FinanzeroBlogBenefícios do Governo

Quem tem direito ao FGTS?

Quem tem direito ao FGTS?

Compartilhe esse post:

Direito ao FGTS: saiba quem pode sacar o dinheiro das contas do fundo e em quais situações isso pode acontecer.

Todo trabalhador brasileiro com carteira assinada conta com alguns benefícios, garantidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um desses e pode ser considerado como uma segurança em casos de demissão sem justa causa.

Além dos profissionais registrados, outras categorias têm direito ao FGTS. São elas: trabalhadores rurais, atletas, trabalhadores avulsos, temporários, safreiros, intermitentes e empregados domésticos.

Nesse artigo, falaremos mais sobre o FGTS e como ele funciona. Acompanhe:

Dia Nacional do Turismo: como um empréstimo pessoal pode ajudar você a conhecer o Brasil

Empregados domésticos têm direito ao FGTS?

Sim. Os trabalhadores de serviços domésticos tiveram esse direito conquistado ainda em 2013. Assim, eles têm direito ao FGTS em caso de demissão sem justa cauda, entre outras razões.

O benefício está assegurado por meio do parágrafo único do artigo 7º da Constituição Federal de 1988. Ele foi modificado há 10 anos para que essa categoria pudesse ser beneficiada.

Posso sair do imóvel antes do fim do contrato de aluguel?

Como saber se tenho direito ao FGTS?

Como citamos, todos os profissionais formais e com contrato regido pela CLT têm direito ao FGTS.

Para saber se tem saldo a receber, basta que o trabalhador faça a consulta pelo site do FGTS ou por meio do aplicativo. Vale ressaltar que o app é gratuito e pode ser encontrado na Google Play Store (Android) ou Apple Store (iOS).

Com o acesso online, o usuário não precisa de atendimento presencial. Afinal de contas, pelo aplicativo é possível consultar o saldo, alterar informações de cadastro, além de fazer o pedido de saque.

Veja o passo a passo de como saber o saldo disponível:

  1. Baixe o aplicativo ou acesse o site e faça seu cadastro;
  2. Em seguida, realize o login com o CPF e a senha cadastrada;
  3. Na tela seguinte, clique em “Meus saques” e veja o saldo da conta;
  4. Caso queira sacar, selecione o motivo e veja se há a possibilidade e quais são os requisitos.

Não consigo acessar o sistema do IRPF com o banco, o que fazer?

Quando posso sacar o valor do FGTS?

O valor do FGTS pode ser sacado, primordialmente, quando o trabalhador é demitido sem que haja justa causa. O dinheiro pode ser sacado em até 5 dias úteis após o desligamento.

Caso seja feito um acordo entre o empregador e o funcionário, a retirara do saldo também acontece até o 5º dia útil. Mas além desse motivo, outras situações permitem que o trabalhador faça a retirada do saldo do seu FGTS. Veja quais:

  • fim de contrato por prazo determinado;
  • rescisão do contrato por extinção da empresa,
  • rescisão de contrato por suspensão de parte das atividades da empresa ou fechamento de algum estabelecimento ou filial;
  • rescisão do contrato por força maior;
  • aposentadoria;
  • morte do trabalhador;
  • para aquisição de moradia própria por meio de financiamento ou pagamento à vista;
  • para liquidação ou amortização de alguma dívida relacionada a financiamentos imobiliários;

Também é possível sacar o dinheiro do FGTS em situações mais específicas, como o saque-calamidade, saque-aniversário e saque extraordinário.

Declarei o imposto de renda, mas não paguei o DARF: o que acontece?

Quem tem direito ao FGTS em casos específicos?

Veja quais são as outras formas de ter direito ao FGTS:

Saque-calamidade

O saque-calamidade é disponibilizado para trabalhadores que residam em áreas que tenham passado por alguma situação grave decorrente de desastre natural.

