Entenda a importância do comprovante de renda para fazer empréstimos, financiamentos e até conseguir linhas diferenciadas de crédito

Comprovantes de renda são todos os documentos que podem ser usados para confirmar os rendimentos mensais ou anuais de uma pessoa.

Esse tipo de comprovação é solicitada em diversas finalidades, principalmente em requisições de crédito. Afinal, a partir dela, bancos e fintechs fazem a chamada análise de crédito. Essa etapa, de forma básica, entende o perfil do cliente e define taxas de juros, valores e prazos de pagamento.

A principal função da comprovação é garantir para instituições bancárias que o cliente tem como arcar com o compromisso de pagar suas dívidas. Além disso, determina se ele tem condições de pedir linhas de crédito em seu nome.

No mais, o comprovante também serve para garantir que o valor da parcela do crédito não comprometa mais de 30% do salário do cliente.

Veja abaixo as principais dúvidas sobre o comprovante de renda.

O que precisa para financiar um imóvel?

O que vale como comprovante de renda e como conseguir?

Qualquer pessoa pode conseguir a comprovação de renda, mesmo se ela não tiver um vínculo de emprego definido pelo CPT, por exemplo. No entanto, a forma varia de qual categoria você se encaixa.

Algumas situações são:

  • Aqueles que têm de carteira assinada: como são trabalhadores de renda fixa, apenas o holerite basta. Geralmente, são pedidos os comprovantes dos últimos três ou quatro meses;
  • Trabalhadores autônomos e MEI (microempreendedor individual): pró-labore, imposto de renda e extrato bancário resolvem. Na falta destes, os extratos bancários podem ajudar;
  • Quem trabalha de forma liberal: DECORE (Declaração Comprobatório de Percepção de Rendimentos), imposto de renda do último ano vigente e extratos bancários;
  • Trabalhadores informais: faturas de cartão de créditos e extratos bancários;
  • Aposentados e pensionistas: imposto de renda ou extrato do INSS.

Em todos esses casos, é necessário apresentar o documento – independente do saldo bancário. Afinal, mais do que quanto você tem, o credor quem entender quanto entra na sua conta todo mês.

Faça uma cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

O que é um comprovante de renda familiar?

O comprovante de renda familiar é a soma bruta do que ganha cada morador de uma mesma casa. Portanto, no cálculo são contados todos os ganhos recebidos por uma família que mora junta. Isso inclui:

  • Pensões;
  • Benefícios previdenciários;
  • Comissões;
  • Rendimentos de trabalho não assalariado.

Ou seja, qualquer ganho, seja ele via CLT, PJ, RPA, recibo ou depósitos diretos entram nesta conta.

Quem tem restrição no nome pode abrir MEI?

O comprovante de renda é determinante para um empréstimo?

Sim. O comprovante de renda é um fator determinante para um empréstimo. Afinal, ele indica o quanto você ganha todo mês. Portanto, ele define o quanto você pode gastar mensalmente com um crédito – no máximo, 30%.

Ou seja, o salário que você ganha é crucial para entender o seu perfil.

No entanto, ganhar muito ou pouco não lhe impede de conseguir um empréstimo. O que acontece, então, é que você deve estar atento ao seu salário mensal para pedir valores que condizem com a sua realidade.

Por isso, algumas dicas:

  • Entenda o valor que você precisa, mas nunca peça um valor cujas parcelas ficam acima de 30% do seu ganho;
  • Caso precise de mais, opte por prazos maiores;
  • Se ainda assim não couber em 30%, procure outros tipos de empréstimo, como refinanciamentos e empréstimo consignado.

Agora, se ainda assim você não conseguiu seu crédito, vale dizer que seu ganho mensal não é o único fator que afeta na análise. Seu score, o status do seu CPF e mais pontos do seu perfil também pesam nisto.

Neste post você entende, com mais explicação, por que seu empréstimo não foi aprovado.

Quais comprovantes de renda são necessários para os empréstimos com os parceiros da FinanZero?

Logo que o cliente fizer a simulação do empréstimo no nosso site, os nossos quase 50 parceiros irão pedir alguns documentos para seguir com a solicitação. Entre eles, o comprovante de renda.

Portanto, embora os mais comuns sejam o holerite, extrato bancário e imposto de renda, o dado que você vai entregar pode variar conforme a sua situação trabalhista. Por isso, mesmo se for MEI ou autônomo, não deixe de fazer a sua simulação.

Como atualizar os dados do auxílio emergencial?

Ficou com mais dúvidas?

Por fim, ficou com mais dúvidas sobre que documentos você pode usar como comprovante de renda? Então, comente. Afinal, estamos sempre à disposição para tudo o que você precisar 😉

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.