O mercado imobiliário teve queda nesse ano, mas volta a crescer com a ajuda da taxa Selic

O mercado imobiliário começa a se recuperar agora das baixas causadas pela pandemia. De acordo com especialistas, o quadro atual é melhor que o da última recuperação, uma década atrás.

Esse ano, desde que começou a quarentena, os materiais de construção tiveram aumento de preço, o que também influenciou a queda no mercado.

Confira também o empréstimo com garantia de imóvel com as melhores condições!

Avanço no mercado

Especialistas ficaram surpresos com o crescimento de empresas do setor na bolsa de valores (B3) , após a paralização no primeiro semestre. Comparado ao mesmo período de 2019, por exemplo, o primeiro trimestre de 2020 teve crescimento de 56%.

Avaliando as 14 maiores empresas do mercado imobiliário na B3, elas registraram um avanço nas vendas de 45%. Com a ajuda dos juros baixos estimulando a compra e financiamento de imóveis.

Especialistas, entretanto, ainda alertam para o risco dos valores de materiais. Pois esse mercado teve grande alteração, devido a oferta e procura e a inflação.

Isso acontece pois com a quarenta veio a parada na produção e, em seguida, uma retomada brusca com a flexibilização. Assim sendo, muitos setores ficaram sem estoque, incluindo materiais de construção, o que afetou o mercado imobiliário.

Recebi aumento em 2020. Como fica o 13º?

Comprar imóveis em 2020

No ano de 2020 comprar um imóvel pode ter condições melhores, isso acontece por causa da taxa Selic. Com ela em baixa fica mais fácil realizar o sonho da casa própria, pois financiar fica mais acessível.

A taxa Selic está em 2%, o menor valor já registrado na história, além disso os imóveis estão com valores mais baixos. Então, juntando esses dois fatores, o momento é propício para isso, o que aquece o mercado imobiliário.

Entretanto, é importante avaliar se o momento é bom para abrir mão das suas reservas. Com a crise econômica e o desemprego em alta, o comprador deve ter certeza se pode comprometer tanto de sua renda fixa.

O que fazer com o desemprego em alta?

O que é taxa Selic?

A taxa Selic é uma taxa de juros básica do Brasil. ela é definida pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Ela é uma referência na economia brasileira para, por exemplo, financiamento e quanto rende uma aplicação, logo ela influencia no mercado imobiliário.

O Copom define a taxa Selic de acordo com o cenário econômico, no momento de crise a tendência é que a taxa fique mais baixa, dando mais poder de compra.

A Selic é um dos meios de controle da inflação, se a Selic sobe o Copom quer controlar a demanda. Com essa taxa baixa, um dos efeitos é bancos emprestarem menos para o governo, pois o retorno é baixo. Investimentos como renda fixa, por exemplo, tem um retorno menor.

Inflação 2020 deve ficar alta

E se você, por fim, tiver mais dúvidas sobre o assunto, é só comentar!

Você também pode ver mais dicas lá nas nossa redes sociais: @finanzero no Instagram; /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.