Declarar empréstimo à Receita só é obrigatório quando acima de R$ 5 mil; saiba como fazer

Você precisou de um crédito pessoal. E agora, como declarar empréstimo no seu Imposto de Renda (IR) junto à Receita Federal (RF)?

O contador Moaci de Sousa Jr. responde:

Simule seu empréstimo com o melhor buscador de crédito pessoal online!

De quanto é o seu empréstimo?

A primeira questão é: o valor do crédito. Você só é obrigado a declarar empréstimo no Imposto de Renda caso tenha solicitado mais do que R$ 5 mil.

Isso vale tanto para empréstimos com instituições financeiras quanto para com pessoas físicas, como amigos e familiares.

Além disso, se recebeu o empréstimo de uma pessoa física, ela também precisa declarar empréstimo. Contudo, de outra forma:

  • em Bens e Direitos;
  • com o código 51 – Crédito decorrente de empréstimo.

No entanto, se você recebeu menos do que esse valor emprestado, o lançamento é opcional.

Golpe do empréstimo falso: “ela falava bem, foi muito convincente”

Onde declarar empréstimo?

Em primeiro lugar, você deve declarar empréstimo na opção Dívidas e Ônus, no programa de Imposto de Renda da Receita. Então, selecione o código:

  • 11 para banco;
  • 12 para sociedades de crédito, financiamento e investimento;
  • e 14 se a sua dívida for com uma pessoa física.

Em seguida, no campo “Discriminação” escreva:

  • Peguei empréstimo da empresa ou pessoa ________,
  • Em __________ parcelas
  • Com ______ de taxa de juros.

Além disso, você vai precisar preencher o CNPJ ou CPF de quem está emprestando o valor.

Por fim, preencha o saldo devedor no final do ano vigente em relação ao ano anterior, nos campos “Situação em 31/12/ANO ANTERIOR” e “Situação em 31/12/ANO VIGENTE”.

IOF zerado: como afeta empréstimos? FinanZero responde

Quitei antes. E agora, como fica o Imposto de Renda?

Em resumo, se você conseguiu quitar a dívida antes do prazo acordado, ainda assim deve declarar empréstimo.

Desse modo, preencha essas informações no campo “Situação em 31/12/ANO ANTERIOR” e “Situação em 31/12/ANO VIGENTE”.

Ou seja, basta diminuir a dívida de um ano para o outro. E, assim, quando quitar, preencha no campo específico: “Valor Pago em ANO VIGENTE”.

O que preciso pagar na parcela de empréstimo?

Tenho alguma cobrança no IR ao declarar imposto?

Não. Os únicos impostos que você paga pelo empréstimo são na hora de receber o crédito. Ou seja, o IOF (quando vigente), os juros e etc.

Ao declarar empréstimo à Receita Federal, no entanto, não há nenhuma cobrança a mais.

Quais os bancos com mais reclamações, segundo o Banco Central?

E se você, por fim, tiver mais dúvidas sobre parcela de empréstimo? Bem, então, é só comentar!

Você também pode ver mais dicas lá nas nossa redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.