Ao contrário do que muitos pensam, o refinanciamento de veículo não é voltado somente para a aquisição de um automóvel

Também conhecido como empréstimo com garantia de veículo ou auto equity, o refinanciamento de automóveis é uma linha de crédito que diverge do financiamento tradicional.

Enquanto no financiamento a linha de crédito aberta tem a finalidade de aquisição de um veículo por parte do cliente, no refinanciamento o dinheiro pode ser utilizado para qualquer finalidade: seja ela uma aquisição, um investimento, o pagamento de uma dívida ou a realização de um sonho.

Assim, o refinanciamento de veículo é uma linha de crédito versátil, intermediária entre o empréstimo com garantia de imóvel e o empréstimo pessoal. Afinal:

  1. É voltada para quem busca valores mais altos, na comparação com o empréstimo pessoal, mas não tão altos quanto aqueles buscados por quem solicita refinanciamento de imóvel;
  2. E quanto à taxa de juros, costuma possuir taxas de juros mais baixas que o empréstimo pessoal, mas não tão baixos quanto aqueles encontrados nos refinanciamentos imobiliários;

O que é empréstimo com garantia de veículo?

O empréstimo com garantia de veículo, também chamado de refinanciamento de veículo ou auto equity, é uma modalidade de crédito na qual um automóvel é utilizado como garantia do empréstimo.

Ou seja, em oposição ao crédito pessoal, o refinanciamento de veículo demanda que o tomador de crédito ofereça uma garantia de pagamento. Entretanto, também na contramão do crédito pessoal, as taxas de juros nessa linha de crédito tendem a ser mais baixas.

O que é empréstimo com garantia de veículo?

Como funciona o refinanciamento de veículo?

O refinanciamento de veículo é uma modalidade de crédito que se dá por meio de um contrato de alienação fiduciária. Em tal contratação, o veículo passa a ser da instituição financeira de maneira “indireta”. Ao passo que o dono “direto” do automóvel continua a ser o tomador de crédito. Ou seja, é esse último quem usufrui do bem.

O que é necessário para refinanciar o veículo?

São necessários para que o solicitante possa refinanciar o veículo:

  • Ser maior de 18 anos;
  • Ter conta bancária, todas as contas são válidas com exceção da conta salário;
  • Apresentar a declaração do Imposto de Renda (já é válida como comprovante de renda);
  • Possuir um imóvel em seu nome;

Quanto posso pedir no refinanciamento de veículo?

Para calcular o valor máximo que pode ser solicitado com chance de aprovação pelos parceiros da FinanZero, basta que o consumidor leve em consideração no cálculo:

  1. As parcelas do empréstimo não poderão ultrapassar 30% da renda do cliente;
  2. A quantia máxima que pode ser aprovada corresponde a 80% do valor do imóvel (dependendo do parceiro da FinanZero). Caso o veículo não esteja quitado, o cálculo é alterado, e a quantia máxima que pode ser aprovada será de até 50% do valor que já foi quitado no financiamento;

Quais veículos podem ser refinanciados?

Os veículos que podem ser refinanciados, dependendo de financeira para financeira, são:

  1. Veículos leves: automóvel, utilitário, motocicleta, caminhonete, dentre outros;
  2. Veículos pesados: caminhões, tratores, caminhões-tratores, dentre outros;
  3. E veículos marítimos: algumas financeiras concedem empréstimo com garantia de veículo marítimo, como barcos e lanchas;

Como pedir empréstimo com garantia de moto?

Como fazer o pedido de refinanciamento de veículo com a FinanZero?

Para fazer o pedido de refinanciamento de veículo com a FinanZero é simples:

  1. Acessar o site da FinanZero;
  2. Escolher o valor desejado;
  3. Escolher a quantidade de parcelas desejada;
  4. Clicar em avançar;
  5. Informar os dados pessoais solicitados;

O veículo precisa estar quitado para refinanciar?

Não. Algumas parceiras da FinanZero realizam o refinanciamento de veículo não quitado. Entretanto, existe um percentual mínimo de quitação do financiamento que é utilizado como requisito. Em geral, esse percentual se inicia em pelo menos 50% do financiamento pago.

isso significa que caso o consumidor queira fazer um empréstimo com garantia de veículo, o mesmo deverá ter pago pelo menos metade do valor total do imóvel financiado.

Quantas vezes posso refinanciar o mesmo veículo?

É possível refinanciar o mesmo veículo diversas vezes. Contudo, não é possível ter mais de um refinanciamento em vigor utilizando o mesmo veículo como garantia. Ou seja, para iniciar um novo empréstimo com garantia de veículo, é necessário que o cliente tenha quitado as parcelas do primeiro crédito contratado.

Posso vender um carro que está refinanciado?

