Todo empréstimo com contrato de mais de R$ 5 mil precisam estar na declaração do IR; confira como declarar empréstimo consignado no Imposto de Renda

Você sabia que dívidas e empréstimos também entram na declaração do Imposto de Renda? Mas, apesar de serem uma parte necessária no documento do imposto, não são todos os créditos que entram na declaração.

Isso porque a declaração do Imposto de Renda tem uma série de regras e condições especificas para o preenchimento do documento. Por isso, só precisam declarar:

  • Pessoas com renda tributável acima de R$ 28.559,70;
  • Além disso, a exigência da Receita Federal é de que empréstimos a partir de R$ 5 mil precisam estar na declaração.

Por conta disso, caso o cliente tenha renda tributável acima do valor de R$ 28.559,70 e solicite um empréstimo consignado acima de R$ 5 mil, ele deve incluir o crédito em sua declaração.

Por que preciso declarar empréstimo consignado no Imposto de Renda?

Declarar o empréstimo consignado no Imposto de Renda é importante por dois motivos:

  1. Declarar empréstimo com contrato acima de R$ 5 mil é obrigatório de acordo com normas da Receita Federal;
  2. Além disso, declarar o empréstimo é uma forma de demonstrar para a Receita Federal da onde saiu o dinheiro para comprar determinado bem.

Peça uma cotação grátis e receba ofertas de empréstimo de até 10 parceiros FinanZero!

Como faço para declarar empréstimo no Imposto de Renda?

Basicamente, para declarar qualquer modalidade de empréstimo, a pessoa precisa acessar a sessão “Dívidas e Ônus Reais” do Imposto de renda. Nessa seção é necessário inserir algumas informações, como quem é o credor (banco ou financeira).

Depois disso, é necessário preencher algumas informações no campo de “discriminação”, com o CNPJ e o valor da dívida. Por isso, na declaração do empréstimo consignado você precisa incluir:

  • valor do empréstimo;
  • quem cedeu o crédito – banco ou financeira.

Confira também – Quanto tempo demora para o empréstimo consignado cair na conta?

O que é empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é uma linha de crédito voltada para apenas algumas categorias da sociedade, como:

  • Aposentados ou pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • Pessoas com carteira assinada;
  • Militares, e
  • Por fim, funcionários públicos.

Isso porque o valor da parcela é descontado direto na folha de pagamento da pessoa, seja salário ou benefício do INSS. Por isso, pessoas fora dessas categorias não podem pedir crédito consignado.

Quais documentos preciso ter em mãos?

Basicamente, para solicitar um empréstimo dessa modalidade é necessário ter em mãos:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Holerite ou número do benefício do INSS.

Confira também – O que é empréstimo com nome sujo?

Quais são as condições?

Basicamente, o cliente pode comprometer apenas 35% de sua renda. No entanto, é importante lembrar que essa porcentagem se divide em:

  • até 30% do valor da renda, isto é, do salário ou benefício do INSS;
  • por fim, até 5% do limite do cartão de crédito.

Mas essa porcentagem pode variar de acordo com o perfil do cliente e das regras da instituição financeira. Isso porque o banco tem liberdade para decidir qual a margem do empréstimo a partir da análise de crédito.

Para solicitar um empréstimo consignado basta clicar aqui

Por fim, ficou com mais alguma dúvida sobre como declarar empréstimo consignado no Imposto de Renda? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.