A carta de crédito é a forma de pagamento de consórcios, mas muitas dúvidas quanto a parcelas e como recebê-la existem

Ao querer adquirir algum bem muitos procuram opções de crédito, entre elas o consórcio e o financiamento. Mas os dois tem suas diferenças e ao escolher é importante saber.

O consórcio se forma pela junção de um grupo de pessoas que pagam um valor mensal até quitar sua dívida e podem receber o valor ao serem sorteados. O financiamento é feito por você somente e pode receber o valor assim que assina o contrato. Enquanto o consórcio não é uma boa opção para quem quer dinheiro imediato.

O prêmio de um consórcio é a carta de crédito, por ela você recebe o valor que estava em acordo e pode usar para comprar o bem. Mas muitas pessoas tem dúvidas sobre como ela funciona e como usar.

Vantagens e desvantagens do consórcio

O consórcio se trata da junção de várias pessoas que colaboram mensalmente para receber um prêmio de valor pré-estipulado. Além disso você tem certa liberdade de como usar sua carta de crédido, dentro do estipulado em contrato.

Mas se você precisa do dinheiro com certa urgência ele pode não ser a melhor opção para você. Já que todos do grupo irão receber, mas normalmente um por mês, o que pode demorar.

Mas se você quiser acelerar esse processo, e receber a carta de crédito antes, pode ofertar lances que funcionam como adiantamentos, o que pode aumentar suas chances. Além disso, no geral não há muitas taxas nesse tipo de crédito. As taxas são:

  • O fundo comum, antes de tudo, esse é o dinheiro para a compra do bem;
  • A taxa de administração, presente em vários tipos de crédito;
  • Além disso, um seguro de vida, que garante pagamento de parcelas em caso de morte de um participante;
  • E, por fim, o fundo de reserva que algumas empresas cobram como garantia, mas que devolvem ao fim do consórcio

Entretanto não existem só vantagens ao buscar uma carta de crédito. O consórcio pode demorar para sortear você, existem alguns com duração de anos e se você for o último…

Existe também o risco de pessoas inadimplentes no consórcio, o que pode levar a administradora a reajustar os valores da mensalidade para o restante das pessoas e alterar juros.

Se acaso você estiver inadimplente e for sorteado não recebe o prêmio, o próximo número é, desde que esteja em dia com as parcelas. Outra desvantagem acontece se você conseguir comprar esse bem antes de ser sorteado. Se acaso isso acontecer você pode receber o valor de volta, mas deve esperar o fim do consórcio.

Veja: Como definir as metas financeiras para 2021? FinanZero responde

Como funciona a carta de crédito?

Ao fazer um consórcio você pode receber o prêmio, em sorteios mensais. Quando você o recebe ele vem em forma de carta de crédito, em um determinado valor.

A carta de crédito é um documento que tem o valor correspondente ao do contrato, como um vale. Então se você assinou o contrato do consórcio de valor final de R$ 100 mil para compra de imóvel, por exemplo. E ao ser sorteado ou ofertar um lance você recebe a carta ce crédito, e com ela pode comprar sua casa.

Assim como citado antes, os sorteios são mensais e as assembleias, responsáveis por eles, podem sortear um ou mais consorciados. Mas também possível ofertar lances que funcionam como adiantamentos das parcelas. Elas podem acontecer da seguinte forma:

  • Em primeiro lugar, por lance livre, por ele quem oferecer o maior valor leva a carta de crédito;
  • Por lance fixo, que funciona com oferta de valor que a financeira definiu em contrato;
  • E, por fim, o lance embutido, em que você oferece parte da carta como crédito

Mas para ofertar lances é importante que você tenha uma reserva de emergência que não seja afetada. Ao fazer ofertas você não pode comprometer suas finanças e contas fixas, isso pode levar a uma dívida ainda maior.

Após ser contemplado você precisa continuar pagando as mensalidades, sendo assim a empresa pode pedir garantias de que isso vá acontecer antes de entregara carta. A administradora pode pedir um comprovante de renda por exemplo, além de alguns documentos dependendo do prêmio.

Após receber a carta de crédito você normalmente tem um prazo de 90 a 180 dias para usá-la. Se esse prazo acabar você não perde o valor, mas terá que passar por todo o processo de documentação de novo.

Leia: Como aproveitar as promoções da Magazine Luiza?

Com o que posso usar a carta de crédito?

O uso da carta é definido previamente em contrato, então pode abranger vários bens, como carros e imóveis por exemplo. ela tem certa limitação, o valor só pode ser usado com o tipo de bem que está no contrato. Entretanto tem uma flexibilidade, se o bem é um carro você pode comprar qualquer tipo, modelo ou marca que quiser.

Para adquirir um imóvel com a carta de crédito você deve pesquisar o que lhe agrada e passar dados como registro na prefeitura e comprovante de quitação de impostos, como IPTU por exemplo. Ao adquirir um automóvel você deve informar modelo do carro, número de chassi e ano de fabricação.

Esses dados que você irá fornecer são para garantir que esse é um processo seguro. Mas você pode usar a carta de crédito para outras coisas, como serviços, por exemplo reformas em imóveis. Além disso também pode-se usar em festas de casamento, viagens e procedimentos estéticos.

Você também pode usar a carta de crédito para arcar com custos de educação, como faculdade, curso de especialização ou até mesmo pagar uma auto escola.

Mas é importante reforçar que a carta de crédito serve para pagar um fornecedor, então em caso de viagem, por exemplo, ela pagará uma agência de viagens e não gastos de viagem como compras e alimentação.

Confira: Cadastro Único: o que é e como funciona?

Então ficou com alguma dúvida? Qualquer coisa é só perguntar nos comentários.

E, por fim, não esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram; FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.