Normalmente o valor é liberado pela prefeitura do município em questão. Após a liberação, o trabalhador pode utilizar o site ou aplicativo para saber se tem direito ao FGTS.

Em alguns casos, o município disponibiliza um atendimento móvel para auxiliar a população mais vulnerável. Além disso, é possível fazer o pedido diretamente em uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF).

Saque-aniversário

Essa é uma modalidade em que o trabalhador pode fazer um saque sempre no mês do seu aniversário. O saque-aniversário é uma alternativa ao saque-rescisão, assim, quem opta por ela, não pode retirar o saldo do FGTS caso seja demitido.

Uma vez ao ano, no mês de seu aniversário, o trabalhador tem acesso a um valor específico para saque. O dinheiro é liberado no primeiro dia do mês de seu nascimento e fica disponível dois dois meses.

Para fazer a adesão ao saque-aniversário, o cidadão pode utilizar o aplicativo do FGTS, o site oficial da Caixa ou o internet banking da instituição. Quem tem dificuldades com tecnologia, uma opção é se dirigir a uma agência da Caixa para fazer o pedido.

Saque extraordinário

O saque extraordinário do FGTS foi criado como uma forma de ajudar a população durante a pandemia de Covid-19.

Nesse caso, trabalhadores com saldo em contas ativas ou inativas tiveram a oportunidade de sacar até R$ 1 mil, de acordo com o cronograma criado pelo governo federal.

Essa modalidade teve seu último pagamento feito ainda em 2022, mas não há previsão de continuidade, uma vez que foi declarado o fim da pandemia.

Caso opte pelo saque-aniversário, posso mudar de ideia depois?

Sim. Os trabalhadores com direito ao FGTS podem voltar ao saque-rescisão, caso desejem assim. Porém, é preciso aguardar um prazo de dois anos para que sua modalidade seja reenquadrada.  O cidadão faz o pedido, mas deve aguardar esse prazo para que haja efetivação.

Por isso é muito importante avaliar muito bem a situação antes de decidir mudar para o saque-aniversário.

Você tem mais alguma dúvida sobre quem tem direito ao FGTS e quais as opções de saque? Caso tenha, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twiiter.

Perguntas frequentes sobre a FinanZero

A FinanZero cobra algum depósito antecipado?

A FinanZero não cobra nenhum depósito antecipado, seguindo a norma estabelecida pelo Banco Central (BC). De acordo com tal norma, quaisquer taxas cobradas pelos nossos parceiros já estão inclusas no parcelamento do empréstimo solicitado.

A FinanZero atua como correspondente bancário no Brasil, tendo um marketplace que conecta clientes às instituições financeiras. Para os clientes, o nosso serviço é 100% gratuito, não havendo qualquer tipo de cobrança ou pedido de depósito antecipado por qualquer integrante do nosso time em todo o processo de contratação do empréstimo.

Alertamos ainda para que os clientes fiquem atentos a possíveis estelionatários, os “golpistas”, que utilizam termos como estes abaixo para solicitar cobranças indevidas e que caracterizam crime, conforme o artigo 171 do Código Penal:

  1. “Taxa de avalista”;
  2. “Tarifa pelo score baixo”;
  3. “Taxa antecipada de contratação do seguro do crédito”;
  4. “Depósito de liberação”;
  5. “Depósito antecipado”;
  6. “Juros antecipados.

Para mais informações, confira o post do blog “Como identificar golpes do empréstimo?”. Além disso, fique atento às comunicações oficiais da FinanZero:

  1. Selo de verificação nas redes sociais: nossas contas no Instagram e no Facebook são verificadas pelas redes sociais;
  2. E-mails da empresa possuem domínio próprio: a comunicação oficial da FinanZero por e-mail parte de contas com a terminação @finanzero.com.br;

Portanto, caso alguém solicite a você um depósito antecipado para liberação de empréstimo, fique atento! E lembre-se que nós não realizamos esse tipo de cobrança. Uma dica extra que deixamos para os nossos clientes é consultar o CNPJ da empresa na Receita Federal antes de fechar qualquer negociação de cunho financeiro.

