A busca pelo refinanciamento de imóveis tem crescido consideravelmente, principalmente entre os autônomos que podem colocar algum bem como garantia do empréstimo

Devido a crise econômica causada pelo covid-19, o número de autônomos e profissionais independentes tem crescido significativamente no Brasil. Isto é, com o aumento da taxa de desemprego de 13,9% para 14,1% no último semestre de 2020, os indivíduos começaram a buscar novas formas para garantir suas rendas. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE).

Só para exemplificar, a plataforma de contratação GetNinjas apontou um aumento de 62% no número de cadastros de profissionais freelancers durante a pandemia. Ao total, foram inseridos aproximadamente 400 mil novos profissionais independentes no aplicativo até o final de 2020. Além disso, os picos de crescimento no app foram entre os meses de março e setembro.

Por isso, o empréstimo também foi uma alternativa recorrente dos autônomos para complementar seus lucros mensais. De acordo com o Banco Bari, só no segundo semestre do ano passado a busca por refinanciamento de imóveis, por exemplo, cresceu quase 13 vezes mais. Essa modalidade de empréstimo é conhecida pelos juros baixos e pelas extensas prestações.

Clique aqui e faça sua solicitação de empréstimo com a FinanZero.

O que é um refinanciamento de imóveis?

Popularmente conhecido como “Home Equity”, o refinanciamento de imóveis é uma modalidade de empréstimo onde o cliente coloca seu imóvel (casa, apartamento, terreno etc) como garantia do seu crédito. Dessa forma, as instituições financeiras tendem a flexibilizar a concessão do dinheiro, tendo em vista que, há maior possibilidade do valor ser restituído posteriormente.

Todos os tipos de imóveis podem ser refinanciados com a FinanZero, incluindo os parcialmente quitados em pelo menos 50%. Os valores solicitados podem ser de até 70% dos imóveis residenciais, e em contrapartida, para imóveis comerciais ou terrenos, o valor é de até 30%. Conforme mencionado, as taxas dessa modalidade são mais baixas e estão a partir de 0,75% a.m.

Além disso, o cliente pode parcelar sua oferta em até 20 anos. Isto é, os bancos e as instituições financeiras que são parceiras da FinanZero concedem um prazo de até 240 meses para quitação do refinanciamento de imóveis. Contudo, se o cliente preferir fazer a amortização das parcelas também é possível, e nesses casos, basta negociar a diminuição dos juros embutidos na oferta juntamente com a financeira.

Quando devo optar por um refinanciamento?

Autônomos podem fazer refinanciamento de imóveis?

Sim, os autônomos podem fazer a solicitação do refinanciamento utilizando o imóvel como garantia. Na prática, não nenhuma restrição direta que impeça os profissionais independentes de solicitarem essa modalidade de empréstimo. Todavia, é necessário estar atento em alguns pontos que são cruciais e determinantes para aprovação desse tipo de crédito.

O primeiro deles é o comprovante de renda: para prosseguir com o pedido de refinanciamento, o autônomo precisa obrigatoriamente comprovar seus lucros mensais através do extrato bancário ou da Declaração do Imposto de Renda. Se os autônomos não tiverem nenhum dos documentos para fazer a comprovação da renda, infelizmente, não será possível dar continuidade com a oferta.

Além disso, conforme mencionado, o imóvel precisa estar parcialmente quitado e o valor solicitado não pode ultrapassar a margem de 70% para imóveis residenciais e de 30% para imóveis comerciais. Nesse sentido, autônomos que não começaram a pagar seus respectivos imóveis não conseguirão fazer a solicitação do refinanciamento e os que solicitarem valores que ultrapassem a margem, também correm o risco de não ter nenhuma oferta pré-aprovada.

Por que a conta de luz vai aumentar?

Como fazer um refinanciamento de imóveis?

O passo a passo para solicitar um refinanciamento de imóveis com a FinanZero é totalmente digital, então, o cliente não precisa sair de casa para fazer a simulação. Também é importante frisar que não há cobrança de valores antecipados para concessão dessa linha de crédito, o processo é 100% gratuito. Abaixo segue as instruções para a solicitação:

  1. Primeiramente, acesse o simulador no nosso site clicando aqui;
  2. Em seguida, escolha o valor desejado baseado nas condições do imóvel;
  3. Você deverá selecionar em quantas vezes deseja parcelar o valor (entre 36 e 240 meses);
  4. Também será necessário preencher seus dados pessoais e os dados do imóvel no nosso formulário;
  5. Por fim, basta aguardar a análise da sua solicitação.

A análise da solicitação poderá ser feita em até 48 horas úteis. Logo após, se houver ofertas pré-aprovadas todas as condições serão apresentadas e caberá ao autônomo decidir o que é mais vantajoso para si próprio. Se o cliente decidir aceitar alguma oferta, ele será redirecionado para algum consultor que irá prestar o devido suporte na formalização dos documentos e assinatura do contrato.

Posso perder meu veículo se eu atrasar o refinanciamento de veículo?

Quais são as vantagens do refinanciamento de imóveis?

Muitas são as vantagens acerca do refinanciamento de imóveis. Por isso, listamos as principais vantagens para que os autônomos possam ponderar os benefícios dessa modalidade e decidir se irão prosseguir ou não com essa linha de crédito: seja para investir no próprio negócio, ou para quitar dívidas que estão em aberto. Veja:

  • Taxas de juros mais baixas;
  • Maior quantidade de parcelas;
  • Maior facilidade na aprovação do valor;
  • Uso livre do capital;
  • Possibilidade de antecipação do pagamento;
  • Refinanciamento mesmo com restrição no nome.

Essas são algumas das vantagens acerca do refinanciamento de imóveis, entretanto, caso você queira entender com mais detalhes algumas informações específicas sobre essa modalidade de crédito é possível através deste link. Isso porque, a redação da FinanZero já fez um conteúdo exclusivo sobre o refinanciamento de imóveis.

Como saber se estou negativado?

Por fim, ficou com dúvidas sobre o refinanciamento de imóveis? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero te ajuda.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.