Aposentado pode sacar FGTS de contas inativas e, além disso, pode ter acesso a outro valor; saiba como funciona em cada situação

Quando o assunto é aposentadoria, dinheiro é uma grande preocupação. Afinal, diante da perspectiva de não trabalhar mais, a possibilidade do valor do benefício não ser o suficiente para cobrir os gastos mensais é grande.

Por isso, muito aposentado se pergunta: tenho direito a saque do FGTS, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço?

A resposta, em resumo, é sim: aposentado pode sacar o FGTS.

No entanto, os valores são diferentes dependendo do caso. Ou seja, se seguir trabalhando, for demitido ou se afastar, o aposentado tem direito a quantias distintas do Fundo.

E, além disso, a aposentadoria ainda dá acesso a outro valor, mas só para quem trabalhou nos anos 1970 e 80. Entenda que valor é esse e em quais casos ele se aplica!

Precisa de dinheiro e o Pis/Pasep está retido? Calma que a FinanZero pode ajudar! Simule abaixo o empréstimo no valor certo para você!

Quando o aposentado pode sacar o FGTS?

Bem, em suma do que dissemos no tópico anterior, aposentado pode sacar FGTS assim que oficializa a aposentadoria. Isso quer dizer, no entanto, que existem diferentes valores aos quais têm acesso, dependendo do caso.

Portanto, vamos explicar cada um dos cenários.

Em primeiro lugar, para quando você se aposenta e deixa de trabalhar. Nesse caso, passa a ter direito ao saque do valor integral de todas as suas contas do FGTS. Salientando: isso vale só para aqueles que se aposentam e não trabalham mais.

Em seguida, para o caso dos aposentados que seguem empregados: eles podem sacar a cada mês os valores depositados no Fundo. Ou seja, o saque não pode ser do valor todo de uma vez.

Para os que se aposentam e são demitidos, recebem os valores normais de verba rescisória em caso de demissão sem justa causa – enfim, 40% do que foi depositado no último emprego pelo empregador.

Na prática, então, pode sacar o valor integral mais 40% do FGTS recolhido até demissão, caso não comece outro emprego. Agora, se iniciar em outro trabalho, segue a regra de quem está trabalhando.

Além disso, vale dizer que quem se aposenta e ainda trabalha continua a ter o valor do INSS descontado do salário. Afinal, está com a conta ativa e assim deve mantê-la em vigor. O valor da aposentadoria não aumenta por isso.

Como negociar as dívidas? FinanZero responde

Onde sacar o FGTS?

Em qualquer um desses casos, aposentado pode sacar FGTS em qualquer agência da Caixa. Basta você ter sua carteira de trabalho e o número do seu PIS / PASEP, além do número do benefício do INSS e documento com foto.

Financiamento com imóvel de garantia: o que é?

Aposentado pode sacar PIS / PASEP

O PIS / PASEP é a sigla para o seu número de benefício no INSS, o Instituto Nacional de Seguro Social. Ele é um direito de todos que têm carteira de trabalho, esteja ela sendo usada ou não.

Da mesma forma que há regra para nas quais o aposentado pode sacar FGTS, ele também tem um cenário específico.

Quem trabalhou entre 1971 e 1988, tem direito a sacar a cota do PIS / PASEP. A partir de 1988, não, já que passaram integrar a cota passou ao FGTS, ou seja, você já a receberá quando sacar o Fundo.

Quais são os encargos de refinanciamento?

Onde sacar o PIS / PASEP?

Mais uma vez, na Caixa. Apesar de o PASEP ter sido operado durante anos pelo Banco do Brasil, hoje ele está com a Caixa.

Aposentado só pode pedir empréstimo consignado?

Sou aposentado. Tenho direito ao PIS / PASEP?

Em resumo, aposentado pode sacar FGTS, seja de forma integral ou parcial. Isso, então, depende se continua trabalhando ou se afastou das funções.

Sobre o PIS / PASEP, ele já foi integrado àqueles que trabalham a partir de 1988. Agora, se você trabalhava antes desse período, pode ter direito a isso.

Vale, em ambos os casos, consultar o INSS ou então a Caixa. Assim, você tem a confirmação de estar recebendo o valor que é de direito.

Por que não aprovaram meu empréstimo?

Por fim, ficou com alguma dúvida sobre se aposentado pode sacar FGTS? Então comente!

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.