O Seguro Prestamista é uma garantia para o banco e pode diminuir juros; no entanto, ele não é obrigatório

O Seguro Prestamista é, em resumo, uma garantia ao banco de que o seu empréstimo será pago mesmo em caso de morte, invalidez ou desemprego.

Ele é administrado por diversos bancos, como Caixa, Sicoob, BRB, Banrisul e Bradesco. E, embora não seja obrigatório, é cobrado em algumas transações de crédito.

No entanto, vale saber: essa cobrança é legal? Se for uma condição para o empréstimo, você precisa aceitar o Seguro Prestamista?

São dúvidas válidas e comuns. Portanto, vamos a elas nesta reportagem.

Últimas notícias de empréstimo consignado

O Seguro Prestamista é obrigatório?

Não, o Seguro Prestamista não é obrigatório para nenhum tipo de empréstimo. Mas ele também não é ilegal.

O que acontece, portanto, é que ele pode ser cobrado em determinados tipos de crédito, como:

  • Financiamento de imóveis;
  • Leasing imobiliário.

Ou seja, na compra de bens mais caros, como casas e apartamentos, pode haver uma cláusula contratual que dite a necessidade do seguro.

Logo, se ele for uma condição numa contratação de financiamento, vale aceitá-lo. É, inclusive, uma proteção para você se houver um incidente.

Se durante o seu processo a instituição pedir o pagamento do seguro, entenda o motivo e saiba: você pode não querer pagá-lo, já que não é obrigatório.

Por isso, fique de olho! Em caso de empréstimo pessoal você pode se recusar a pagar a cobrança do Seguro Prestamista.

Com a FinanZero, você encontra o melhor empréstimo para você.

Um banco pode negar empréstimo sem seguro?

Empréstimo, não. O Seguro Prestamista é um extra ao seu empréstimo e, portanto, você não pode ser induzido a contratá-lo.

O que o banco pode fazer é lhe dar taxas melhores de juros se você optar por ter o seguro. E, por outro lado, aumentar o custo do empréstimo se você não aceitar a contratação.

Portanto, caso a instituição tente lhe obrigar a usar o Seguro Prestamista, fique atento: isso pode ser considerado venda casada, o que é ilegal.

Empréstimo no boleto: como e onde pedir?

Posso querer contratar o seguro?

Já entendemos que ele não é uma parte obrigatória do seu empréstimo, mas que é uma opção para você. Logo, você pode contratar o Seguro Prestamista se quiser uma forma de segurança em caso de incidentes.

Algumas vantagens de ter o seguro é a possibilidade, por exemplo, de taxas de juros menores. Isso porque a financeira tem mais garantia de que você pagará seu empréstimo tendo esse seguro.

Além disso, é uma espécie de proteção para você. Afinal, se você contratar a opção que cobre desemprego, terá essa garantia caso algo aconteça.

Portanto, se você não tem bens para deixar como garantia no empréstimo, pode ser atrativo contratar o seguro.

Novamente, você não precisa contratar e, além disso, não deve ser obrigado a ter o seguro para conseguir um empréstimo. A decisão de usá-lo ou não é sua.

Por que meu empréstimo não foi aprovado?

Quanto devo pagar de seguro?

Se você optou por contratar o seguro no seu empréstimo, deve saber que ele tem algumas regras. Uma delas é sobre seu valor máximo.

O Seguro Prestamista não deve ultrapassar 10% do valor da parcela. Isso porque ele é apenas uma garantia em caso de incidente.

Além disso, esses 10% são calculados sobre o valor que você deve pagar de empréstimo, tirado os juros. Logo, ele não incide sobre o CET (Custo Efetivo Total), mas sim sobre o valor pedido em si.

Por isso, caso você note um valor superior a esse percentual, comunique a instituição. Você não deve aceitar cobranças exorbitantes.

O que é Imposto de Renda retido na fonte?

Onde contrato o Seguro Prestamista?

Há algumas instituições financeiras que oferecem esse seguro. Entre elas Caixa Econômica Federal e Bradesco.

Para contratar na Caixa, o passo a passo é:

  • Ao pedir um empréstimo pessoal na Caixa, entregue os documentos pedidos;
  • Em seguida, informe o desejo de contratar o Seguro Prestamista;
  • Pronto. Agora seu contrato incluirá também o seguro.

No Bradesco, a ordem é semelhante:

  • Peça seu empréstimo, com os dados e documentos solicitados;
  • Avise da intenção de usar o Seguro Prestamista;
  • Por fim, siga o fluxo normal, com o seguro já no radar.

Consórcio: o que é e como fazer?

Quem pode contratar esse seguro?

Na maioria das seguradores que oferecem o Seguro Prestamista, as regras são as mesmas:

  • Ter entre 18 e 79 anos;
  • Ter no máximo R$ 2 milhões, se for Pessoa Física e, para Pessoas Jurídicas, R$ 3 milhões;
  • Entregar os documentos, que podem incluir atestados de saúde.

No mais, como se trata de uma contratação extra ao seu empréstimo, você pode precisar entregar documentos que não envolvem o crédito, em si. É o caso de atestados de saúde, por exemplo.

Note também que há um limite de idade para a contratação do seguro, algo que não existe quando falamos apenas do pedido de empréstimo.

Empréstimo habitacional: o que é e como funciona?

A FinanZero cobra o Seguro Prestamista?

Por se tratar de uma contratação opcional, você pode escolher ter o Seguro Prestamista ao buscar um empréstimo na FinanZero.

Para isso, siga o passo a passo normal de simulação de empréstimo e, quando tiver seu crédito pré-aprovado, informe da sua opção. Nosso parceiro lhe indicará onde fazer esse seguro.

Quer saber mais? Então, simule aqui:

Empresa pode emprestar dinheiro para funcionário?

Enfim, ficou com alguma dúvida sobre o Seguro Prestamista? Então comente!

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.