Mesmo estando negativado, os trabalhadores formais também podem fazer a solicitação de um empréstimo. Confira nesse post as principais opções para esses profissionais

Segundo dados do SPC, a porcentagem de brasileiros com restrições no nome superou a marca de 40% da população. Em detrimento da crise econômica causada pelo covid-19, o número de pessoas inadimplentes cresceu consideravelmente, tendo em vista a taxa de desemprego que foi de 13,9% para 14,1%, de acordo com o levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE).

Ainda na pesquisa feita pelo SPC, só em abril do ano passado, o Brasil ultrapassou a marca de 60 milhões de pessoas com algum tipo de restrição no próprio nome. Os dados foram coletados junto às instituições de proteção ao crédito e de modo geral, essa informação representa o maior número de negativados para o mês de abril na história do país.

Por isso, muitos negativados passaram a recorrer ao mercado de empréstimo na tentativa de conseguir quitar suas dívidas com um valor integral, por exemplo. O Relatório de Estabilidade Financeira do Banco Central do Brasil (BC) apontou um aumento de 9,9% nos empréstimos bancários em 2020. Nesse sentido, separamos nesse post as principais linhas de crédito que os negativados que são assalariados podem investir.

Clique aqui e faça sua solicitação de empréstimo com a FinanZero.

Quais são as chances do negativado conseguir um empréstimo?

Se engana quem acha que apenas por estar negativado, os trabalhadores formais não conseguem solicitar um empréstimo. Mensurar as chances de concessão, no entanto, é algo moroso de ser feito, já que, cada instituição financeira possui uma política interna específica para determinar se o valor será concedido ou não aos clientes. Todavia, abaixo podemos listar algumas opções que impactam diretamente nesse processo:

  • Primeiramente, o comprometimento da renda;
  • Em seguida, o histórico de pagamento;
  • Também é válido ressaltar os vínculos profissionais;
  • E por fim, a compatibilidade das informações.

Essas informações são importantes para o consumidor ponderar e entender quais são as suas chances de conseguir um empréstimo, mesmo estando negativado. Conforme mencionado, é difícil mensurar uma resposta concreta para essa pergunta pois cada cliente possui um perfil diferente, entretanto, é possível que o próprio solicitante faça a si próprio algumas perguntas que contribuem para esse processo.

Entre elas, podemos destacar: “há quanto tempo estou trabalhando na minha empresa?”, “eu pago minhas contas em dia?”, “já tenho algum financiamento em andamento?” e entre outras. A partir disso, é possível mensurar as chances de cada cliente de forma maia assertiva. Afinal, quanto mais estável for o perfil do cliente, maior são as chances dele conseguir ser aprovado.

Existe empréstimo para negativado autônomo?

Empréstimo pessoal pode ser concedido aos negativados?

Sim, o empréstimo pessoal pode ser concedido aos negativados. É claro que por se tratar de uma modalidade mais ampla, a aprovação da oferta pode ser mais complexa, contudo, hoje o mercado está cada vez mais vasto e muitas são as financeiras que concedem valores aos negativados. Principalmente, porque novas modalidades – ainda dentro do empréstimo pessoal – vem sendo inseridas no âmbito financeiro.

Por exemplo, o empréstimo na conta de luz é uma opção que tem se destacado significativamente, já que, as parcelas são debitadas diretamente na conta de energia do cliente. Dessa forma, as financeiras estipulam que a possibilidade de inadimplência do empréstimo é muito baixa, tendo em vista que, se o consumidor não pagar sua conta de luz, sua residência ficará sem energia.

Além disso, outra opção considerável é o empréstimo pessoal com o celular como garantia. Nesses casos, o cliente faz o download de um aplicativo no seu smartphone e em casos de inadimplência, o banco tem autonomia para bloquear o aparelho. Porém, se as parcelas forem pagas corretamente não há com o que se preocupar, já que o aplicativo não interfere na segurança dos dados do cliente.

Não consegui empréstimo para negativado, e agora?

Por que investir no consignado?

Outra opção muito vantajosa para os assalariados que estão negativados, é o empréstimo consignado. Isso porque, nessa modalidade de empréstimo as parcelas são descontadas diretamente na folha de pagamento do cliente, ou seja, os riscos de inadimplência são menores. Por essa razão, as financeiras tendem a flexibilizar o crédito consignado aos assalariados que estão negativados.

Além disso, para concessão do empréstimo consignado, não há consulta nos órgãos de proteção ao crédito (como SPC e Boa Vista) que determinam o score do cliente. Assim sendo, os negativados não são impactados pois não há consulta direta do histórico de pagamento do cliente. Entre os assalariados que possuem direito ao consignado, podemos destacar:

  • Aposentados e pensionistas do INSS;
  • Servidores públicos;
  • Militares das forças armadas;
  • Trabalhadores com vínculo empregatício formal.

O crédito consignado é concedido a partir da margem consignável (atualmente em 40%) e o valor pode ser parcelado em mais de 80 meses. As taxas do consignado são popularmente conhecidas por serem baixas, isto é, de acordo com o Banco Central (BC) a menor taxa de juros do mercado para o crédito consignado está em 0,91% a.m.

Refinanciamento de imóveis: autônomos podem fazer?

Fazer um refinanciamento é vantajoso?

Se o cliente deseja adquirir um valor alto valor emprestado, sim, o refinanciamento é uma ótima opção. Sendo ele vinculado ao imóvel ou veículo, pois, em ambas modalidades os valores pré-aprovados pelos bancos costumam ser altos. No caso do refinanciamento de veículos, por exemplo, o cliente pode solicitar até R$100.000 e dividir o valor em mais de 48 meses.

Por isso, as linhas de crédito atreladas ao refinanciamento são indicadas aos clientes que desejam obter maiores valores. Essa linha de crédito é destinada para quem deseja colocar o próprio bem como garantia do empréstimo, visto que, assim como no consignado, as financeiras entendem que a probabilidade de inadimplência é muito baixa. Também é válido ressaltar que mesmo com a quitação parcial do bem, as financeiras fazem a análise da solicitação.

Quando devo optar por um refinanciamento?

Por fim, ficou com dúvidas sobre o empréstimo para negativados assalariados? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero está à disposição.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.