dados pessoais que serão solicitados e aguarde as propostas serem enviadas;

Quais documentos são necessários?

Cada instituição financeira possui um método de análise e por isso podem pedir documentos variados, mas, em geral são solicitados os seguintes documentos para o refinanciamento de imóvel:

  • Comprovante de renda fixa (holerite, extrato bancário, imposto de renda ou pro-labore).
  • Conta bancária;
  • Registro Geral (RG) ou da Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Comprovante de residência (no nome do titular do pedido);
  • Certidão de Matrícula do Imóvel;
  • Foto com documento de identidade;
  • Certidão de Matrícula do Imóvel;
  • Imposto Sobre Território Urbano (IPTU).
  • Certidão Negativa de Tributos Imobiliários;

Por que meu empréstimo pessoal foi reprovado?

Tem como refinanciar um imóvel financiado?

O cidadão com o imóvel financiado pode se encontrar em duas situações:

  • Ter o seu imóvel já financiado;
  • O imóvel foi financiado mas ainda não foram pagas todas as parcelas;

Nas duas situações comentadas é possível usar a casa como garantia de empréstimo. Entretanto, as condições serão avaliadas pelas instituições financeiras que decidiram as taxas de juros, o valor que poderá ser emprestado e o tempo para que a dívida seja quitada. Vale ressaltar que é preciso que uma parte do imóvel esteja quitada e que se encontre no nome do solicitante.

Por que meu imóvel precisa estar parcialmente quitado para eu fazer um refinanciamento?

Um dos pré-requisitos relacionados ao refinanciamento de imóvel é a quitação parcial da casa que será usada como garantia do empréstimo. A condição citada é imposta pelas instituições financeiras pois em casos de inadimplência do solicitante o imóvel será do banco que prestou o serviço de empréstimo.

Se a casa não estiver parcialmente quitada e tiver a necessidade de ser usada como pagamento das parcelas, o banco sairá no prejuízo pois o valor do imóvel não conseguirá abater o seu gasto. Sendo assim, o imóvel precisa estar parcialmente quitado para que possa ser usado como pagamento em casos de inadimplência.

Como preencher um formulário de empréstimo?

No refinanciamento de imóvel, a casa passa a ser do banco?

Ao optar pela modalidade de refinanciamento, o cidadão usa o seu imóvel como garantia e isso significa que caso a dívida feita não for quitada no tempo estimado pela instituição financeira, no momento do contrato, o imóvel será usado como pagamento. Contudo, o imóvel só será usada como pagamento se um determinado número de parcelas não forem pagas e além disso o cidadão pode fazer acordos com o banco para a quitação e evitar que o imóvel seja perdido.

O cidadão que usar o imóvel como garantia tem o direito de usufruto da residência, ou seja, ainda pode morar normalmente em sua casa até que o empréstimo tenha todas as parcelas quitadas. Pela possibilidade de perda do imóvel, pelo não pagamento do crédito, o indicado é que o indivíduo tome a decisão com cautela para que possa arcar com o custo do empréstimo sem perder o seu bem.

Posso vender uma casa em que foi feito um refinanciamento de imóvel?

O cidadão que possui a sua casa comprometida por um refinanciamento de imóvel pode vender a sua casa com a autorização da instituição financeira que estabeleceu o contrato, isso porque uma das condições desse tipo de empréstimo é que a casa usada como garantia precisa estar no nome do solicitante.

Se o empréstimo já estiver quitado, a vendo do imóvel não interfere no acordo em que foi feito, já que com a quitação da dívida a casa não precisa ser usada como pagamento. Então, se o refinanciamento ainda estiver em andamento, o cidadão precisa esperar a posição da instituição financeira para vender a sua casa.

Por que o saque-aniversário não caiu na conta?

E então, restou mais alguma dúvida sobre poder vender uma casa que foi refinanciada? Se sim, deixe aqui o seu comentário que a FinanZero te ajuda.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.