É possível vender um carro que está refinanciado, porém, é necessário que a instituição financeira, com a qual foi estabelecido o contrato de alienação fiduciária, dê aval para a venda. Assim, a financeira terá que “autorizar” a comercialização do bem.

No refinanciamento de veículo, o carro passa a ser do banco?

De forma indireta, sim. Mas o dono direto continua a ser o tomador de crédito, que ainda poderá usufruir do veículo.

Quais são os documentos necessários para fechar o contrato do refinanciamento de veículo?

Os documentos necessários para fechar o contrato do refinanciamento de veículo ou empréstimo com garantia de veículo são:

  1. Conta bancária (onde será depositado o valor do empréstimo);
  2. Cópia do comprovante de renda fixa (holerite, extrato bancário, imposto de renda ou pro-labore).
  3. Cópia do comprovante de residência (no nome do titular do pedido);
  4. Cópia do Registro Geral (RG) e da Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  5. Selfie com documento de identidade;
  6. Cópia do Certificado de Registro do Veículo (CRV);
  7. Certificado de Registro e Licenciamento de carros (CRLV);
  8. Documento Único de Transferência (DUT) do veículo.

Contudo, é importante confirmar com a instituição financeira parceira da FinanZero quais são os documentos necessários para a continuidade do processo.

Posso perder meu veículo se eu atrasar a parcela do empréstimo com garantia?

Sim. Existe a possibilidade do cliente perder o veículo, mas somente caso as parcelas do empréstimo com garantia sofram atraso no pagamento. Entretanto, vale ressaltar que para a financeira não é um benefício que o cliente se torne inadimplente e o bem seja tomado.

Afinal, nesses casos, os bancos colocam os imóveis tomados em leilão, onde são vendidos a preços baixos (visto que as financeiras priorizam a liquidez). Assim, não é vantajoso e é um processo burocrático para as empresas a tomada de bens de devedores. Para ambas as partes, o ideal é que o cliente pague as suas parcelas em dia.

Por que meu refinanciamento de veículo foi recusado?

Diversos fatores podem desencadear a recusa do pedido de refinanciamento de veículo. A maioria desses fatores são ligados à falta de clareza durante a contratação do refinanciamento de veículo.

Em oposição ao crédito pessoal, o empréstimo com garantia de veículo demanda que uma vistoria do veículo seja feita. Assim, existem custos envolvidos nessa etapa, que são de inteira responsabilidade do consumidor.

Dessa forma, muitos pedidos são recusados por:

  • Falta de documentação pessoal;
  • Falta de documentação do veículo;
  • Falta de vistoria e continuidade do processo;

Apesar do processo ser mais minucioso na contratação deste empréstimo, as taxas de juros do mesmo são menores na comparação com o crédito pessoal.

Outra razão que leva à reprovação dos pedidos de empréstimos é a regra dos 30%: conforme o BC, a parcela de um empréstimo não pode ultrapassar 30% da renda de um consumidor. Se a pessoa já tiver um financiamento em seu nome, a parcela do empréstimo solicitado somada à parcela do financiamento já em andamento não podem ultrapassar 30% da renda juntas.

Por que meu refinanciamento de veículo foi recusado?

Existe pagamento antecipado no refinanciamento de veículo?

Podem existir custos de emissão de documentação ou referentes à vistoria do veículo, serviços terceirizados e governamentais (independentes das instituições financeiras).

Contudo, a redação da FinanZero alerta que não existem cobranças antecipadas para liberação do crédito em detrimento de qualquer outro motivo. Estelionatários que aplicam golpes financeiros costumam utilizar os seguintes termos ao pedir os depósitos antecipados:

  • “Taxa de avalista”;
  • “Tarifa pelo score baixo”;
  • “Taxa antecipada de contratação do seguro do crédito”;
  • “Depósito de liberação”;
  • “Depósito antecipado”;
  • “Juros antecipados.

Esse tipo de cobrança é ilegal no País, conforme normas do BC, e pessoas com CPF negativado não precisam pagar nada antecipado por estarem com o nome sujo.

É possível refinanciar o veículo com o nome sujo?

Sim. Pessoas com nome negativado, ou o famoso “nome sujo”, também podem vir a ser aprovadas no empréstimo com garantia de imóvel. Todavia, tal aprovação depende da análise de crédito feita pelas instituições financeiras.

A análise de crédito levará em consideração diversos critérios do perfil do consumidor, com o objetivo de entender qual o risco de inadimplência do mesmo (qual o risco do cliente deixar de pagar as parcelas):

  • Idade;
  • Gênero;
  • Nível de instrução;
  • Profissão;
  • Quantidade de dependentes;
  • Renda;
  • Histórico de residência;
  • Bens imóveis;
  • Quantidade de veículos, quitados ou não;
  • Cartões de crédito;
  • Histórico de pagamento;

Ficou com mais alguma dúvida sobre o empréstimo com garantia de veículo? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.