O nome refinanciamento pode confundir, mas é uma forma de renovar o empréstimo consignado

O refinanciamento, que também pode ser chamado de renovação do empréstimo consignado é uma opção para quem precisa poupar grana e precisa de dinheiro rápido.

Essa modalidade nada mais é do que a forma de conseguir um empréstimo por meio do crédito que já está em aberto no seu nome. Isso sem a necessidade de assumir uma nova parcela.

Com isso, essa é uma alternativa para aquelas pessoas que já quitaram parte do contrato consignado e que precisam de novo crédito. Logo não pra todo mundo por causa dessa regra. Além de que a pessoa tem que pedir o crédito no mesmo banco ou financeira do primeiro acordo.

Como funciona o refinanciamento de empréstimo consignado?

A quitação parcial das prestações do empréstimo consignado dá a opção ao consumidor de conseguir pedir um refinanciamento de empréstimo consignado. Assim, o contrato é alterado e você sai com mais dinheiro, pagando o mesmo valor todos os meses até quitar o débito.

Como assim?

Veja só o exemplo:

Um empréstimo com 48 parcelas a pagar, pode ser refinanciado no prazo original de 72 parcelas. O banco irá abater a dívida, e assim libera a diferença (troco) para o consumidor.

O refinanciamento do crédito consignado, também chamado de “refin consignado”, regido pela Lei nº 10.820/2003.

Como fazer o refinanciamento de empréstimo consignado?

O refinanciamento é a renegociação da dívida no mesmo banco, voltando ao prazo original. Dessa forma, essa operação quita o consignado atual e começa um novo contrato, dando mais dinheiro.

Para refinanciar o contrato, é preciso estar com parte das parcelas pagas (cerca de 15%-30% das parcelas).

A medida que as parcelas são pagas, o saldo devedor vai reduzindo e o limite vai se tornando maior.

Contudo, ao refinanciar o contrato, o saldo devedor atual é quitado e a diferença é liberada como novo saldo, em conta.

Quero refinanciar meu consignado. Como vai ser?

  • Valor do crédito inicial é de: R$5.000,00.
  • Porém o saldo devedor atual tá em apenas R$ 3.500,00
  • E, além disso o prazo do contrato é de 60 meses;
  • Sendo assim, o número de parcelas quitadas são de 20 parcelas;
  • Ao refinanciar o empréstimo no valor de R$5.000 o banco quita as 40 prestações restantes, libera um novo empréstimo de 60 meses e o consumidor fica com a diferença de R$1.500.

O troco é liberado na conta indicada, no prazo de 2 à 5 dias úteis, em média. Mas isso depende da instituição financeira.

Quantas parcelas tenho que ter pago?

è claro que quanto mais parcelas tiverem sido pagas, maior o valor (limite) liberado. Porém não há uma estipulação limite. Os valores liberados sempre serão proporcionais ao que já foi pago do empréstimo atual e pronto.

Contudo, há bancos podem estabelecer um troco mínimo, ou seja, valor mínimo para realização da transação.

Caixa empréstimo MEI: qual é o ideal para você?

Quando o refinanciamento pode ser feito?

O refinanciamento pode ser feito pelas categorias beneficiadas pelo crédito consignado:

  • Aposentados;
  • Pensionistas;
  • Servidores Públicos;
  • Militares das Forças Armadas;
  • Trabalhadores de empresas privadas.

O prazo máximo do refinanciamento é o mesmo do contrato consignado, sendo 72 meses para quem é da área de benefícios do INSS, 96 meses para Servidores e 60 meses para Militares.

E, ainda para refinanciar o contrato do empréstimo consignado, o consumidor pode procurar o próprio banco do qual é cliente ou realizar uma simulação online, para avaliar os prazos e valores.

A proposta será vista de novo pelo banco e averbada.

Além disso, como crédito consignado é debitado de forma automática do contracheque ou benefício INSS, o consumidor não precisa se preocupar em pagar boletos ou faturas.

O valor das parcelas, grande parte das vezes fica o mesmo, mas dependendo do número de parcelas pagas, também dá pra conseguir uma taxa de juros menor.

Com isso, é possível ter uma parcela menor, liberando também margem consignável.

Quais contratos podem ser refinanciados?

Na prática, qualquer contrato de crédito consignado pode ser refinanciado, desde que tenha sido pago uma parte.

Pois hoje a maioria dos bancos já atende a esse tipo de operação e têm convênio com o INSS e SIAPE.

Assim, todos dentro dos critérios tão aptos a um novo crédito sem reavaliação.

Em alguns bancos é possível, refinanciar mais de um contrato em um novo contrato. Só que aí o prazo médio para conclusão da transação é de 3-5 dias úteis.

