Guardar dinheiro todo mês na poupança pode ou não ser a melhor opção pra você; veja onde você deve guardar seu dinheiro

Depois de um ano turbulento, muitos trabalhadores querem se preparar para o próximo. Sendo assim, surge a dúvida: onde guardar o dinheiro?

Muitos escolhem a conta poupança, mas nem sempre essa é a melhor opção.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Veja suas opções de onde guardar dinheiro

Além de saber quanto guardar você precisa saber onde, bem como a rentabilidade. Muitos escolhem a poupança que, apesar de ser muito segura, não tem rentabilidade que compense a inflação.

Caderneta da poupança: captação bate recorde em setembro

Veja abaixo algumas opções:

Como funciona o Tesouro Direto?

Nessa opção você pode guardar seu dinheiro com uma rentabilidade bem superior à da poupança, e é um investimento tão seguro quanto.

Pelo Tesouro Direto, você empresta dinheiro ao Governo Federal que irá, eventualmente, pagar dívidas e investir.

Aliás, para investir no tesouro direto basta ir na plataforma do Tesouro Direto e escolher uma opção.

  1. Tesouro Selic
    Com juros pós-fixados, ele irá pagar a taxa do dia de vencimento, o que é aconselhável para curto prazo;
  2. Tesouro pré-fixado
    Enquanto no primeiro caso você só sabe a taxa no momento de resgate, nesse você irá resgatar com a taxa de juros no momento da compra do título;
  3. Tesouro IPCA
    Nesse caso, é pago ao investidor uma taxa de juros fixa mais a variação da inflação medida pelo IPCA.

Logo, quanto à liquidez desses investimentos, é possível ter resgates de curto, médio e longo prazo. No entanto, é importante lembrar que resgates adiantados podem resultar em perda de rentabilidade.

Veja também: Como começar a investir? FinanZero responde

CDB: como investir?

O Certificado de Depósito Bancário é uma ótima opção para quem preza pela segurança ao guardar seu dinheiro, já que é um investimento de baixo risco. O CDB funciona da seguinte forma: você empresta seu dinheiro para a empresa, que irá pagar em um prazo.

Assim como o CDB com prazo existe o com liquidez diária. Nesse caso, você pode retirar seu dinheiro a qualquer momento, uma ótima opção para fundo de emergência.

Entretanto, os CDBs com um prazo de liquidez têm maior rentabilidade.

O que é Certificado de Depósito Bancário?

Previdência Privada é guardar dinheiro?

Ao ouvir Previdência Privada muitos pensam que é uma forma de aposentadoria e não veem como investimento. Porém, essa é uma opção para quem pensa em guardar dinheiro a logo prazo.

Existem duas modalidades de previdência privada:

  1. PGBL
    O Programa Gerador de Benefício Livre (PGBL) tem cobrança do imposto de renda ao final, sobre o valor total. É a melhor opção para quem faz declaração completa do IR;
  2. VGBL
    Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) é mais vantajoso para os que utilizam o modelo simplificado do imposto de renda. Aqui o imposto incide somente sobre rendimento.

Enfim, os que escolherem essa opção precisam ter em mente que a taxa de administração é alta e existem opções com rentabilidade melhor.

Confira cursos online gratuitos de finanças pessoais e investimentos

Fundo de Investimento: o que é?

O Fundo de Investimento é uma forma segura de guardar dinheiro e investir. Nesse caso, você aplica seu dinheiro e gestores do fundo aplicam essa quantia.

É uma opção segura e, além disso, poupa dores de cabeça, mas essa comodidade tem um preço: taxa de administração.

Em resumo, quanto maior o banco maior a taxa. Grandes bancos cobram em torno de 2% a 4% a.a., o que muitas vezes resulta em um rendimento menor que o da poupança.

A cobrança do IR é semestral, de 15% para longa duração e 20% para curta duração. Além disso existe a cobrança de resgates feitos antes de dois anos e saques antes de um mês pagam IOF.

Ainda assim ficou com dúvida? Confira o que é e os tipos de fundo de investimento

Ainda tem dúvidas sobre onde investir? Pergunte nos comentários!

Não esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram; FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.