Negociar dívidas: como sair do vermelho, o que pagar primeiro, como acabar com as dívidas, como se planejar e como negociar as pendencias financeiras

negociar-dividas-deal-image

Segundo uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), cerca de 72,9% das famílias brasileiras estavam endividadas no mês de agosto. O dado revela o quanto esse tema é relevante para grande parte da população brasileira.

Além disso, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a taxa de desemprego se encontra em 11,7%. Dessa forma, com parte da população desempregada o número de endividados pode aumentar significativamente. Abaixo estão as principais questões sobre o assunto, principalmente pensando em dicas de como sair do vermelho e negociar as dívidas existentes.

Como recuperar a senha do aplicativo FGTS

O que devo fazer para sair do vermelho e negociar as dívidas?

” Sair do vermelho” é uma expressão utilizada para indicar problemas financeiros, que podem estar relacionados a situações de nome negativado ou muitas dívidas a serem pagas. Em ambas as situações o cidadão pode fazer uso de algumas dicas para resolver o problema e diminuir as dívidas existentes.

Nome negativado é uma condição para os cidadãos que possuem dívidas pendentes que não foram pagas no período determinado pelo estabelecimento. Dessa forma, compras de serviço ou produtos em que o pagamento não foi realizado em até 30 dias podem ser o motivo da negativação do cliente. Essa condição possui algumas consequências, como:

  • Problemas em realizar compras a prazo;
  • Dificuldade para abrir contas em banco;
  • Impedimento de adquirir cartões de crédito;
  • Condições específicas em operações financeiras, como empréstimos e financiamentos;

Por isso, buscar limpar o nome, ou seja pagar as dívidas pendentes, pode ser vantajoso para adquirir serviços e produtos financeiros. Para isso o cidadão pode optar por algumas dicas, são elas:

  • Faça um planejamento financeiro;
  • Busque formas de conseguir uma renda extra;
  • Guarde determinadas quantias por mês;
  • Não faça mais dívidas até pagar as pendentes;
  • Proponha acordos para negociar a dívida;

O que pagar primeiro para sair do vermelho?

A primeira coisa a se pagar pode ser uma dúvida entre os cidadãos que se encontram com dívidas em aberto, contudo, essa decisão depende da situação financeira de cada indivíduo. Isso porque, cada pessoa apresenta dívidas com valores diferentes e ainda finanças pessoais distintas.

Começar pela dívida mais antiga pode ser um caminho a se seguir, já que quanto mais tempo a dívida fica em aberto mais juros são acumulados e consequentemente maior o valor cobrado. Mas, o recomendado é que cada indivíduo analise a situação vivida e faça um planejamento financeiro para definir os caminhos que deverão ser seguidos, adaptando as opções à sua realidade.

Como tirar o extrato da conta Neon?

Como acabar com as dívidas rápido?

O objetivo de pagar todas as dívidas que estão pendentes de forma rápida faz parte da grande parte da população que se encontra diante das situações comentadas. Porém, a rapidez com que as dívidas são pagas depende de uma série de fatores, não existindo uma fórmula que funcione para todos os cidadãos.

Dessa maneira, o cidadão pode utilizar as dicas comentadas no primeiro tópico para pagar suas dívidas de forma rápida mas adaptando a sua realidade para que elas sejam eficientes. Então, guardar dinheiro ou buscar por uma renda extra podem ser boas estratégias para o pagamento rápido das dívidas.

Como fazer um planejamento financeiro para negociar dívidas?

Um planejamento financeiro é um guia que pode ser utilizado para entender e analisar a situação das finanças do indivíduo. Assim, por meio dele é possível definir as maneiras de como sair do vermelho e quitar de vez as dívidas existentes.

Para fazer um planejamento financeiro o cidadão pode anotar os gastos e ganhos mensais, semanais ou anuais, conforme desejar. As dívidas pendentes também devem ser indicadas com os respectivos valores, assim será possível analisar o quanto o cidadão precisa guardar para pagar o que deve.

Então, após anotar todas as informações necessárias, o indivíduo pode definir as metas para quitar o que deseja. Por exemplo:

  • Se o indivíduo possui uma dívida de R$600 reais, ele pode guardar uma quantia de R$100 reais por 6 meses para quitá-la.

O planejamento financeiro deve ser adaptável para cada realidade, pois assim será eficaz e fácil de ser seguido.

Como negociar dívidas?

Propor uma negociação de dívidas pode ser uma opção para os cidadãos que desejam sair do vermelho ou diminuir o número de dívidas pendentes. Com um novo acordo será possível quitar as dívidas por um novo valor e com novas condições, no geral, mais favoráveis tanto para a instituição quanto para o cidadão devedor. Abaixo estão algumas dicas de como negociar as dívidas em aberto:

Tenha paciência

O processo de negociação das dívidas pode ser demorado por depender de fatores distintos, como a renda do indivíduo e o valor que está sendo cobrado. Por isso, não é um processo rápido e previsível e demanda paciência do endividado.

Se planeje

O planejamento para negociar as dívidas pode contribuir para as condições que serão propostas pela instituição. O cidadão deve ter consciência sobre o seu dinheiro, pensando no que pode ou não pagar, nas taxas de juros e demais questões que envolvem a negociação. Com o planejamento é possível dar propostas e negociar de forma mais assertiva, já que o indivíduo sabe exatamente o que pode ou não ser aceito.

Converse com o seu banco

As negociações são feitas diretamente com a instituição financeira, os acordos são propostos pensando em condições favoráveis para o banco e o endividado. Então, conversar pessoalmente e propor novas condições pode contribuir para receber a oferta desejada.

Busque outras alternativas

Em alguns casos é preciso buscar por alternativas que se adequem à situação vivida. No caso das dívidas, o cidadão pode optar por pedidos de empréstimo que consistem na liberação de determinado valor para o pagamento das dívidas em aberto. Essa decisão deve ser analisada com calma, já que os pedidos de crédito possuem taxas de juros e outras condições que serão impostas pela instituição financeira credora.

Como saber se o FGTS está liberado após demissão?

E então, restou mais alguma dúvida sobre como negociar as dívidas? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.