Produto emergencial, o empréstimo pessoal é mais buscado por pessoas endividadas aponta FinanZero

O empréstimo pessoal, também conhecido como crédito pessoal, se tornou um dos produtos financeiros mais buscados em meio à crise do coronavírus. De acordo com o Banco Central (BC), entre fevereiro e março de 2020, o avanço das buscas pela linha crédito avançou 20,9%.

Somado a isso, a maior presença de bancos de pequeno e médio porte e fintechs no mercado financeiro aumentou a oferta do empréstimo pessoal. Consequentemente, a taxa de juros deste produto têm sofrido quedas. Em março deste ano, a taxa de juros média conforme o BC tinha caído a 46,1% ao ano.

O que é um empréstimo pessoal?

O empréstimo pessoal é um produto financeiro, uma modalidade de crédito para pessoas físicas com o mínimo de 18 anos. Ou seja, não é um empréstimo direcionado para empresas, somente para cidadãos.

O cliente, o tomador de crédito, recebe uma quantia de dinheiro em sua conta bancária. Esta quantia é depositada pelo credor, que é a instituição financeira. Mensalmente esta quantia será cobrada em parcelas acrescidas de uma taxa de juros.

É considerado um produto emergencial. Deste modo, direciona-se a motivações de curto prazo, como:

  • Pagamento de dívidas em atraso;
  • Custos de viagens;
  • Pequenos investimentos financeiros ou em negócios;

Segundo o BC, a taxa de juros do empréstimo pessoal variava entre 9,38% e 1.648,98% ao ano em abril de 2020. Esta grande variação no mercado mostra a importância de fazer uma pesquisa de mercado antes de tomar o empréstimo.

Veja também – Como fazer empréstimo com restrição?

Qual a diferença entre empréstimo pessoal e crédito pessoal?

Não existem diferenças entre os dois termos, pois se tratam da mesma modalidade de crédito. São sinônimos para o mesmo produto financeiro.

Como funciona o empréstimo pessoal online?

As solicitações de empréstimo pessoal funcionam da seguinte forma:

  1. O tomador de crédito faz uma simulação do crédito pessoal. Pode fazer isso em cada instituição financeira que desejar, o que leva mais tempo pois deve-se fazer múltiplos cadastros. Ou o cliente pode fazer um único cadastro em um buscador de empréstimos como a FinanZero, que possui mais de 40 parceiros cadastrados no mesmo site.
  2. O cliente deverá preencher o cadastro com os seus dados pessoais para a análise de crédito ser feita pelas instituições financeiras.
  3. Os bancos, financeiras e fintechs realizam a análise de crédito para medir o risco de inadimplência do perfil solicitante.
  4. Após a análise de crédito ser feita, o valor liberado pelo(a) credor(a) é definido juntamente à taxa de juros.
  5. Por fim o cliente assina o contrato e o dinheiro cai em sua conta bancária.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Como saber se o empréstimo online é confiável?

O cliente pode saber se um site de empréstimo pessoal online é confiável observando os seguintes pontos:

  • Confirmação do CNPJ: no rodapé das páginas principais dos sites de crédito pessoal consta o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) da empresa. Este número é uma afirmação legal da existência da empresa perante a Lei. No site da Receita Federal é possível verificar se o CNPJ existe e se corresponde ao nome apresentado pela empresa.
  • Apresentação de tabelamento de preços de empréstimo pessoal: a aprovação do crédito pessoal consiste em uma análise de crédito individual para casa solicitante de empréstimo. Por isso, o valor liberado e a taxa de juros são únicos para cada um. Se a empresa apresenta um tabelamento de preços e de taxas é possível que seja uma fraude financeira.
  • Cobrança antecipada para liberação: empresas sérias e confiáveis como a FinanZero não realizam qualquer cobrança antecipada para liberar o crédito pessoal. Esta prática é expressamente proibida pelo Banco Central. A atenção do consumidor deve ser redobrada pois os estelionatários tentam assumir a identidade de instituições financeiras conhecidas no mercado para pedir o dinheiro antecipado.

Como é feito o cálculo de juros de juros de um empréstimo?

A taxa de juros de um empréstimo pessoal é calculada com base no perfil do solicitante. Ou seja, toda instituição financeira tem uma taxa mínima e um teto de juros, entretanto, a taxa cobrada para cada perfil será diferente.

Isto ocorre pois durante o cálculo da taxa de juros é determinado o risco de inadimplência do cliente, levando em consideração sua análise de crédito. Nesta análise de crédito, algumas das variáveis do cálculo podem ser:

  • Idade;
  • Sexo;
  • Número de dependentes;
  • Nível de instrução;
  • Profissão;
  • Renda estimada;
  • Histórico de residência;
  • Bens imóveis;
  • Quantidade de veículos;
  • Cartões de crédito;
  • Histórico de pagamento (atraso de pagamentos, inadimplência/adimplência);
  • Score;
  • Etc.

Após analisar estes dados, as instituições financeiras definem se o perfil do consumidor tem tendência à adimplência ou à inadimplência, e qual o grau desta tendência. Então, a aprovação do crédito pessoal bem como a taxa de juros são definidos.

Veja também – Como fazer empréstimo pessoal online?

O que é score de crédito?

O score de crédito é uma nota que varia entre 0 a 1000. A nota é calculada com base no histórico de compras e pagamentos do Cadastro de Pessoa Física (CPF) do consumidor. Cada pontuação do score de crédito do consumidor revela um tipo de perfil:

  • 0 a 200: altíssimo risco de inadimplência;
  • 201 a 400: alto risco de inadimplência;
  • 401 a 700: médio risco de inadimplência;
  • 701 a 900: baixo risco de inadimplência;
  • 901 a 1000: baixíssimo risco de inadimplência;

O cálculo é feito por empresas de proteção de crédito conhecidas popularmente como “birôs” (do inglês bureaus).

Qual o score para conseguir empréstimo?

O score é um dos critérios da análise de crédito feita pelas instituições financeiras. Ou seja, não é o único fator determinante para a aprovação do empréstimo pessoal ou a definição da taxa de juros do mesmo.

Contudo, quanto mais elevado for o score, maiores as chances de aprovação e de taxas de juros mais baixas. Existem instituições financeiras especializadas em aprovação de crédito para negativados. Por isso, um score baixo não implica em impedimento para ter um empréstimo pessoal aprovado.

Ficou com mais alguma dúvida sobre empréstimo pessoal? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.