Saiba mais em – Empréstimo com garantia de celular: o que é e como pedir?

Quando fazer um refinanciamento de empréstimo consignado?

O refinanciamento é bom para quem tem um orçamento financeiro já comprometido, mas não deseja pagar mais uma parcela ou já tem a sua margem consignável utilizada.

Entre algumas das vantagens dessa operação o consumidor pode encontrar e se identificar com:

  • Ter o mesmo valor da parcela;
  • Consegui a redução da taxa de juros;
  • Liberar dinheiro (troco);
  • Sem consulta aos birôs de crédito.
  • Refinanciamento com margem negativa.

Qual a diferença entre refinanciamento da dívida e portabilidade de crédito?

Não são a mesma coisa!

Pois, tanto o refinanciamento, quanto a portabilidade de crédito atendem a diferentes tipos de necessidades. Saiba mais!

O refinanciamento de crédito é a renovação do crédito (contrato) com o mesmo banco.

Contudo, a portabilidade de crédito: transferência do empréstimo consignado (contrato) para outro banco.

No Refin, ainda, tem a vantagem de ser o mesmo banco para a operação completa.

E, na portabilidade de crédito é preciso ter um novo banco.

Condições contratuais que podem ser alteradas?

  • Refinanciamento de crédito: taxas de juros e prazos
  • Portabilidade de crédito: taxas de juros

Valor para pagar no mês

  • Refinanciamento de crédito: pode manter ou reduzir (em função da redução da taxa de juros);
  • Portabilidade de crédito: Reduz as vezes (em função da redução da taxa de juros).

Tem troco?

  • Refinanciamento de crédito: Sim.
  • Portabilidade de crédito: Não.

Prazo de toda a operação. Como é?

  • Refinanciamento de crédito: Na média de 15%-30% das parcelas quitadas;
  • Portabilidade de crédito: não importa o momento do contrato (exceto contratos de leasing onde é preciso respeitar o prazo mínimo).

Saiba mais em – Empréstimo na conta de luz: o que é e como pedir?

Valor a ser taxado dessa nova transação

  • Refinanciamento de crédito: Isento para o cliente;
  • Portabilidade de crédito: Isento em alguns casos (exceto despesas de cartório, de avaliação do bem objeto da garantia e eventuais decorrências legais. Alguns bancos também podem cobrar tarifa para abertura de crédito).

Tem cobrança de IOF no refinanciamento de empréstimo consignado?

Sim! Mas são diluídas nas parcelas.

Tem cobrança de IOF no portabilidade de crédito?

Não!

A portabilidade de crédito tem regras mais flexíveis, no entanto, o refin tem prazos operacionais menores e é uma opção mais rápida. Sendo assim, pra quem precisa de dinheiro novamente.

Assim, os dois principais cuidados na hora de decidir refinanciar a dívida ou portar o crédito são:

Comparação: sempre compare as operações para avaliar o Custo Efetivo Total (e não somente a taxa de juros);
Prazos: considere todos os prazos da operação e verifique se atendem a necessidade;
Seguindo esses passos você consegue seu novo contrato. E melhor: ainda fazer um bom negócio, com uma boa economia.

Quer fazer um empréstimo pessoal?

A FinanZero pode te ajudar! Pois, contamos com mais de 30 parceiros que oferecem propostas rápidas de acordo com o seu perfil!

O empréstimo pessoal é uma linha de crédito rápida.

Quem pode pedir?

  • pensionistas do INSS;
  • assalariados contratuais;
  • assalariados em regime de Consolidação das Leis de Trabalho (CLT);
  • aposentados;
  • negativados;
  • autônomos;
  • trabalhadores informais.

Essa concessão de crédito funciona como uma ajuda financeira para quem precisa de um fôlego para terminar o mês ou de uma ajuda para conseguir chegar a algum objetivo. Com isso, o empréstimo pessoal não precisa ser justificado para a instituição financeira que conceder o valor, o usuário tem total de liberdade de utilizar o montante como preferir.

Certamente vantagens deste auxílio financeiro são muitas:

  • rapidez e facilidade em solicitar;
  • o pedido pode ser feito totalmente online pelo site da FinanZero;
  • em alguns casos as taxas de juros são menores que o rotativo do cartão de crédito e o cheque especial;
  • o cliente escolhe em quantas vezes quer pagar o empréstimo e qual o valor deseja solicitar.

Faça uma simulação de refinanciamento de veículos e receba até 10 ofertas pré-aprovadas

E aí, além disso, com mais alguma dúvida sobre o empréstimo consignado e seu refinanciamento? Deixe aqui pra gente, e não se esqueça de seguir nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.