Empréstimo FGTS: confira a seguir as principais informações sobre a modalidade de crédito e como solicitá-la de forma simples

O saque-aniversário é uma opção de saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e consiste na retirada do valor disponível uma vez por ano, no mês do aniversário do solicitante e nos dois meses seguintes. Os cidadãos que utilizam essa modalidade podem antecipar o seu benefício, ação que define o empréstimo do FGTS.

Segundo dados da Caixa Econômica, mais de 9,7 milhões de pessoas optaram pelo saque-aniversário desde outubro de 2019. Com isso, parte da população poderá pedir a nova modalidade de empréstimo e com isso surgem algumas dúvidas sobre o tema, essas questões serão tratadas a seguir.

Qual é o valor mínimo para antecipar o saque-aniversário?

empréstimo FGTS

Como usar o FGTS para fazer empréstimo?

Também conhecido como antecipação do saque-aniversário, a modalidade de empréstimo do FGTS consiste em utilizar o benefício para adquiri um valor desejado. A opção de crédito garante que um determinado número de parcelas sejam antecipadas do benefício retirado uma vez ao ano.

Para que o cidadão possa ter acesso a essa opção ele deve solicitar o saque aniversário, caso ainda não utilize a forma de pagamento, por meio do aplicativo FGTS, site, ou agências. Após isso, será possível entrar em contato com os bancos que oferecem o empréstimo do FGTS e solicitar sua simulação.

Qual banco faz empréstimo com FGTS?

Dentre os bancos que fazem a modalidade de crédito, podemos citar:

  • Banco do Brasil;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Itaú Unibanco;
  • C6 Consignado;
  • Banco PAN;
  • BMG;

É válido mencionar que cada banco apresenta suas condições e ofertas aos seus clientes, assim como em demais opções de empréstimos. Com isso, o solicitante pode simular em mais de uma instituição financeira para que encontre a melhor oferta disponível.

É possível cadastrar a mesma chave Pix em bancos diferentes?

Quem fez empréstimo do FGTS recebe a multa rescisória?

A multa rescisória é paga aos trabalhadores demitidos sem justa causa ou por demissões consensuais, no valor de 40% sobre o total encontrado na conta do FGTS. Dessa forma, a empresa é obrigada a pagar a quantia ao ex-funcionário quando ele possui o direito.

Os cidadãos que optaram pelo saque-aniversário ainda recebem os benefícios pagos pelo Governo. Contudo, se foi feito o empréstimo do FGTS o cidadão pode utilizá-lo para pagar o empréstimo ou mantê-lo em sua conta.

Peça já o seu empréstimo FGTS com garantia do saque-aniversário com a FinanZero!

Quanto tempo cai o empréstimo FGTS?

De acordo com a Caixa Econômica, o cidadão que optar pela modalidade de crédito, na instituição, poderá receber o valor desejado em até 24 horas. Porém, cada banco que oferece a antecipação do saque pode contar com diferentes condições de funcionamento. Por isso, o tempo de demora para cair a quantia solicitada pode variar de instituição para instituição.

Da mesma forma, a conta do FGTS do solicitante volta a ser liberada pelo banco 7 dias após o pagamento total do empréstimo. Contudo, esse período de tempo também varia de acordo com as instituições credoras da antecipação do saque-aniversário.

Qual o melhor banco para fazer empréstimo para aposentado?

Como é pago o empréstimo do FGTS?

Conforme mencionado, o empréstimo do saque-aniversário só pode ser solicitado por trabalhadores que utilizam a modalidade de saque e esse pré-requisito é relacionado a forma como o crédito é pago. Ao solicitar a antecipação do saque-aniversário, o banco credor recebe as parcelas do FGTS e as utiliza como forma de pagamento.

Dessa forma, a instituição financeira passa a ter o acesso a conta do cidadão, que por sua vez tem seu acesso bloqueado. Essa situação permanece até que as parcelas do empréstimo sejam totalmente pagas, conforme o benefício é depositado na conta do solicitante.

Se eu for demitido, o que acontece com o empréstimo do FGTS?

Em casos de demissão o indivíduo para de receber o benefício FGTS e com isso o banco não pode mais descontar o valor do empréstimo. Então, é preciso encontrar uma nova maneira de pagar o valor adquirido pelo solicitante da modalidade.

É possível que o indivíduo pague pelas parcelas do crédito por meio de boletos, débito em sua conta pessoal ou demais formas de pagamento. Essa é uma questão que será resolvida com a instituição financeira e por meio de acordos a melhor opção para ambas as partes pode ser encontrada.

Quanto custa uma empregada doméstica com carteira assinada?

E então, restou mais alguma dúvida sobre como fica o empréstimo FGTS em casos de demissão? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.