Algumas zonas e seções eleitorais estarão indisponíveis no dia das eleições. Por isso, é importante confirmar seu local de votação

Neste domingo, 15 de novembro, acontecem as eleições municipais para escolher prefeitos e vereadores que assumem os cargos por quatro anos a partir de 2021.

No entanto, antes de exercer seu direito de votar é importante consultar o local de votação. Isso porque neste ano a Justiça Eleitoral mudou algumas zonas e seções eleitorais por todo o Brasil por causa de:

  • pandemia do novo coronavírus;
  • obras;
  • locais que não existem mais;
  • falta de estrutura.

Por isso, o órgão alerta que é importante confirmar o local antes de sair de casa para evitar possíveis imprevistos e aglomerações desnecessárias.

Veja mais – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Locais para consulta

Para facilitar a consulta do local de votação, o Tribunal Superior Eleitoral liberou algumas opções para os eleitores. Por isso, é possível consultar em qualquer um dos quatro canais:

Site do Tribunal Superior Eleitoral

Uma das opções é o site do Tribunal Superior Eleitoral, para consultar basta:

  • acessar o site;
  • clicar na opção “serviços ao eleitor”;
  • selecionar a aba “local de votação”;
  • preencher dados como nome, nome da mãe e data de nascimento;
  • selecionar a opção “não sou um robô”,
  • por fim, clique em “consultar”.

Site do Tribunal Regional Eleitoral

Outra opção é o Tribunal Regional Eleitoral do seu Estado, para consultar, o procedimento é o mesmo do anterior:

  • acessar o site;
  • clicar na opção “serviços ao eleitor”;
  • selecionar a aba “local de votação”;
  • preencher dados como nome, nome da mãe e data de nascimento;
  • selecionar a opção “não sou um robô”,
  • por fim, clique em “consultar”.

Aplicativo e-Título

Outra opção é baixar o aplicativo e-título, disponível gratuitamente para iOS e Android. Para isso, basta:

  • baixar o aplicativo na loja do seu celular;
  • preencher seus dados pessoais como CPF ou título de eleitor, nome da mãe e data de nascimento.

WhatsApp

Além das opções anteriores, também é para checar o local de votação através de um assistente virtual do Tribunal Superior Eleitoral em parceria com o WhatsApp.

Para isso, basta:

  • chamar (61) 9637-1078 pelo WhatsApp;
  • iniciar a conversa a partir desta página.

Além disso, é preciso mandar uma mensagem de apresentação. Após isso virá uma resposta automática, basta responder “quero receber”.

Quando será o primeiro turno das Eleições 2020?

De acordo com o calendário das eleições, o primeiro turno acontece neste domingo, 15 de novembro. E, por conta da pandemia do novo coronavírus, o horário de votação foi ampliado.

Por isso, no domingo o horário de votação vai ser entre 7h e 17h. No entanto, entre 7h e 10h é preferencial para pessoas acima de 60 anos.

E o segundo turno?

Em cidades com mais de 200 mil habitantes pode acontecer um segundo turno. Por isso, alguns brasileiros terão que ir às urnas novamente, e para isso, a data oficial no calendário é dia 29 de novembro.

O que devo levar para a votação?

Para os dois turnos o eleitor deve levar:

  • título de eleitor;
  • documento com foto;
  • caneta;
  • máscara de proteção.

Leia também – Coronavírus: passo a passo das Eleições 2020

Como justificar o voto pela internet?

Todos os eleitores que não comparecerem na zona eleitoral no dia da eleição para votar precisam justificar a ausência.

No dia da eleição, o procedimento deve ser feito pelo aplicativo e-Título. No entanto, o serviço só vai estar disponível entre 7h e 17h. Além disso, quem precisar justificar a ausência depois da data da eleição pode fazer pelo site do Tribunal Regional do Estado da pessoa.

Mas, é importante lembrar, que o eleitor é obrigado a apresentar comprovantes do motivo de ausência. Por isso, os documentos devem ser anexados durante o procedimento.

Ficou com mais alguma dúvida sobre como verificar o seu local de votação? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.