Usuários que tentam acessar a consulta do saldo no aplicativo FGTS encontram erro ao realizar login

Desde o último dia 29, a Caixa Econômica Federal (CEF) iniciou os pagamentos do saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Com um cronograma diferente para datas de débito em conta e de saques, o calendário difere quanto aos meses de nascimento dos trabalhadores.

Diferentemente da forma adotada em anos anteriores, na qual para empregados com conta ativa nos bancos públicos o recebimento era automático, em 2020, o pagamento é realizado exclusivamente pelo aplicativo Caixa TEM.

Assim, mesmo os correntistas do Banco do Brasil (BB) e da própria Caixa devem acessar a Poupança Social Digital do Caixa TEM para ter acesso ao valor do saque emergencial, que pode chegar a R$ 1.045,00.

O valor pode ser retirado de contas ativas ou inativas do fundo. Ou seja, do emprego atual ou dos valores acumulados de empregos anteriores. Basta que a pessoa possua até R$ 1.045,00 de saldo no FGTS para que possa fazer o saque emergencial.

A Poupança Social Digital do Caixa TEM também é o meio de recebimento de outros benefícios aprovados durante a pandemia do coronavírus, como o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) e o auxílio emergencial.

Veja também – Faça a cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

Preciso acessar o aplicativo FGTS para receber o saque emergencial?

Depende. Se o trabalhador foi aprovado e/ou recebeu o BEm ou o auxílio emergencial, não há a necessidade. Pois a Poupança Social Digital do Caixa TEM já está ativa, e o valor que o trabalhador tiver direito a receber do saque emergencial do FGTS cairá diretamente em tal poupança.

Contudo, se a pessoa nunca acessou o Caixa TEM e não foi aprovado para o recebimento de outro benefício pago na Poupança Social Digital, será necessário ativar esta última.

Isto é feito no aplicativo FGTS, seguindo os passos abaixo:

  • Baixe e instale o aplicativo FGTS da Caixa;
  • Caso seja o primeiro acesso, será necessário criar uma senha de acesso para o CPF;
  • Acesse a conta do FGTS;
  • Toque em “Saque emergencial”;
  • Preencha os dados pessoais solicitados;
  • Dê a permissão para a ativação da sua Poupança Social Digital;

Atenção! O login (usuário e senha) do site do FGTS difere do login do aplicativo. São duas contas paralelas.

Então, o empregado terá que baixar e instalar o Caixa TEM para receber o saque emergencial do FGTS, de acordo com o calendário da instituição federal com base nos meses de nascimento dos beneficiários.

Na etapa de acessar o app FGTS é que os trabalhadores têm tido problemas. Ao tentar fazer o login após criar a senha ou inseri-la, a mensagem “Não foi possível cadastrar o dispositivo” aparece na tela.

Veja também – O FGTS emergencial não caiu: foi adiado? Entenda

“Não foi possível cadastrar o dispositivo”

De acordo com a apuração da redação da FinanZero, que passou pela experiência do usuário no aplicativo, esta mensagem não significa um impedimento de se conectar à conta do FGTS no app. Basta que o trabalhador persista, informando os dados do login novamente, e em algum momento será possível acessar o fundo no aplicativo.

Não é necessária a troca de senha para fazer o acesso caso a mensagem apareça. Trata-se de um erro do sistema da Caixa, ou de conexão da internet do usuário. Estar com uma internet estável, seja por wi-fi ou por dados móveis é fundamental para conseguir entrar no app.

Caso mesmo assim não seja possível executar a ação, recomenda-se:

  • Atualizar o aplicativo FGTS (ou desinstalar e instalar novamente);
  • Limpar o cache e os dados do app (basta acessar as configurações do smartphone, selecionar “aplicativos” e então localizar e tocar no FGTS para encontrar essas funções);

Ficou com mais alguma dúvida sobre o FGTS emergencial? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.