Capital de giro: o que é, como funciona, como calcular, como conseguir e demais infomações sobre o investimento destinado a empresas

Segundo dados divulgados pelo Governo Federal, no ano de 2021 o Brasil bateu um record com a abertura de mais de 4 milhões de empresas. Com o alto número de novas empresas é possível que o capital de giro seja um termo que causa algumas dúvidas.

O investimento financeiro pode ser um aliado em empresas grandes ou pequenas, com anos de experiência ou mais novas no mercado. A seguir estão as principais questões sobre o assunto, como a sua funcionalidade, cálculo e ainda o que fazer na ausência do investimento.

O que é capital de giro?

O capital de giro é uma quantia destinada a manutenção de um negócio. Dessa maneira, é um valor que correponde a todos os gastos que uma empresa, sendo física ou online, gasta. O seu objetivo é servir de apoio em momentos de escasses de vendas ou problemas inesperados com funcionários, donos e demais acontecimentos.

A importância dessa quantia se dá pelo auxílio que oferece quando a empresa não possui o lucro necessário para se sustentar. Essa situação pode durar meses e é preciso que o dono do estabelecimento esteja preparado, assim as consequências de um período ruim podem ser menores.

Como funciona o capital de giro para empresa?

O capital de giro é um investimento, então o valor disponibilizado tem como intuito o favorecimento da empresa. Independe do segmento, todas as empresas possui gastos anuais, mensais e até mesmo diários que são pagos por meio do lucro obtido com as vendas. O capital de giro é uma reserva de emergência, que está destinada a suprir esses gastos na ausência de lucro.

Então, o seu funcionamento consiste em reservar a quantia necessária para manter a empresa por um determinado período de tempo. O valor do investimento apenas será usado em momentos de crise, ou seja, quando o número de vendas é insuficiente para arcar com os custos da empresa.

Como conseguir capital de giro para empresa MEI?

Quem pode solicitar um capital de giro para empresa?

Podem solicitar o investimento em instituições financeiras, os seguintes indivíduos:

  • Microempreendedor Individual (MEI): uma pessoa jurídica, com faturamento anual de até R$ 60 mil;
  • Microempresa (ME): pessoa jurídica com faturamento anual entre R$ 60 mil e R$ 360 mil;
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): pessoa jurídica com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões;

Como calcular capital de giro para empresa?

O cálculo do capital de giro depende de vários fatores, já que as empresas possuem gastos distintos. Cada segmento pode exigir diferentes compras e investimentos que devem ser feito para o processo de venda de um produto ou serviço.

De forma geral, o cálculo do capital de giro de uma empresa deve somar todos os gastos gerados mensalmente por ela. Então, devem estar na conta os seguintes números:

  • Pagamento de fornecedores;
  • Aluguel do espaço;
  • Valor de manutenção do estoque;
  • Quantia usada para pagar Impostos;
  • Pagamento do salário dos funcionários;

Sou autônomo e quero fazer um empréstimo, o que fazer?

Qual banco libera capital de giro para empresa?

As instituições financeiras que oferecem modalidades de crédito podem também conceder empréstimo para capital de giro. Dessa maneira, basta que a empresa entre em contato com o banco e verifique o processo para a aquisição.

É comum que análises sejam realizadas para esse tipo de empréstimo, assim como em demais modalidades. Cada empresa pode ter condições distintas dependendo de sua situação financeira e do banco escolhido. Por isso, o recomendado é que sejam analisadas mais de uma proposta de empréstimo.

O que fazer quando não se tem capital de giro?

A empresa que não possui um capital de giro pode realizar ações para que isso não prejudique o seu negócio. Ter uma reserva de emergência é relevante não só para empresas, mas também para pessoas físicas. Isso significa que, ter a garantia de sobrevivência básica por uma determinado período pode ser uma grande vantagem em tempos difíceis.

Uma dica para garantir a manutenção de uma empresa é a realização de um planejamento financeiro. Ao anotar todos os gastos e ganhos mensais o indivíduo pode ter consiência de como está a sua vida financeira. Após essa ação, será possível encontrar e diminuir os gastos desnecessários e ainda definir o dinheiro que pode ser guardado mês a mês.

Dessa maneira, podem solicitar essa modalidade os indivíduos que possuem o CNPJ. Além disso, cada banco pode ter as suas regras e condições, que também devem ser avaliadas.

Empréstimo para MEI negativado é possível? Descubra

Quando pedir capital de giro para empresa?

O capital de giro é muito relevante para qualquer empresa, ainda mais quando existem possibilidades de baixas vendas. Dessa forma, as empresas precisam avaliar o momento vivido para definirem urgência do capital de giro. Esse investimento é necessário, contudo situações específicas podem colocar em risco a sobrevivência de uma empresa.

O capital de giro pode ser solicitado em momentos de crise ou quando ele é vantajoso para a empresa. Sendo assim, é importante avaliar as taxas de juros, valor que será emprestado, tempo para quitar o empréstimo, CET e demais questões que envolvem esse pedido.

É possível uma empresa se manter no mercado com baixo capital de giro?

Sim, uma empresa ainda consegue se manter quando possui um baixo capital de giro. Contudo, as consequências em momentos de baixo lucro podem ser mais rigosas nessas situações. Por isso, é preciso avaliar o cenário, os risco e as vantagens do pedido de capital de giro.

Como saber se a margem consignável foi liberada?

Como conseguir capital de giro para empresa?

Uma possibilidade para adquiri o investimento necessário para uma empresa é o investimento nessa quantia. Dessa maneira, as empresas que conseguirem guardar valores mensais podem conseguir o capital de giro necessário e mantê-lo guardado até o momento que precisar.

Outra opção é a aquisição de um empréstimo. Existem instituições financeiras que oferecem créditos destinados a empresas. Então, cidadãos que possuem Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) podem solicitar essa modalidade. Com isso, é possível conseguir o valor necessário para o capital de giro e assim garantir a reserva para a manutenção do negócio.

E então, restou mais alguma dúvida sobre como conseguir capital de giro para empresas? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.