O empréstimo consignado é voltado para algumas categorias de profissionais brasileiros, por isso, o prazo para o dinheiro cair em conta pode variar dependendo do perfil do cliente e do banco; confira como o processo funciona

O prazo para o dinheiro do empréstimo consignado cair em conta pode variar dependendo da instituição financeira e do perfil do cliente. Isso porque, normalmente, temos que:

  • Empréstimo consignado para servidores públicos pode demorar entre 48 horas até 7 dias úteis – isso porque depende da aprovação do órgão público;
  • Já o empréstimo consignado para aposentados e pensionistas, isto é, via INSS, pode levar de 3 a 5 dias úteis para o dinheiro ser liberado em conta;
  • Por fim, o empréstimo consignado para trabalhadores CLT pode demorar entre 24 horas e até 5 dias úteis para cair em conta.

Por isso, é importante conferir com o banco, fintech ou financeira quais são as condições e prazos para o empréstimo ser liberado. Afinal, isso tudo depende de uma série de fatores como:

  • perfil do cliente;
  • profissão
  • instituição financeira escolhida;
  • análise de crédito,
  • entre outros.

Peça uma cotação grátis e receba ofertas de empréstimo de até 10 parceiros FinanZero!

Quanto tempo demora para fazer portabilidade de empréstimo consignado?

O processo de portabilidade de empréstimo consiste na transferência das operações de crédito de um banco para outra instituição financeira.

Normalmente, isso acontece por conta de juros melhores em outras financeiras. Mas é importante lembrar que o valor da dívida não é alterado. Além disso, a portabilidade só pode ser feita para um banco que tenha convênio com a empresa na qual o cliente trabalha.

O tempo para a portabilidade acontecer pode variar entre os bancos. Mas, em geral, o processo pode levar até cerca de 15 dias.

Saiba mais em – Como fazer portabilidade de empréstimo consignado?

Preciso pagar taxas antecipadas para liberarem meu empréstimo consignado?

Não. Independente do perfil do cliente ou da modalidade de crédito escolhida, não há necessidade de pagar taxas antecipadas. Isso porque essa é uma prática ilegal e configura crime, de acordo com normas do Banco Central.

Por isso, caso alguma financeira ou pessoa ofereça crédito, mas solicite depósito adiantado: fuja e denuncie. Esse é um forte indício de golpe do empréstimo falso.

Em resumo, é esse processo que garante que o pagamento das parcelas do empréstimo aconteça de forma automática.

Saiba mais em – Golpe do empréstimo falso: “ela falava bem, foi muito convincente”

Negativados podem solicitar empréstimo consignado?

Sim. A restrição no nome não independe que um cliente solicite um empréstimo.

Além disso, estar negativado interfere muito pouco na taxa de juros do consignado, isso porque o desconto das parcelas é feito de forma automática. Logo, as chances do não pagamento são menores.

Quais são as condições do empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é uma linha de crédito voltada para:

  • Aposentados ou pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • Funcionários públicos;
  • Militares;
  • Trabalhadores com carteira assinada.

Além disso, ele tem as seguintes condições:

  • Apenas 30% da renda do cliente pode ser fica comprometida no crédito – seja do benefício ou do salário;
  • Além disso, tem taxa de juros é a partir de 1,29% a.m.

Leia também – Como funciona o empréstimo consignado para servidores públicos?

Quais documentos preciso entregar em um empréstimo consignado?

A quantidade de documentos depende da categoria na qual o cliente faz parte e qual a financeira escolhida. Mas normalmente os bancos solicitam as seguintes informações:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Contracheque – no caso de trabalhadores, e
  • Número de inscrição do benefício do INSS – no caso de aposentados e pensionistas.

Posso fazer empréstimo consignado com qualquer banco?

Não. Isso porque apenas bancos que tenham convênio com a empresa do cliente ou com o INSS podem liberar essa modalidade de crédito.

Para saber mais informações sobre quais bancos estão disponíveis, basta ligar no INSS – em casos de aposentados ou pensionistas – ou entrar em contato com o RH da empresa.

O que é margem consignável?

Como dito anteriormente, nessa linha de crédito os valores das parcelas são debitados diretamente na folha de pagamento ou do benefício do INSS do cliente.

Por isso, a margem consignável é a porcentagem máxima que pode ser debitado como pagamento de uma parcela do empréstimo. No caso do crédito consignado, apenas 30% da renda do cliente pode ser utilizada para o pagamento das parcelas.

Mas é importante lembrar que esse é um limite máximo, por isso, a porcentagem pode variar dependendo do perfil do cliente e da instituição.

Preciso passar por uma análise de crédito?

Sim! Independe do perfil do cliente ou da modalidade de empréstimo, é necessário passar por uma análise de crédito. Isso porque é durante esse processo que o banco vai decidir qual a taxa de juros e quais as condições ele vai oferecer para o cliente.

Por isso, são analisados algumas informações:

  • Score;
  • Renda do cliente;
  • Profissão;
  • entre outros fatores.

Leia também – Extrato de empréstimo consignado: o que é e como emitir?

O que é averbação do empréstimo consignado?

Assim como outras modalidades de crédito, o empréstimo consignado passa por várias etapas, desde a solicitação até o momento em que o dinheiro cai na conta do cliente.

Dentre as fases, temos a averbação do empréstimo consignado. Basicamente, ocorre quando a instituição financeira autoriza o desconto do crédito na folha de pagamento do cliente.

Além disso, envolve algumas ações como:

  • Reserva de parte do salário ou benefício do cliente para o pagamento do empréstimo;
  • Checagem e reserva da margem consignável usado, e
  • Por fim, o envio das condições do contrato – como: prazo para pagamento e taxa de juros.

Por fim, ficou com mais alguma dúvida sobre quanto tempo demora para o empréstimo consignado cair em conta? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.