Refinanciar imóvel: quando fazer, quais documentos são necessários e demais informações sobre a modalidade de crédito com garantia

O refinanciamento de um imóvel é uma modalidade de empréstimo que consiste em usar uma casa, apartamento ou terreno como garantia do valor adquirido. Isso significa que o bem do solicitante poderá ser usado como pagamento se as parcelas do crédito não forem pagas no tempo determinado pelo banco.

Segundo dados da FinanZero, as buscas sobre o termo “empréstimo” aumentaram em novembro de 2021, quando comparadas com o mesmo período no ano anterior. Então, com o aumento de buscas, os cidadãos podem se deparar com algumas dúvidas sobre o refinanciamento de imóvel e seu funcionamento. Abaixo estão algumas das principais dúvidas sobre o empréstimo com garantia de imóvel.

Possui uma casa e precisa de um empréstimo? Peça agora mesmo com a FinanZero!

Quando posso refinanciar um imóvel?

É comum que as instituições financeiras que oferecem essa modalidade exijam algumas características sobre o imóvel que será usado, como:

  • O imóvel precisa estar em boas condições;
  • Ser no nome do solicitante;
  • Estar localizado em áreas urbanas;
  • Ter a documentação atualizada;

Além disso, são também exigidas algumas características sobre o solicitante do empréstimo. A seguir estão listadas os principais pré-requisitos que o cidadão precisa ter para fazer um refinanciamento de imóvel:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Apresentar comprovante de renda, como holerites, extratos, imposto de renda ou pró-labore;
  • Ter conta bancária, com exceção da conta salário;

Tem como refinanciar um imóvel com parcelas atrasadas?

Os imóveis que apresentam parcelas ainda em aberto podem ser usados como garantia de um empréstimo ou não. Isso porque, essa decisão cabe a instituição financeira que oferece o crédito, assim como as condições que serão ofertadas ao cliente que se encontra nessa situação.

Ter parcelas atrasadas de uma compra coloca o consumidor na posição de negativado, ou seja, com o nome sujo. Essa condição pode ter como consequência desvantagens no momento de solicitar um empréstimo, já que o banco entende que o cidadão é um mal pagador.

O empréstimo com garantia é a melhor opção para o cidadão negativado, pois com a modalidade a instituição financeira credora possui uma segurança do pagamento. O solicitante pode ainda entrar em contato com outros bancos, simular e comparar as ofertas recebidas, assim pode escolher a mais favorável a ele.

É possível refinanciar um imóvel já financiado?

Sim, o financiamento de um imóvel não é um motivo da não liberação do refinanciamento. Contudo, o bem precisa estar dentro das condições comentadas acima, que podem ainda variar conforme o banco escolhido. Às instituições que oferecem a modalidade realizaram análises de crédito e score para definirem condições do empréstimo, como as taxas de juros e valor que poderá ser emprestado.

O que precisa para refinanciar um imóvel?

Além das condições mencionadas sobre o imóvel e o os pré-requisitos exigidos sobre o solicitante, o banco pode precisar de alguns documentos, como:

  • Comprovante de renda fixa (holerite, extrato bancário, imposto de renda ou pro-labore);
  • Conta bancária;
  • Registro Geral (RG) ou da Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Comprovante de residência (no nome do titular do pedido);
  • Certidão de Matrícula do Imóvel;
  • Foto com documento de identidade, no caso de pedidos online;
  • Imposto Sobre Território Urbano (IPTU);
  • Certidão Negativa de Tributos Imobiliários;

Como resolver erro de código no Caixa Tem?

Qual a vantagem de refinanciar um imóvel?

O empréstimo com garantia de imóvel apresenta, entre suas vantagens, as taxas de juros mais baixas. As instituições financeiras que oferecem o empréstimo com garantia podem ter uma confirmação de que o valor do crédito será pago. Essa condição garante ao solicitante taxas de juros menores, que consequentemente diminuem o valor total do empréstimo.

Vale mencionar que o cidadão não perde o seu imóvel ao solicitar essa modalidade. O banco passa a ser dono indireto do bem usado como garantia, contudo só pode utilizá-lo se as parcelas do crédito não forem pagas no tempo determinado. A perda do imóvel é uma ação extrema e não acontece com frequência, pois é comum que os bancos ofereçam acordos para quitar a dívida em casos de atrasos.

Como refinanciar um imóvel não quitado?

Um imóvel que ainda não foi totalmente quitado pode ser usado como garantia do empréstimo, nessas situações o banco pode liberar um valor que já inclui o pagamento total do imóvel. Então, mesmo que a casa ainda não esteja totalmente paga, ela poderá ser usado para essa modalidade de crédito.

Para refinanciar um imóvel não quitado basta seguir os passos abaixo:

  1. Entre no site da FinanZero;
  2. Escolha o valor que deseja emprestado no simulador encontrado ao abrir o site, o valor pode ser escolhido ao movimentar a linha ou nos botões de (-) para diminuir ou no (+) para aumentar o valor;
  3. Após a escolha do valor clique em “Avançar”;
  4. Informe os dados pessoais que serão solicitados e aguarde as propostas serem enviadas;

Após seguir passos é possível receber até 10 ofertas pré-aprovadas de empréstimo. O cidadão pode comprar as opções e escolher a que desejar e que for mais vantajosa.

Qual a diferença entre hipoteca e Home Equity?

E então, restou mais alguma dúvida sobre como refinanciar um imóvel não quitado? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.