Análise de Crédito

Sou negativado. Posso conseguir um empréstimo pessoal?

Sim, pessoas com restrição no CPF também podem conseguir um empréstimo. Entretanto, a análise de crédito feita por nossos parceiros será mais criteriosa para as pessoas com algum tipo de inadimplência.

A FinanZero conta com parceiros que trabalham exclusivamente para o público que possui alguma restrição no nome. Nesses casos, por exemplo, é possível deixar o celular como garantia do empréstimo ou financiar o pagamento das parcelas por meio das contas de luz. Desse modo, nossos parceiros conseguem uma precaução mais assertiva que o valor concedido, será ressarcido.

Além disso, é importante ressaltar que as taxas podem ser mais altas devido ao risco de inadimplência. Os valores variam de acordo com a política interna de cada parceiro e os critérios estabelecidos são vinculados com o histórico de pagamento do consumidor. Por isso, as taxas para negativados podem ser mais altas e o processo de aprovação mais moroso.

Sou autônomo. Posso conseguir um empréstimo sem sair de casa?

Sim, profissionais autônomos também podem conseguir um empréstimo com a FinanZero. Contudo, um ponto de atenção para os microempreendedores que ocupam essa função é a maneira como a renda será comprovada.

Assim como as solicitações convencionais, os autônomos também precisam fazer a comprovação de renda. Dessa forma, é possível comprovar para as instituições financeiras que o solicitante tem uma renda fixa mensal e pode arcar com as despesas das parcelas. Então, entre os comprovantes de renda aceitos para os autônomos, podemos destacar:

  1. Pró-labore;
  2. Extrato Bancário;
  3. Holerite;
  4. Declaração do Imposto de Renda.

Por fim, vale mencionar que para prosseguir com o processo de formalização da oferta, qualquer um desses documentos precisa ser recente. Ou seja, grande parte dos nossos parceiros não aceitam documentos com retroatividade que ultrapasse os dois últimos meses, por exemplo. Além disso, vale frisar que toda a solicitação feita com a FinanZero é feita de forma 100% digital, portanto, o autônomo não precisa sair de casa para entregar qualquer documentação.

Como aumentar o meu score?

Para que a pontuação do score esteja sempre alta, e consequentemente, os clientes consigam aprovação de crédito com mais facilidade algumas medidas podem ser tomadas. Abaixo, listamos alguns pontos que contribuem para o aumento do score:

  • Sempre atualizar os dados nos órgãos de proteção ao crédito;
  • Se possível, pagar dívidas antes da data de vencimento;
  • Manter o nome limpo;
  • Tenha conta fixas em seu próprio nome (exemplo: luz, internet, água etc);
  • Não atrase o pagamento de boletos ou parcelas.

Meu score está baixo. Posso conseguir um empréstimo online?

Sim. Assim como os perfis negativados conseguem um empréstimo mediante restrições em próprio nome, pessoas com score baixo também podem obter uma oferta com a FinanZero. Porém, esse processo costuma ter análise de crédito mais criteriosa e pode contar com taxas de juros mais altas na comparação com o perfil que possui score mais alto.

Ainda assim, o score é somente um dos fatores que impactam na análise de crédito. Logo, como outros critérios também são levados em consideração, há a possibilidade do crédito ser aprovado mesmo com a pontuação baixa do score.

Como posso ver meu score?

A consulta do score pode ser feita nos sites dos birôs de crédito, que são empresas de proteção ao crédito.

O que é score?

O score de crédito é uma pontuação que determina os hábitos de pagamento dos indivíduos no mercado de crédito. Mensurado por bureaus de crédito (os “birôs”), o score tende a variar entre 0 a 1000, sendo 0 o mais próximo do perfil inadimplente, e 1000 o mais próximo do perfil adimplente.

Em outros termos, o perfil inadimplente seria o “mau pagador”. E o perfil adimplente seria o “bom pagador”. A pontuação do score é definida por meio da coleta de diversos dados pessoais do consumidor, como a quantidade de cartões de crédito que o mesmo possui, o histórico de residência, o histórico de crédito, etc.

Desde que o Cadastro Positivo se tornou automático e foi aplicado à toda população brasileira, os serviços de proteção ao crédito obtêm acesso aos perfis das pessoas de maneira mais abrangente. E mais CPFs podem ter o score consultado nas plataformas digitais dos birôs.

Antes de aprovar algum crédito ao consumidor, as instituições financeiras realizam a análise de crédito do cliente, e um dos itens analisados é a pontuação do score desse cliente. Esse é um dado importante que determina o perfil completo e o histórico de pagamento do consumidor, tais como:

  • pagamento das contas em dia;
  • atraso de algum boleto;
  • limite disponível em cartões de crédito;
  • quitação antecipada de alguma compra;
  • etc.

O que é análise de crédito?

A análise de crédito é a forma como as instituições financeiras conseguem analisar o perfil do consumidor e verificar se o mesmo possui um bom ou mau histórico de pagamentos. Por meio dessa análise que os bancos e fintechs verificam as probabilidades de adimplência ou inadimplência do tomador de crédito. Ou seja, quais as chances do cliente pagar as parcelas do empréstimo em dia, uma vez que o crédito for aprovado e concedido.

Assim sendo, essa análise é aplicada em quase todas as solicitações financeiras feitas pelos clientes. Só para exemplificar, podemos citar além dos pedidos de empréstimo, a obtenção de cartões de crédito, financiamentos, limite de cheque especial e até mesmo abertura de conta em bancos.

Já que cada banco possui uma política interna, os motivos específicos que podem reprovar algum pedido do cliente durante a análise de crédito variam muito. Todavia, abaixo listamos alguns pontos que são levados em consideração para a aprovação – ou não – das ofertas:

  1. Histórico de pagamento;
  2. Pontuação do score;
  3. Comprometimento da renda em mais de 30%;
  4. Vínculos profissionais;
  5. Compatibilidade das informações;
  6. Histórico de residência;
  7. Ocupação e comprovante de renda.

A redação da FinanZero já fez um post detalhado sobre cada um desses pontos e como eles impactam na sua análise de crédito. Por isso, caso você queira entender com mais precisão sobre esses pontos, é possível conferir clicando aqui.