A FinanZero cobra pelo serviço de busca de empréstimos?

O serviço da FinanZero é 100% gratuito a todos os clientes de todo o Brasil.

A FinanZero é um banco?

Não. A FinanZero é autorizada pelo Banco Central a atuar como correspondente bancário. De acordo com o BC, a nomenclatura “correspondente bancário” ou “banco correspondente” deve ser utilizada apenas para as instituições financeiras que estabeleceram convênios com outros bancos para a prestação de serviços financeiros, conforme previsto na Resolução 1.865, do Conselho Monetário Nacional, de 05 de setembro de 1991.

Os serviços que são oferecidos pelo correspondente bancário foram regulamentados pelas Resoluções do Banco Central (BC) de Nº3110 e 3156, que foram escritas no ano de 2003. Nessas, foi declarado que todo Correspondente Bancário pode prestar diversos serviços acessórios para instituições bancárias e entidades financeiras autorizadas a funcionar pelo BC.

No caso da FinanZero, que é um buscador de empréstimos online, o serviço oferecido é o intermédio entre o cliente e a instituição financeira que concede empréstimos. O serviço da FinanZero é 100% gratuito para o consumidor e 100% online.

Para mais informações, confira o post do blog “O que é correspondente bancário?“.

Próximo artigo

Posso sair do imóvel antes do fim do contrato de aluguel?

Confira quais são as regras para rescisão contratual, como é calculada a multa e como realizar o procedimento de forma correta.

Ler artigo completo

0 respostas para “Quem tem direito ao FGTS?”:

  1. Não existe nenhum comentário nesse post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por:

Benefícios do GovernoCréditoDestaquesFinanças PessoaisImpostosMercadoNegócios
PáginasZiliCred – Refinanciamento Imobiliário OnlineBlipay: Empréstimo Pessoal – Antecipação SalarialÁgil- Empréstimo OnlineConsórcio para intercâmbioConsórcio para festasConsórcio para cirurgias plásticasConsórcio de cursosFlip – Empréstimo para Pessoa JurídicaZippi – Empréstimo para Pessoa JurídicaJuvo – Empréstimo com garantia de celularBanco Inter – Crédito Consignado OnlineMycon – Consórcio OnlineFortBrasil – Cartão de CréditoSeguro de AutomóvelCrefaz – Empréstimo OnlineFinanciamento imobiliário – FinanZeroConsórcio de serviçosWill Bank – Cartão de Crédito OnlineBrasilCard – Cartão de Crédito OnlineQred: Empréstimo Empresarial OnlineCréditoJá – Refinanciamento de Imóvel OnlineNovo Saque: Crédito Pessoal OnlineFinnsaúde – crédito para saúdeConsórcio de imóveisConsórcio de automóveisApê 11 – Financiamento Imobiliário OnlineQindin – serviços onlineSuperdigital – serviços 100% onlineMister Money – Empréstimo onlineFinanZero- uma nova parceria ParcelexZanTomPay – Soluções em pagamentosZanTom – Empréstimo OnlineBLU365 – Empréstimo onlineTopsolus – Soluções financeiras online98 Pay – Soluções para pagamentosAqui Tem Cred – Empréstimo OnlineAmbler Bank – Empréstimo OnlineRodobens – Empréstimo com garantia de imóvelup.p – Antecipe seu FGTSJeitto – Crédito para pagar suas contas do mêsJBcred – Empréstimo Pessoal OnlineCentral da Visão – Procedimentos mais acessíveisQery – Empréstimo Pessoal OnlineVivo Valoriza EmpresasZema – Empréstimo Pessoal OnlineQista – Empréstimo Pessoal OnlineEmpréstimo com garantia de imóvelCapital Empreendedorhome 2022 teste abEmpréstimo com garantia de veículo
Solicite seu empréstimo